Kart – Brasileiro: Pedro Rodrigues parte em busca de seu terceiro título nacional

Campeão em 2002 e 2004, o paranaense Pedro Rodrigues (SR Rodrigues / Birel) já tem muito bem definido seu objetivo para a disputa da 41ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart, que começou a ser disputado ontem (11) no Kartódromo dos Ingleses, em Florianópolis (SC).

Competindo na Júnior, uma das categorias mais disputadas do kartismo brasileiro na atualidade, Pedro Rodrigues tem como principal objetivo alcançar seu terceiro título brasileiro. Em 2002 ele conquistou seu primeiro título ainda em início de carreira, na categoria Cadete. Dois anos depois, em 2004, ele conquistaria outro título, desta vez na Júnior Menor. “Foram justamente nas duas categorias anteriores a esta que disputo hoje, pela ordem de idade, uma seqüência natural. E os dois títulos foram conquistados com um espaço de dois anos, exatamente o tempo que me separa de meu último título. Então, está mais do que na hora de ser Campeão Brasileiro novamente, tanto pelo tempo quanto pela seqüência das categorias”, brinca o piloto de Foz do Iguaçu (PR).

Se a análise que fez foi em tom de brincadeira e superstição, a intenção de buscar este terceiro título é muito séria. Ontem, nos dois primeiros treinos da categoria em Florianópolis, Pedro Rodrigues mostrou que realmente estará na luta por seu objetivo. No primeiro deles, foi quinto colocado, e no segundo terminou na liderança, marcando a melhor volta do dia em sua categoria. “No primeiro treino estávamos testando alguns ajustes. Já no segundo alcançamos acertos muito perto do ideal. Hoje pretendo trabalhar na ‘sintonia fina’ do meu kart e deixar tudo pronto para a tomada de tempos e as provas”, disse o piloto SR Rodrigues / Birel.

Ser Campeão Brasileiro de kart não é uma tarefa muito fácil e Pedro Rodrigues sabe muito bem disso. “Em um Brasileiro precisamos contar também com a sorte. Um mau resultado acaba fazendo com que o piloto largue nas últimas posições na bateria seguinte. Por isso, acho que um misto de cautela e agressividade nos momentos certos podem fazer com que eu esteja bem posicionado para a largada da última bateria”, receitou ele, lembrando que serão disputadas quatro baterias, das quais o pior resultado deverá ser descartado. A quarta bateria terá pontuação dobrada, o que faz dela a mais importante de todas.

Hoje os pilotos terão direito a mais dois treinos, com duração de 40 e 35 minutos, respectivamente. Na quinta, depois de um breve aquecimento, serão definidos os grids de largada. Na sexta serão disputadas duas baterias e no sábado outras duas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *