Kart: De volta ao solo tupiniquim Rafael Martins disputará primeira prova nacional da temporada

De volta ao solo tupiniquim Rafael Martins disputará primeira prova nacional da temporada.

Enquanto muitos pilotos já quebraram o “jejum” por provas em certames nacionais deste inicio de temporada, o jovem paulista Rafael Martins (Applebee’s/ Teuto/ Tofanello/ MZ Racing) aguarda a chegada deste sábado (07/03) para dar inicio à sua participação em provas no Brasil, disputando no Kartódromo Aldeia da Serra a primeira etapa da Copa São Paulo Light de Kart.

Depois de competir neste inicio de 2009 na “terra do Tio Sam” quatro etapas do Florida Winter Tour, pela categoria Rotax MiniMax, Rafael volta à “Pátria Amada, Idolatrada, Salve! Salve!”, para (sem trocadilhos) competir na “Aldeia” e buscar “conquistar com braços fortes” sua primeira vitória do ano na categoria Cadete, voltada para pilotos com idades entre oito e onze anos e que utiliza motores Honda GX160 de quatro tempos, refrigerado a ar.

“Pensamos que por ter corrido no exterior nesses últimos meses o Rafinha fosse estranhar voltar para a pista e pegar o kart acertado de uma forma completamente diferente da que estava acostumando lá fora, mas pelo contrário, pois ele se adapta super rápido a qualquer kart que damos em suas mãos e é muito mais fácil trabalhar com um piloto tão dedicado com ele é”, revelou Mazinho Oliveira o frontman da equipe MZ Racing, responsável pelo kart de Martins.

Treinando desde quinta-feira debaixo do “sol da Liberdade, em raios fúlgidos”, que castigava a pista ao ardente “brilhar no céu da Pátria”, Rafael obteve excelentes tempos de volta em relação aos demais adversários e mostrou estar mais maduro para competir nesta temporada. “Já estamos com o kart pronto para a prova de sábado, bem acertado e ‘guardadinho’ só esperando chegar a hora de ir pra pista. Enquanto isso, o Rafa está apenas treinando para pegar os macetes do circuito e ir se acostumando com o clima quente que impera no kartódromo”, finalizou o preparador.

A categoria Cadete apresentará algumas mudanças em seu grid, visto que muitos dos pilotos que competiram na temporada passada foram promovidos para a categoria seguinte, a Junior Menor, enquanto que outros da Mirim também passaram pelo mesmo procedimento e passaram a integrar a grid da Cadete. Mesmo assim a previsão é de que a categoria tenha, novamente, o maior e mais competitivo grid do campeonato, não raro, com as posições finais sendo decididas apenas na bandeira a quadros. Mesmo com tal nível de dificuldade, superando a readaptação ao clima e à condução de kart com motor quatro tempos, o representante da Applebee’s/ Teuto/ Tofanello/ MZ Racing “não fugirá da luta” e “nem temerá”, afinal de contas é um legítimo “filho deste solo” em qual “és mãe gentil”, a “Pátria amada Brasil”.

No Florida Winter Tour

Nos dias 14 e 15/02, Rafael Martins (Max Papis Racing with Fittipaldi/ Teuto/ Applebee’s) participou no Kartódromo de Homestead, na Florida (EUA) das terceira e quarta etapas do Florida Winter Tour (Campeonato de Inverno da Florida).

Defendendo nesta rodada dupla do certame as cores da Birel, o “brazuca” que conquistou na seletiva promovida pelo coach de pilotos Paulo Carcasci a disputada vaga para as duas rodadas iniciais do Florida Winter Tour, chegou em Miami pronto para “mostrar serviço” e buscar melhorar a 10ª colocação que ocupava no campeonato, posicionamento em que terminou a primeira etapa do FWT, já que a segunda etapa acabou sendo adiada para acontecer em data ainda não designada, em razão da falta de luz no circuito – que não tem iluminação artificial -, já que acidentes em varias baterias acabaram atrasando a programação original dos promotores do evento.

Com apoio de box da equipe Max Papis Racing with Fittipaldi, do ex-piloto de Fórmula Indy Max Papis e, principalmente, contando com o competente trabalho do preparador brasiliense Mazinho Oliveira, Rafael mostrou que já estava plenamente adaptado à “tocada” requerida pelos motores dois tempos Rotax, bem como ao uso dos pneus Mojo – de uso obrigatório -, que diversamente dos pneus normalmente utilizados no kartismo nacional.

Na tomada de tempos para a pré-final valida pela terceira etapa do certame, Rafael Martins conquistou o direito de partir da 8ª posição da grelha, “enfiando” seu kart de equipe independente no seleto grupo do top ten da categoria, habitualmente formado por bólidos das equipes oficiais das fabricas – equipados com parafernálias de milhares de dólares – e sob o comando de pilotos que conhecem “na palma das mãos” os segredos da pista de Homestead, bem como da categoria que já disputam a algumas temporadas. Ser o oitavo nesse grid era algo como tornar-se o “primeiro entre os mortais”, o que passou a chamar a atenção do publico, dos demais concorrentes e da mídia especializada.

O bom desempenho do “brazuca” confirmou-se na prova pré-final, com Martins fazendo uma grande corrida e completando a prova na quinta colocação. Quase três horas depois, com o grid formado com as mesmas posições obtidas na tomada de tempos classificatórios, foi autorizada a largada para a prova final da terceira etapa do Florida Winter Tour. Nas retas do circuito norte-americano o melhor trabalho de desenvolvimentos de preparação dos motores nos karts das equipes de fabrica fazia a diferença, com vantagem para os pilotos “da casa”, mas nos trechos sinuosos do traçado Martins mostrava porque é reconhecidamente um dos melhores kartistas do Brasil de sua geração e “descontava” a diferença, atacando incessantemente os experientes pilotos.
 
Rafael Martins (Max Papis Racing with Fittipaldi/ Teuto/ Applebee’s) bisou o posicionamento da pré-final, cruzando a linha final na mesma quinta posição e melhorando seu posicionamento na tabua de pontos do campeonato.

Na manhã seguinte (domingo 15/02), Martins estava de volta ao circuito, para nova tomada de tempos e duas corridas, validas pela quarta etapa do Florida Winter Tour. Autorizada a saída do Parque Fechado para inicio das voltas de classificação, o bom trabalho de Rafael Martins e do preparador Mazinho Oliveira no dia anterior esvaiu-se em poucos segundos, já que um dos pneumáticos de seu kart apresentou problemas, esvaziando completamente antes de ser dada ao menos uma volta. Rafael Martins teria de largar nas duas corridas da ultima fila do imenso pelotão de mais de trinta karts.

Alinhados os micromonopostos no grid, foi autorizado o funcionamento dos motores para a volta de apresentação. Todavia, o propulsor Rotax do kart do piloto brasileiro “teimosamente” recusava-se a funcionar. A largada foi autorizada, sem a presença na pista de Rafael (que continuava tentando ligar o motor de seu kart), mas logo em seguida foi apresentada a “red flag”, para atendimento medico de vários pilotos envolvidos em um múltiplo acidente de largada.

Pela regra vigente, Rafael Martins estava “out” dessa corrida, mas como sua equipe havia realizado varias modificações em seu kart durante a noite e Martins não havia dado uma volta sequer na pratica classificatória e prova pré-final, mesmo ciente de que provavelmente seria desclassificado com bandeira preta, alinhou seu kart para a nova largada da pré-final e dar, ao menos, algumas voltas que funcionariam como “shake down” dos novos ajustes. Após três passagens a bandeira preta foi apresentada ao piloto da Max Papis Racing with Fittipaldi/ Teuto/ Applebee’s, que teve de recolher seu kart aos boxes, mas já de posse das informações comparativas dos ajustes, para a bateria final da rodada.

Partindo novamente do final do pelotão, Rafael Martins catalisou, literalmente, as atenções de todos que acompanhavam a prova final da quarta etapa da Rotax MiniMax no Florida Winter Tour. Com uma largada fantástica Martins conquistou muitas posições e com uma tocada próxima à dos ponteiros foi conquistando mais posições a cada passagem. Em menos de quatro votas de corrida, Rafael Martins já estava entre os dez primeiros e em ritmo avassalador. Mas ao tentar a ultrapassagem sobre o sétimo colocado, os karts se tocaram, com a ponteira do para-choques traseiro do piloto que seguia à frente atingindo o miolo de roda do kart de Rafael, que já estava emparelhado por dentro da curva. O contato foi leve, mas a conseqüência extremamente danosa para o desenvolvimento de corrida do piloto paulista, já que um dos parafusos que “travam” o pneu dentro da roda quebrou-se, fazendo com que o pneu esvaziasse por completo, determinando o imediato abandono de prova.

Mesmo com apenas quatro voltas de corrida, Rafael Martins conquistou 58 pontos pela 20ª posição final, passando a ocupar a 13ª posição (entre os 39 participantes) no campeonato. Restam quatro etapas para o encerramento do Florida Winter Tour e Rafael Martins (Max Papis Racing with Fittipaldi/ Teuto/ Applebees) tem amplas condições de buscar a recuperação na tabua de pontos para completar o certame entre os melhores do kartismo norte-americano.

O tricampeão mundial de Fórmula 1 Jackie Stewart tinha razão quando falava que devia ter algo inexplicável na água que os brasileiros bebiam…

Confira o resultado da final na terceira etapa da Rotax Mini Max no Florida Winter Tour:
1.- 406 Jack West, com 12 voltas em 10m15s037
2.- 421 Jesse Lazare, a 2s860
3.- 1 Dore Chaponick Jr., a 3s806
4.- 408 Jordan Perry, a 5s900
5.- 422 Rafael Martins (Max Papis Racing with Fittipaldi/ Teuto/ Applebees), a 8s555
6.- 420 Cameron Morrison, a 8s780
7.- 407 Derek James Sobel, a 9s197
8.- 472 Pietro Fittipaldi da Cruz, a 11s260
9.- 412 Collin Daley Jr., a 13s073
10.- 488 Kyle Kirkwood, a 13s363
11.- 411 Garret Sargeant, a 15s944
12.- 499 Olivier Bedard, a 16s199
13.- 418 Grant Quinlan, a 18s473
14.- 405 Santino Ferrucci, a 19s192
15.- 403 Ethan Low, a 25s371
16.- 413 Michael de Quesada, a 27s108
17.- 416 Gabriel Espino, a 33s361
18.- 498 Diego Borrelli, a 27s324
19.- 427 Nelson Gonzalez, a 33s492
20.- 417 Diego Barkhausen, a 34s036
21.- 450 Karl Weber, a 34s410
22.- 415 Mihael von Schroeter, a 34s860
23.- 424 Justin Wood, a 35s838
24.- 419 Michael Lliteras, a 46s150
25.- 439 Sebastian Coulson, a 1 Lap
26.- 402 Christopher Tillery, a 3 Laps
27.- 423 Javier Tejeda Vargas, a 0.102
28.- 441 Dalton Sargeant, a 6 Laps
Not qualified
DNS 429 Dominic Tesoro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *