IRL: Scott Dixon vence pela terceira vez em Watkins Glen

O neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, venceu neste domingo (08/07), o GP de Watkins Glen, 10º etapa da temporada. Foi a terceira vitória de Dixon em três provas disputas no circuito próximo da cidade de Nova York. O norte-americano Sam Hornish Júnior, da Penske, foi o 2º, com o líder do campeonato, o escocês Dario Franchitti, da Andretti-Green, completando o pódio.

Dixon assumiu a liderança após o abandono do brasileiro Helio Castroneves na barreira de pneus, na 19º volta. O piloto da Penske saiu na pole-position e liderava a prova, sendo pressionado por Dixon, quando bateu na curva que leva a reta principal, destruindo o seu carro. A bandeira amarela foi mostrada, com a prova recomeçando na 23º volta, por apenas uma volta. O norte-americano A.J.Foyt, da Vision, rodou e ficou parado na pista.


Com a bandeira amarela acionada, muitos pilotos foram para os boxes com o brasileiro Vitor Meira, assumindo a ponta. Mas um erro de calculo da equipe Panther levou Meira a ter uma pane seca na 32º volta. Ele foi levado até os boxes, com a bandeira amarela retornando. Meira voltou na última posição.


A prova recomeçou na 36º volta, com Andretti na frente. Dixon era novamente o líder, com a parada nos boxes de Andretti, na 43º volta. Duas depois os Dixon parou novamente nos boxes, voltando em primeiro. Hornish era o 2º e Andretti o 3º.


Michael Andretti, de forma discreta, deu a ordem e o filho Marco deu passagem para Franchitti assumiu a terceira posição na 50º volta. Na volta final Kanaan também superou Marco, talvez sem a interferência da equipe.


Dixon venceu com 6s2591 de vantagem para Hornish, com Franchitti em 3º. Meira ainda conseguiu terminar a prova, em 17º.


Depois da prova Hornish e Kanaan se envolveram numa briga, que teve a participação do pai do piloto da Penske, Michael Andretti, Marco Andretti, e até do brasileiro Jaime Câmara, piloto da Andretti-Green na IPS.


A confusão começou quando após chegarem aos pits, Hornish foi procurar Kanaan, para tirar satisfações sobre uma disputa de posição quando o norte-americano forçou uma ultrapassagem, na luta pelo 10º lugar. O baiano saiu do traçado, perdendo mais uma posição para Darren Manning. Os carros ficaram marcados com a borracha dos pneus.


Hornish começou a se afastar, aplaudindo Kanaan, que foi atrás. O pai do atual campeão empurrou o brasileiro fazendo Michael Andretti, patrão de Tony, entrar na briga, indo para cima de Sam Hornish pai. Comandados por Marco Andretti, chegou a turma do abafa para separar os brigões.


Antes de ser seguro por Câmara, Kanaan acertou um tapa em Hornish, que acabou caindo ao ser empurrado pelos mecânicos da Andretti-Green. Até Dan Wheldon apareceu para prestar solidariedade ao amigo Kanaan. Michael acabou levando uma bronca do filho.


Franchitti lidera o campeonato, com 394 pontos. Dixon é o vice-líder com 347. Kanaan é o 3º, com 319. Castroneves, com 257 é o 6º, com Meira na 9º posição, somando 220 pontos.


A próxima etapa acontece no dia 14 de julho, em Nashville.


Final:


1.    Scott Dixon  60  voltas   
2.    Sam Hornish Jr  a  6.2591   
3.    Dario Franchitti  a  3.4901   
4.    Tony Kanaan  a  4.7338   
5.    Marco Andretti  a  0.9919   
6.    Buddy Rice  a  11.4422   
7.    Dan Wheldon  a  8.4344   
8.    Kosuke Matsuura  a  5.3522   
9.    Darren Manning  a  6.9856   
10.    Jeff Simmons  a  7.2002   
11.    Danica Patrick  a  2.1938   
12.    Ed Carpenter  a  9.8519   
13.    Tomas Scheckter  a  0.7923   
14.    Scott Sharp  a  2.5889   
15.    AJ Foyt IV  a  14.9689   
16.    Sarah Fisher  a  2 voltas  
17.    Vitor Meira  a 2 voltas


Abandono:


Helio Castroneves  19 voltas – acidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *