Kart: Brasileiros se destacam nas baterias classificatórias

Pilotos conquistaram uma dobradinha na categoria Micromax; na Senior, Rafael Suzuki venceu uma das corridas. Sexteto está classificado para as finais de domingo.

Depois dos treinos livres da sexta-feira (20) em Sepang, o sábado foi marcado pelos primeiros treinos classificatórios e baterias eliminatórias no circuito de Kuala Lumpur, onde é realizado o Red White Sangari International Kart Grand Prix, competição que distribui 45 mil dólares em prêmios e reúne pilotos de 120 países – o Brasil está representado por seis competidores nas três categorias.

O treino classificatório definiu o grid das baterias de hoje, e na categoria Micromax os brasileiros Giuliano Raucci e Pietro Rimbano conseguiram o quinto e o segundo lugares, respectivamente. Na primeira bateria a dupla sofreu com problemas mecânicos e não completaram a prova. Já na segunda corrida (heat), a dupla de 10 e 11 anos deu um show: Raucci venceu com Rimbano em segundo lugar, na primeira dobradinha brasileira da história da competição. O resultado garante os garotos entre os 15 que largarão na pré-final de amanhã.

Na categoria Junior o paulista Victor Franzoni largou da segunda posição, terminando na mesma colocação a bateria inicial e em quarto na segunda. A soma dos resultados o garantem em terceiro na pré-final a ser disputada neste domingo na Malásia. Já na categoria Senior foram três baterias. Rafael Suzuki, o mais experiente do sexteto brasileiro, largou em segundo lugar e conquistou duas quartas posições e venceu a última bateria do dia. Matheus Protti largou da décima posição nas provas e terminou as corridas em 2º, 5º e 12º lugar. Vinicius Perdigão largou do 20º lugar e fez três provas de recuperação, terminando em 7º, 8º e 10º. O trio deve largar entre os dez primeiros nas finais de amanhã.

“A competição está muito forte e os brasileiros estão tendo que trabalhar entre uma corrida e outra para ir melhorando o equipamento, já que é tudo muito novo para eles. Mas podemos dizer que nas três categorias os nossos pilotos têm chances de conquistar o título, mesmo com os problemas que os meninos da Micromax enfrentaram na primeira bateria”, analisou Binho Carcasci, chefe da delegação brasileira presente em Sepang e membro da CNK (Comissão Nacional de Kart), órgão da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

A participação brasileira no torneio é uma premiação oferecida pelo Grupo Sangari, multinacional da área da educação. A iniciativa é inédita no kartismo nacional e nasceu de um acordo entre a Reunion Sports e a Comissão Nacional de Kart da CBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *