Kart: Dois pódios para a Pressure Racing no Ituano de Kart

O Kartódromo Arena Schincariol, em Itu (SP), abriu suas portas no domingo 17/08 para a realização das quinta e sexta etapas do Campeonato Ituano de Kart, em sistema de rodada dupla. Nas provas da categoria Stock Kart, classe com motores sorteados fornecidos pela empresa paulista Moa Preparações, e a mais veloz da grade de programação do certame regional paulista, a equipe Pressure Racing Team foi destaque e fez bis na terceira colocação com Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team).



Único piloto de kart no planeta portador de surdez profunda que disputa em igualdade de condições com pilotos “normais” certames oficiais da modalidade, o paulista Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team) defendeu as cores da mais nova equipe paulista da modalidade, a Pressure Racing Team, criada pelo experiente e laureado preparador de chassis Renato “Pressão” Chicarelli.
 
Na tomada de tempos classificatórios que definiu a ordem de largada dos micromonopostos na primeira das duas baterias da Stock Kart, válida pela quinta etapa do certame e ultima da fase classificatória que indicou os candidatos ao título máximo nas três rodadas finais que integram o play-off do campeonato, Reis garantiu a 3ª posição na grelha de partida.
 
Autorizada a largada, o pole position Diego Cruañes manteve a dianteira, com o “Mudinho” – como é conhecido Julio Reis nas pistas – colado em seu pára-choques traseiro, na 2ª colocação. O ritmo da dupla de ponteiros era forte e as voltas sucediam celeremente, mas a partir da décima passagem Reis passou a perder terreno para Cruañes, face à quebra do tubo de chassis que suporta lateralmente o banco em razão do constante “ataque” às zebras do veloz circuito ituano. Em razão disso, Reis foi alcançado por Renato Gasparian – que seguia na terceira colocação – e superado nas voltas finais, completando a prova na terceira colocação. Mesmo assim, Julio estabeleceu a segunda volta mais rápida da corrida, com a marca de 51s778, que foi ínfimos 92 milésimos mais lenta que a estabelecida na 14ª passagem pelo velocista nato Diego Cruañes.
 
Na segunda bateria, com a permanência do problema no chassis e visivelmente mais extenuado pelo maior esforço físico em conduzir, a estratégia da equipe Pressure Racing Team era a de buscar completar a prova mantendo o posicionamento, para auferir pontos importantes na tabela de pontos, já que naquele momento Julio Reis ocupava a sétima posição na tabua da Stock Kart no campeonato. Autorizada a partida, Reis segui à risca a estratégia programada, com Diego Cruañes e Renato Gasparian lutando ferrenhamente pela vitória.
 
Todavia, na décima segunda volta, ao atacar a zebra interna da Curva do Noventa, a corrente de transmissão do kart do piloto da Pressure Racing Team desprendeu-se. Reis conseguiu recolocar a corrente em seu kart e retornar à disputa, mas com quatro voltas de desvantagem para os líderes da prova. Na penúltima volta da competição Gasparian conseguiu ultrapassar Cruañes, que não se deu por batido e passou a atacar ferozmente o novo líder da prova, até encontrar o espaço necessário para a tentativa final, na Curva dos Noventa. Gasparian recrudesceu e os bólidos se tocaram, sendo lançados para fora da pista e atingindo violentamente os pneus de proteção.
 
Gasparian viu ali encerrada sua participação, com seu kart avariado e socorrido pela equipe de Socorro Medico, em razão de fortes dores no joelho. Cruañes também quedava-se imobilizado fora da pista, repetindo o problema de Julio Reis, com a corrente de transmissão solta, que buscava recolocar. Reis ainda conseguiu descontar uma das voltas perdidas, mas Cruañes consegui retornar à disputa e divisar a bandeira a quadros na primeira colocação, garantindo não apenas a vitória, mas a assunção da liderança do campeonato com meio ponto de vantagem para Gasparian que, mesmo abandonando a prova, ainda ficou com a segunda colocação, ainda com duas voltas de vantagem para Julio Reis.
 
Com os pontos amealhados com as duas terceira colocações na rodada, Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team) assumiu a terceira posição na tabela de pontos da Stock Kart no Campeonato Ituano de Kart. “Tínhamos kart e piloto para vencer hoje em Itu, mas as corridas são sempre como uma caixinha de surpresas que vão surgindo inesperadamente a cada instante”, filosofou Renato “Pressão” Chicarelli, chefe da recém criada equipe Pressure Racing Team. “Na primeira bateria o Julio estava muito rápido e tinha condições de tentar a vitória nas ultimas voltas, mas o chassis quebrou no meio da corrida e com o maior esforço ele acabou cedendo terreno e perdendo a 2ª posição. Na prova final fomos no sacrifício, já que não havia meios de soldarmos o chassis por aqui, mas quase ganhamos a corrida em razão do acidente entre os dois primeiros, não fosse termos perdido voltas por causa da corrente que caiu. Mas em automobilismo não existe ‘se’ e estamos contentes com os dois pódios que nos deixam na briga pelo título do campeonato”, detalhou Pressão.
 
Confira o resultado da Stock Kart nas quinta e sexta etapas do Campeonato Ituano de Kart:
 
Primeira Bateria
1.- Diego Cruañes, com 20 voltas em 17m23s402
2.- Renato Gasparian, a 9s538
3.- Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team), a 14s993
 
Pole Position: Diego Cruañes, com 51s956
Melhor Volta: Diego Cruañes, com 51s686
 
Segunda Bateria
1.- Diego Cruañes, com 20 voltas em 18m28s166
2.- Renato Gasparian, a 1 volta
3.- Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team), a 3 voltas
 
Melhor Volta: Diego Cruañes com 51s793
 
Confira como está a pontuação do Play Off:
1.- Diego Cruañes 135,5 pontos
2.- Renato Gasparian, 135 pontos
3.- Julio Reis (Refrigerantes Dolly/ ProService/ Planet Kart/ PPK/ Easy Start/ Moa/ MSC/ Pressure Racing Team), 127 pontos
4.- Bruno Mendicino, 115,5 pontos
5.- Ricardo Favoretto, 114,5 pontos
6.- Luana Pedrosa, 113,5 pontos
7.- Rafael Castro, 112,5 pontos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *