Kart: Frustrado com resultado, Marcio Pasaneli pensa em abandonar a categoria

Com problemas em seu kart em duas etapas anteriores do Campeonato Paulista de Kart, o piloto amazonense Marcio Pasaneli (JVN Motorsport/ Proview/ Banco do Amazonas/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas) perdeu a liderança na tabela de pontos desse certame na categoria Novatos.

 


Disposto a retomar esse ponto, Pasaneli treinou com afinco para a prova da 4ª etapa desse certame, realizada no ultimo sábado (19/05) no Kartódromo Aldeia da Serra, localizado no município de Barueri, integrante da região metropolitana da capital paulista, sendo sempre o mais veloz em todos os treinos oficiais.


 


Na manhã de sábado (19/05), foram realizados os treinos classificatórios que determinaram as posições do grid de largada e Marcio Pasaneli, com a marca de 41s639 conquistou a 2ª posição do partidor. Autorizada a largada, com o arrojo que caracteriza o piloto manauara, o representante da equipe JVN Motorsport/ Proview/ Banco do Amazonas/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas assumiu a liderança da prova, abrindo cerca de meia reta de seu mais direto perseguidor, o piloto Vinicius Sammarone.


 


Subitamente, o 2º colocado aproximou-se velozmente de Pasaneli, realizou a ultrapassagem com estranha facilidade para uma categoria tão equilibrada e, com a mesma presteza, impôs meia reta de vantagem para Pasaneli, até a bandeira a quadros.


 


“Tem algo de muito misterioso acontecendo na Novatos, já que tem piloto conseguindo fazer tempos milagrosos durante a corrida, mais rápido até que a pole position e que alguns pilotos Graduados. Nosso piloto foi o mais rápido a semana inteira e na corrida assumiu a liderança e andou sempre em um ótimo ritmo – na casa de 41s300, 41s400 -, mantendo quase meia reta de vantagem para o 2º colocado. Repentinamente ele foi alcançado, facilmente superado e ficou meia reta atrás do novo líder. Conferi os tempos no Alfano no final da corrida e verifiquei que Marcio fez a prova toda na mesma ‘batida’, sem perda de qualquer rendimento. Em razão disso fui conferir os tempos do líder na folha de tempos divulgada e estranhei que ele tivesse virado em uma das voltas 41s059, sete décimos de segundo mais rápido que Marcio vinha andando regularmente. Isso deve ser bruxaria…”, afirmou desconfiado o preparador Vicente, da equipe JVN, responsável pela carreira no kart de outro amazonense de sucesso, o piloto Antonio Pizzonia.


 


Como os pneumáticos MG de selo vermelho, obrigatoriamente, são utilizados por duas etapas consecutivas da categoria e, em razão da quebra de seu kart na volta de apresentação da ultima etapa – fato que lhe dava pneus praticamente “zero” para esta prova -, estranhou o grande desempenho e equilíbrio de chassis do kart concorrente que, com pneus desgastados por duas provas e duas tomadas de tempo, conseguiu após a metade da prova um tempo de volta considerado por todos como “mágico”.


“Tanto eu, quanto outros pilotos da Novatos somente conseguimos virar nesse traçado tempos em volta de 41 “duro” treinando com tanque vazio e pneus de selo amarelo – que não é permitido em nossa categoria -. Essa disparidade desmotiva e gera suspeitas e acho que, se continuar assim, vai haver debandada geral na categoria que acabará morrendo. É uma pena, mas já estou pensando seriamente em comprar um carro de formula e antecipar minha passagem para o carro”, declarou, inconformado, o piloto manauara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *