Grand-Am: Hoover Orsi termina em 13º em Nova York

Em uma corrida em que a liderança se alterou 20 vezes, a dupla composta por Jorg Bergmeister e Boris Said com um Ford Riley da Krohn Racing, venceu às 6 Horas de Watkins Glen, corrida disputada neste fim de semana em Nova York, válida pela oitava etapa da Grand American Rolex Series.



Em sua primeira participação na categoria, faltou sorte ao líder do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8, Hoover Orsi. Nos treinos de quinta e sexta-feira, Orsi se adaptou bem ao protótipo 39 da Cheever Racing que é patrocinado pela Crown Royal Special Reserve e ao lado de seu companheiro Christian Fittipaldi chegaram a fazer o quarto melhor tempo.


 


“O carro é muito forte e bem interessante de guiar. Não tive problema para me adaptar com o protótipo e logo com poucas voltas já estava virando rápido”, disse Orsi.


 


Diversos fatores dificultaram que fosse feita a classificação. Com isso, a ordem de largada foi dada pela posição de cada equipe na temporada. Largando na décima terceira posição, Orsi foi o primeiro piloto da Cheever Racing a ir para a pista. Às 6 horas de corrida foi em sua grande maioria disputada com chuva, fator de grande desafio para os 46 pilotos da categoria.


 


“Largamos com chuva e o nosso pneu não era adequado para àquela hora. Mas consegui conduzir bem o carro e entreguei para o Christian em uma boa posição”, falou Orsi.


 


A dupla Brasileira chegou a liderar algumas voltas da corrida e via a chance de subir ao pódio cada vez mais perto, já que naquele instante ocupavam a terceira colocação.


 


Na ultima parada para a troca de pilotos coube a Orsi a responsabilidade de conduzir o carro na parte final da etapa. Faltando pouco mais de 47 minutos para a bandeirada final, Orsi que estava na quinta colocação ultrapassando o quarto colocado recebeu um toque do carro número 23 guiado Patrick Long e foi para fora da pista, perdendo duas importantes voltas. Quando voltou para a prova, restavam ainda 35 minutos de corrida, mas Orsi não tinha muito que fazer e terminou a etapa na décima terceira posição.


 


“Claro que não foi a estréia que eu queria, mas valeu a pena correr em um circuito histórico e muito veloz como esse, que já recebeu a Fórmula 1 na década de 80. É uma pena pois o nosso carro estava muito forte e se eu não recebesse esse toque com certeza estaríamos no pódio. Só tenho a agradecer ao Christian e ao Cheever pela oportunidade de correr em um protótipo como esse”, finalizou Orsi.


 


Veja abaixo os melhores classificados na Seis Horas de Sahlen:

1. #76, Bergmeister/ Said, 154 voltas
2. #99, Fogarty/ Gurney/ Stallings, 154
3. #10, Taylor/ Angelelli/ Briscoe, 154
4. #60, Patterson/ Negri, 154
5. #4, Wallace/ Leitzinger, 154
6. #19, Gidley/ McDowell/ Cosmo, 153
7. #1, Pruett/ Diaz, 153
8. #77, Borcheller/ Brix, 153
9. #8, Frisselle/ Frisselle/ Unser Jr, 153
10. #89, Figge/ Dalziel, 153
11. #11, Duno/ Goossens/ Johansson, 152
12. #5, Finlay/ Valiante/ Cosmo, 152
13. #39, Fittipaldi/ Cheever Jr/ Orsi, 152
14. #6, Constantine/ Borkowski/ 152
15. #23, Rockenfeller/ Long, 151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *