Jovens promessas do automobilismo desembarcam no Império Endurance Brasil

Nomes como Lucas Kohl, Arthur Leist, Bruna Tomaselli e Bruno Smielevsk – todos na faixa dos 20 anos ou menos – apostam na categoria de corridas de longa duração para ganhar quilometragem no país

Casa de pilotos experientes e gentleman drivers veteranos, o Império Endurance Brasil, de uns anos para cá, vem chamando a atenção de jovens promessas do automobilismo brasileiro que enxergam na categoria uma grande oportunidade para ganhar quilometragem nas pistas do país.

É o caso, por exemplo, de Lucas Kohl, piloto de 22 anos, que compete na categoria P2 em um protótipo MRX ao lado do pai Hardy Kohl. Ele pretendia disputar a Indy Light este ano. Mas, quando o campeonato americano foi cancelado por conta da pandemia do coronavírus, decidiu mudar de ares.

“Depois que optei por voltar para o Brasil e disputar a Stock Light, surgiu a oportunidade de correr também no Império Endurance Brasil e eu aceitei, pois acredito que esta é uma categoria que pode me ajudar muito a ganhar quilometragem nos autódromos brasileiros e, desta forma, conhecer melhor os circuitos daqui. Saí do Brasil muito novo, com pouca experiências nos traçados daqui, e estar nesta categoria me ajuda muito neste sentido”, disse Lucas Kohl.

A história da jovem catarinense Bruna Tomaselli, de 23 anos, é bem parecida. Ela iria competir na WSeries este ano, mas a categoria também foi cancelada por conda da pandemia. O Império Endurance Brasil surgiu então como uma oportunidade dela se manter ativa em uma temporada atípica. Ao lado de Fernando Ohashi, Henrique Assunção e Fernando Fortes ela também está a bordo de um MRX da categoria P2.

“Com estes problemas que tivemos lá fora, optei pelo Império Endurance Brasil para não ficar sem competir. O protótipo MRX tem características parecidas com o carro que eu iria guiar na WSeries e, além disso, poder dividir a pista com nomes importantes do automobilismo brasileiro como Nelsinho Piquet, Átila Abreu, Ricardo Maurício e tantos outros é algo que traz grandes lições e aprendizados”, disse a piloto.

Com 19 anos, Arthur Leist desembarcou no Império Endurance Brasil para ganhar quilometragem. Assim como Kohl, ele também competia nos EUA até o ano passado e, atualmente, está na Stock Light.

“Para um piloto, quanto mais experiência, melhor. E este é o meu objetivo. Andei de F4 nos meus dois últimos anos, agora passei para os carros de turismo na Stock Light e ainda tive esta oportunidade de guiar um protótipo MRX na categoria P3. Às vezes é difícil ‘virar a chave’ de um carro para o outro, mas guiar tantos modelos diferentes nos faz aprender a se adaptar cada vez mais rápido e isso me ajuda a evoluir como piloto”, disse.

Atualmente, o mais jovem do grid do Império Endurance Brasil é Bruno Smielevsk. Ele tem 17 anos, já competiu na Sprint Race e fará sua estreia em corridas de longa duração neste final de semana, nas Quatro Horas do Velopark. Ele vai competir ao lado de Aldoir Sette a bordo do protótipo MRX da Sette Car Racing, também na categoria P3.

“Estou muito feliz com esta oportunidade. Hoje (quinta-feira) tive meu primeiro contato com o carro, que me surpreendeu bastante, principalmente em termos de velocidade. Gosto bastante do estilo de corrida do Endurance e esse foi um dos principais fatores que me motivaram a vir para a categoria. Espero agora fazer uma boa estreia”, finalizou o piloto.

As Quatro Horas do Velopark, prova válida pela terceira etapa do Império Endurance Brasil, acontece neste sábado, às 11h30. A disputa será transmitida ao vivo pelo Sportv e pelo canal do Império Endurance Brasil no Youtube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *