Kart – Brasileiro: Carlos Huertas perde título por muito pouco

Com uma avassaladora vitória na bateria semifinal do Campeonato Brasileiro de Kart, o piloto bogotenho Carlos Huertas (Quirino Racing/ Assessoria Ltda./ Autocity/ Blicorp/ Automercol) era um dos sérios candidatos ao titulo máximo nacional da modalidade, contando com a vantagem de largar na bateria fina na pole position.

Franzino e introvertido, o piloto colombiano Carlos Huertas transforma-se radicalmente quando está sentado ao volante de um bólido, surgindo um gigante que “fala alto” nas retas e curvas de qualquer traçado. E não foi diferente no Kartódromo Internacional dos Ingleses em Florianópolis, a belíssima ilha que serve como capital do estado de Santa Catarina, no sul do Brasil, que serviu de palco para a 41ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart, disputada entre os dias 11 e 15/07.

Competindo pela categoria Junior, o piloto da equipe Quirino Racing a bordo de seu Birel/Parilla sempre foi um dos mais velozes na pista, desde o primeiro treino oficial, mas na tomada de tempos classificatórios que definiria os posicionamentos no grid de largada Huertas teve problemas, tendo de alinhar seu kart 56 na 18ª e ultima colocação. Mas assim que autorizada a largada para a primeira das quatro baterias que compunham o certame o “gigante” apareceu e um a um os adversários foram sendo ultrapassados, para Huertas completar as 25 voltas da prova na 2ª colocação.

Na segunda bateria Carlos Huertas (Quirino Racing/ Assessoria Ltda./ Autocity/ Blicorp/ Automercol) buscou poupar um pouco o equipamento, correndo com a mente voltada para o campeonato, ou seja, buscando amealhar pontos da posições cimeiras evitando riscos desnecessários e completando, assim, a prova na 4ª colocação e encerrando o primeiro dia de provas na 3ª posição da tabela de pontuação.

A 3ª bateria – semifinal – contou com uma alternativa a mais, já que durante o transcorrer da disputa fortes chuvas se abateram sobre o circuito catarinense, determinando a paralisação da prova com bandeira vermelha, no momento em que Huertas era líder absoluto. Mesmo com a adversidade da intempérie o piloto colombiano manteve a liderança, comandando as ações da corrida que venceu de forma avassaladora. O titulo inédito para os colombianos estava ao alcance das mãos e a performance, até então, do bogotenho lhe credenciava como candidato favorito.

Para a bateria final restava ao kartista da Quirino Racing “apenas” completar entre os cinco primeiro colocados para concretizar o titulo de Campeão Brasileiro de Kart, mas uma simples poça d’água pôs tudo a perder. Estabilizado na 3ª colocação da corrida – já com boa margem de vantagem para o 4º colocado -, ao realizar a frenagem em uma das curvas do circuito dos Ingleses o kart rodou, saindo irremediavelmente da pista. A demora para reposição do competidor colombiano na disputa foi determinante no resultado do campeonato e Carlos Huertas divisou a bandeira a quadros na 10ª colocação. O sonho do titulo havia desvanecido e Huertas completou o campeonato na 4ª colocação.

“Seria injusto dizer que faltou sorte, mas Campeonato Brasileiro é assim mesmo e foram fatores alheios que tiraram o titulo de nossas mãos. O importante desse certame foi que Carlos firmou-se como um dos melhores pilotos do Brasil, adquirindo o respeito de seus pares, equipes e da mídia especializada, afinal ser um dos pilotos que compuseram o pódio de qualquer categoria é coisa para poucos e Huertas estava lá”, analisou Quirino Souza, chefe da equipe Quirino Racing, team de renome internacional.

Carlos Huertas está entre os grandes do kartismo brasileiro!

Confira o resultado final da categoria Junior no 41º Campeonato Brasileiro de Kart:
1. Luiz Felipe Nasr (DF), com 36 pontos
2. André Negrão (SP), com 31 pontos
3. Alexandre Ruiz Filho (SP), com 30 pontos
4. Carlos Huertas (Quirino Racing/ Assessoria Ltda./ Autocity/ Blicorp/ Automercol) – COL -, com 28 pontos
5. Pedro Rodrigues (PR), com 28 pontos
6. Giancarlo Vilarinho (SP), com 16 pontos
7. Marcelo Anselmi (PR), com 16 pontos
8. Fábio Gamberini (SP), com 14 pontos
9. Victor Carbone (SP), com 13 pontos
10. Henrique Martins (SP), com 13 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *