Kart: Gabriel Tojal disputa quarta edição da Copa Petrobras Sorriso Campeão

Piloto da Fórmula São Paulo busca uma das três primeiras vagas para a final da Seletiva Petrobras de Kart, que neste ano distribuirá R$ 100 mil ao campeão.



Enquanto aguarda o início da temporada de 2007 da Fórmula São Paulo, previsto para o dia 11 de fevereiro no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o piloto paulista Gabriel Tojal volta ao kart em busca de uma das principais metas dos jovens pilotos do país nos últimos anos: estar no grupo de finalistas da Seletiva Petrobras de Kart. Neste sábado (3/2), Gabriel disputará a quarta edição da Copa Petrobras Sorriso Campeão de Kart e será um dos 34 participantes da categoria Graduados que estarão em busca das três vagas disponíveis para a final da seletiva. Neste ano, serão 14 pilotos na decisão e o vencedor ficará com o prêmio de R$ 100 mil oferecido pela petrolífera brasileira.


 


“Neste ano a Copa Sorriso bateu recorde de inscritos e isso é muito bom, principalmente porque o kartismo de São Paulo teve um fim de temporada angustiante em 2006, com pouquíssimos pilotos nos grids, lembrou Tojal. Pelo grande número de participantes, o evento deverá ser muito competitivo e isso vai valorizar ainda mais os três pilotos que se classificarem para a final da seletiva. Voltei aos treinos há alguns dias e espero fazer parte desse grupo, completou o piloto.


 


A Copa Petrobras colocará frente-a-frente diversas gerações de pilotos do kartismo brasileiro. Entre os inscritos estão nomes queanos figuram entre os principais pilotos do país, como Sérgio Jimenez e André Nicastro, e jovens talentos que passaram a competir entre os Graduados no ano passado e iniciam carreira em monopostos, como é o caso de Gabriel Tojal. O campeonato terá, ainda, a presença do piloto de Fórmula 3 Clemente Faria Jr.


 


Fazer parte de um evento bem organizado como este, apoiado pela Petrobras, e que também é classificatório para a seletiva é uma grande oportunidade para nós, pilotos, e por isso o número de inscritos foi grande neste ano, opinou Tojal. Além disso, com a adoção dos motores Biland, o custo de participação na Copa Sorriso Campeão caiu para cerca de 20% do que era no ano passado, o que facilitou a vida de muita gente, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *