Kart: 73 pilotos fazem a abertura do Super Centro-Oeste

O Kartódromo Internacional Razhem Elias Abrão, em Anápolis – GO, recebeu neste sábado e domingo a primeira etapa da II Taça Super Centro Oeste de Kart.

A competição que, tem um calendário com 11 etapas previstas, começou com algumas alterações em relação à temporada passada o que motivou ainda mais os pilotos e equipes. “Procuramos inovar no Centro-Oeste deste ano trazemos algumas modificações que visam principalmente profissionalizar ainda mais os eventos. Adquirimos um novo sistema de cronometragem e conseguimos o apoio da Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA que a cada prova trará seu caminhão dando um completo apoio logístico às provas”, explicou Rafael Cançado, promotor do Campeonato.

Na sexta-feira, dia 30 e no sábado, dia 31, pela manhã os pilotos participaram de treinos livres para acerto e checagem dos equipamentos. Na tarde do sábado aconteceram as tomadas de tempo.

Na manhã de domingo, dia 1º, foram iniciadas as provas. A primeira categoria a vir à pista foi a Mirim. Composta por competidores de seis a oito anos esta classe é a porta de entrada do kartismo atual. Largando da pole-position o piloto Pedro Piquet manteve-se na ponta durante as primeiras voltas quando havia aberto um pouco em relação à Juliano Adjuto, o segundo colocado. Algumas voltas se passaram e Adjuto recuperou a diferença em relação ao líder e começou a pressioná-lo. Ambos fizeram uma corrida à parte e a cinco voltas para o final Adjuto assumiu a liderança para não mais perdê-la até a bandeirada final. Piquet chegou em segundo e Daniel Badra em terceiro. Na segunda bateria mais uma vez os dois pilotos se destacaram e se revezaram na liderança durante várias voltas. Porém, na negociação da ultrapassagem com um retardatário, Piquet conseguiu se sair melhor e abriu certa vantagem que conseguiu mantê-la até o final. Adjuto, desta vez, chegou em segundo. O terceiro colocado novamente foi Badra.

Na Cadete os irmãos Yago e Yuri Cesário dominaram as duas provas, porém, em ambas muito pressionados pelos adversários. As duas provas foram extremamente disputadas e as primeiras posições foram revezadas entre os dois, Gabriel Antônio, Victor Guimarães e Yuri Areal. Yuri Cesário venceu as duas com Yago em segundo. Na primeira prova Yuri Areal chegou em terceiro e na segunda Victor Guimarães finalizou na terceira posição.

Nas provas das categorias Júnior e Júnior Menor os pilotos Gabriel Navarrete, Bruno Neves, Matheus Vieira e Ítalo Leão venceram as provas. Os pilotos da categoria Menor mostram-se muito rápidos e durante as duas baterias acompanharam o forte ritmo imposto pelos pilotos da Júnior. Na Júnior Navarrete venceu a primeira prova com Neves em segundo e Danilo Estrela em terceiro. Na segunda prova Neves venceu seguido por Navarrete e novamente Estrela. Na Júnior Menor, pro sua vez, Vieira venceu a primeira com João Sérgio Câmara em segundo e Diogo Ribas, em terceiro. Na segunda prova Ítalo Leão foi o vencedor seguido por Câmara e Lucas Palhares.

As provas da Fórmula 400 que reuniram os pilotos das categorias Master e Sprinter foram as que mais alterações tiveram em relação ao ano passado. A partir desta temporada os pilotos dessas classes competirão em rodada dupla em todas as provas e, pelo regulamento, o grid da segunda prova é o resultado da primeira invertido. Nesse contexto os pilotos foram para a pista visando o melhor resultado nas duas provas. Na primeira Rodrigo Dorey ganhou na Sprinter seguido por Pedro Barbosa e Rogério Mesquita. Na segunda quem levou a melhor foi Rogério Mesquita seguido por Tiago Azalini e Dorey. Já na Master a vitória na primeira prova ficou nas mãos de Luiz Cordeiro, seguido por Álvaro Neto e Jobis Ferreira. Na prova seguinte o vencedor foi Francisco Viana. Em segundo chegou Jobis Ferreira e na terceira posição terminou Luiz Cordeiro.

Na seqüência foi a vez dos pilotos das categorias Sênior “A” e “B” tomarem a pista. As duas provas foram bastante disputadas e as posições intermediárias ficaram completamentes indefinidas até o final das duas provas. Na primeira prova, assim como na tomada de tempos, Cleyton Cesário dominou e venceu de ponta-a-ponta na Sênior “A”, seguido por Rodrigo Piquet e Elon Cesário. Na “B”, quem venceu a primeira foi Fábio Oliveira com Marco Bernardes em segundo e Glaucinei Souza, em terceiro. Na segunda prova a vitória foi novamente de Oliveira com Glaucinei em segundo Francisco Marques, em terceiro.

Os pilotos das categorias Novatos, Graduados “A” e “B” foram à pista para suas provas. Igor Veras fez a pole-position, porém, quem venceu a primeira bateria na “B” foi Thércio Brandão. Igor chegou em segundo e Felipe Nasr foi o terceiro. Na segunda prova Nasr ganhou com Igor em segundo e Thércio em terceiro. Na “A”, Caio Zanani venceu a primeira com Felipe Guimarães em segundo. Na segunda prova Guimarães foi o vencedor com Zanani em segundo. Na Novatos Luiz Cordeiro Filho fez a pole e venceu a primeira bateria seguido por Lucas Foresti e Frederic Cunha. Na prova seguinte Foresti venceu com Cordeiro em segundo e Luciana Alves, em terceiro.

As últimas competições da rodada foram da categoria RD-135. A exemplo da temporada passada Jerry Alexandre começou dominando marcando a pole e vencendo a primeira prova seguido por Célio Leal e Leonardo Albuquerque. Na segunda prova, porém, Alexandre não conseguiu manter a hegemonia e deixou a vitória ficar com Marco Aurélio que, após largar da quinta posição, veio em prova de recuperação para vencer com vantagem de quase um segundo para Alexandre, que chegou em segundo. Marcos Alexandre terminou em terceiro.

“Estamos realmente muito satisfeitos com o resultado final desta prova. Todos os pilotos e equipes elogiaram as mudanças na organização e, mais do que isso, ressaltaram também a equalização dos motores. A mudança no sistema das provas da Master e Sprinter 400 proporcionou ainda um aumento considerável na competitividade da segunda bateria, que largou com o grid invertido. Enfim, para nossa grata surpresa tivemos um número de pilotos 10% superior ao que esperávamos e, após esta prova, nossa projeção para a segunda etapa é de mais uma vez aumentarmos o grid em cerca de 10%”, finalizou o empresário.

A segunda etapa do Super Centro-Oeste 2007 acontece no Kartódromo Ayrton Senna, no Guará – DF, nos próximos dias 28 e 29 de abril.

A II Taça Super Centro-Oeste de Kart é uma realização da RBC Preparações de Motores com organização das Federações de Automobilismo de Goiás e Distrito Federal e supervisão da CBA. Apoio de Kart Mini, Birel Sudam, Mega Kart, Dimetil e DMTV.

Foto: Flávio Quick – Luis Felipe Nasr venceu a segunda prova da Graduados “B” 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *