Kart: Jonathan Louis termina o Pan-Americano de kart em terceiro

Na primeira participação em uma competição internacional, o Pan-Americano de Kart realizado em Florianópolis (SC), o piloto paranaense Jonathan Louis (Pincelli / Raceland / Transp. Falcão / Sacotem / Bisa / Nicrom / Kart Mini / Kart Mania / Golden Fix / Plascon – Plásticos Concórdia / Inflex) terminou a competição num surpreendente terceiro lugar na categoria Pré-Júnior.

Os principais pilotos do Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, Venezuela e Peru se reuniram em Florianópolis (SC) para disputar o Pan-Americano de Kart. Na categoria Pré-Júnior um dos destaques foi o piloto curitibano Jonathan Louis. Nos treinos que iniciaram na quarta-feira, Jonathan mostrou que era forte candidato ao título. Das cinco sessões, duas ele foi o mais rápido. “Como a pista recebeu um novo asfalto eu preferi fazer alguns testes no período da manhã. Com isso a tarde, já com algumas mudanças, o tempo caía cada vez mais, tanto que fui o mais rápido em duas sessões”, comentou.

Na sexta-feira um momento de tensão para Jonathan e toda sua equipe. Pela manhã ele bateu forte depois de tocar na roda traseira de um piloto argentino. O kart voôu por cima do outro e foi parar nos pneus. Jonathan saiu de ambulância e foi levado para o hospital. A tarde ele voltou para a pista e marcou o sexto tempo depois que a equipe montou um outro kart para ele, já que o equipamento envolvido no acidente ficou totalmente destruído. Mais tarde ele foi para a tomada de tempo. Mesmo com hematomas no corpo, mostrou maturidade e determinação, cravando a volta mais rápida em 39s473. O tempo lhe valeu o primeiro lugar no grid. “Fui para a pista confiante e percebi que meu equipamento estava redondo. Fiquei muito feliz com a pole, principalmente de ter feito com o chassi da Kart Mini. Isso sem contar que marquei o novo recorde da pista”, comemorou Jonathan depois de marcar o recorde provisória da pista. Esta foi a segunda pole em menos de um mês.

Na pré-final, realizada no sábado, Jonathan caiu para quarto lugar logo na largada. Como a equipe ainda buscava um melhor acerto para a corrida final ele terminou a prova em terceiro. Na final, com um equipamento melhor Jonathan foi para cima dos adversários. O curitibano teve duas chances de assumir a ponta, mas na segunda tentativa cometeu um erro, com isso o terceiro colocado se aproximou e ele começou a sofrer pressão. Faltando apenas duas voltas Jonathan foi ultrapassado e terminou o Pan-Americano na terceira posição. “Olha estou muito feliz e satisfeito com minha participação no Pan-Americano de Kart. Competi com pilotos muito mais experientes e mesmo assim terminei em terceiro depois de bater forte. Fiz a pole e vou sair de Florianópolis com o segundo melhor tempo na categoria Pré-Júnior. A Kart Mini, o pessoal da Tibola e Marquinhos Competições, minha família e os patrocinadores, todo mundo está de parabéns. Agradeço a todos que me apoiaram e a Deus que me deu a chance de ter um final de semana maravilhoso com este terceiro lugar”, falou emocionado.

Para Hemerson Louis, pai de Jonathan, o resultado foi extraordinário. “O importante é estar brigando por posições na ponta. É isso que está acontecendo. Quando acertar-mos nosso equipamento para vencer ninguém vai nos segurar. Prova disso é a evolução do chassi da Kart Mini. Cada vez estamos mais rápidos”, comentou Hemerson.

Agora Jonathan volta a se preparar para o Paulista e a final do Sul-Brasileiro de Kart.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *