Kart – Brasileiro: Falta de sorte foi companheira de Fábio Gomide no campeonato

Uma tremenda falta de sorte foi a companheira de Fábio Gomide (Alltec Química / Clariant / Comarplast) nas horas mais importantes de sua participação na 41ª edição do Campeonato Brasileiro Kart, que teve sua segunda fase disputada de 25 a 29 de julho em Itumbiara (GO).

Fábio, que disputava o maior evento do kartismo nacional na categoria Sênior A, uma das mais disputadas do evento, esteve muito bem durante todos os treinos oficiais. Em cada um deles, esteve sempre entre os três primeiros colocados de um grid composto por 25 pilotos de todas as partes do Brasil.

Foi a partir do momento em que as atividades mais importantes tiveram início que o azar começou a ser fazer presente para Fábio Gomide. Na tomada de tempos, a quebra da palheta do motor fez com que Gomide despencasse das primeiras posições para a sexta fila do grid de largada, ou mais exatamente, a 12ª posição. “Fiquei bastante decepcionado, afinal eu esperava ter largado entre os quatro primeiros colocados. Os treinos até então me diziam isto”, contou Fábio.

O otimismo não havia diminuído mesmo assim e Fábio partiu para a primeira bateria disposto a recuperar o prejuízo. Quando já se aproximava das primeiras colocações, um incidente com outro piloto no final da reta acabou com suas pretensões. No incidente, Fábio foi tirado da pista por um concorrente, que havia perdido o controle de seu kart e acabou escapando para grama. Com o kart desgovernado, ele acabou atingindo Fábio Gomide na saída da curva e isto fez com que os acabassem ficando de fora da prova, quando faltava apenas uma volta para seu final.

Na segunda bateria, novamente a busca pela recuperação foi atrapalhada por um incidente. “Logo na terceira curva, um kart rodou e, ao desviar, outro concorrente acabou me atingindo lateralmente. Acabei rodando também e tive que trabalhar dobrado para me recuperar”, lamentou o piloto Alltec Química / Clariant / Comarplast, que desta vez terminaria a prova em 10º. “A batida acabou entortando a manga e a barra de direção do meu kart, que, a partir daí, ficou muito ruim de guiar”, completou.

Nas duas baterias seguintes, disputadas no sábado, último dia de competições, Fábio acabou amargando dois abandonos. “Por causa dos acidentes nas duas baterias anteriores, meu kart certamente estava ‘torto’ e, como não tivemos tempo de gabaritá-lo, fomos para a última bateria com o mesmo chassi. Por isto, talvez, meus pneus simplesmente se abriram e fui obrigado a abandonar. Não havia mais condições de continuar, sob pena de sofrer um acidente”, lamentou Fábio, que compete na Mauro Competições, com motores preparados por Zago.

Neste Brasileiro de Itumbiara, Fábio pretendia conquistar seu segundo título consecutivo, já que em 2005 ele havia sido campeão na categoria Sênior B, além de ter vencido a Copa Brasil na mesma categoria. “Agora é deixar para ser bi consecutivo na Copa Brasil”, finalizou Fábio Gomide, referindo-se à segunda competição mais importante do kartismo brasileiro, que acontece em São Paulo em outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *