IRL: Tony Kanaan em Miami: “Estávamos com a corrida ganha”

Tony Kanaan liderava com folga o GP de Miami, primeira etapa da Fórmula Indy, mas quando restavam apenas sete voltas para o final, o venezuelano Ernesto Viso, retardatário, rodou na frente do brasileiro, que não teve o que fazer para evitar o choque, causando a quebra do braço da suspensão da roda dianteira direita do carro número 11. Foi acionada a bandeira amarela, e Kanaan insistiu na raça, com a roda toda comprometida, permanecendo atrás do Safety Car até a volta 198 das 200 no total. A torcida era para que a prova fosse encerrada sem ser agitado o pano verde. No entanto, o brasileiro foi obrigado a abandonar a prova logo após a relargada ter sido autorizada a duas voltas do final. Mesmo assim, Kanaan finalizou na oitava colocação. A vitória caiu no colo do neozelandês Scott Dixon, da Chip Ganassi, seguido pelo norte-americano Marco Andretti, da Andretti Green, e pelo outro piloto da Ganassi, Dan Wheldon. Antes de ser atingido por Viso, Kanaan liderava com 1s9 de vantagem para Dixon.

“Corrida só acaba após a bandeirada e, desta vez, sobrou para gente. Estávamos com a corrida ganha, com uma boa vantagem para o segundo colocado, mas aconteceu essa infelicidade”, lamentou o brasileiro. “Eu entrei bem triste nos boxes e agradecia pelo rádio os meus mecânicos e engenheiros que fizeram um trabalho fantástico, e um deles me lembrou que finalizei na mesma colocação quando conquistei o título de 2004. Então, não deixa de ser um bom sinal. Fizemos uma ótima corrida, mas não deu. Agora, é virar a página e seguir em busca do campeonato”, comentou o brasileiro. 


Aliás, não haverá muita folga para Kanaan, pois a segunda etapa da Fórmula Indy é no próximo domingo, dia 6, no circuito misto de St. Petersburg, também na Flórida. Os demais brasileiros em Miami, Hélio Castroneves foi o 4º colocado, Vitor Meira o 10º e Mário Moraes o 16º. Enrique Bernoldi e Bruno Junqueira abandonaram a disputa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *