Kart: Massa é campeão do Desafio Internacional das Estrelas

Piloto da Ferrari bate Nelsinho Piquet por apenas um ponto em Florianópolis.

 


Se a vitória no GP do Brasil foi uma das mais fáceis de sua carreira, Felipe Massa precisou suar o macacão verde-amarelo para conquistar o Desafio Internacional das Estrelas, prova de kart que reuniu astros das principais categorias do automobilismo mundial neste domingo em Florianópolis. Com um primeiro e um quarto lugares, o piloto da Ferrari conquistou o título no agregado das duas baterias por apenas um ponto de vantagem sobre Nelsinho Piquet, segundo em ambas as provas. Lucas di Grassi ficou com a terceira colocação.


Depois de largar na pole e liderar de ponta a ponta pela manhã, Massa chegou a viver um drama na corrida da tarde. Ele saiu em 8º, como determinava o regulamento, e caiu para 16º em função de uma confusão na primeira curva. “Na verdade, não me desesperei porque vi que o Nelsinho não estava muito distante. Fiquei o tempo todo na marcação dele. Mas foi muito legal fechar 2006 com chave de ouro. Foi um ano especial na minha vida e espero que o próximo traga tantas coisas boas como este”, afirmou.


Massa saiu do kart sem saber ao certo qual era a sua posição. Por um equívoco do locutor oficial, anunciou-se que Nelsinho Piquet era o vencedor. No entanto, a menor pontuação na segunda bateria fez toda a diferença. “Só a caminho do pódio é que tive a certeza de que eu era o campeão”, admitiu Massa. Nelsinho, por sua vez, garante que conhecia o regulamento de cor e salteado. “Já sabia que tinha perdido. Quando olhei os mecânicos comemorando achei estranho, mas quando vi o resultado final tive a certeza de que fiquei em segundo lugar”, assegurou.


De contrato recém-assinado com a ART Grand Prix, bicampeã e principal força da Fórmula GP2, Lucas di Grassi não escondia o contentamento com o resultado. “Me enrosquei no começo da corrida, mas consegui me recuperar e ficar entre os primeiros. Vim para participar e, claro, para tentar ganhar. Fiquei muito contente com o evento, que é uma festa. Dentro dela a coisa fica séria, com os equipamentos equilibrados e muita competitividade.


O bom público que lotou as arquibancadas do Kartódromo Internacional dos Ingleses assistiu a bons pegas, a uma infinidade de toques e rodadas e foi contemplado com o show de Massa na segunda bateria, vencida com autoridade por Antonio Pizzonia. Na mais bela ultrapassagem do dia, passou Tony Kanaan por fora no final da reta principal. “Acho que a galera gostou do espetáculo. Vamos ver agora o que poderemos fazer para melhorá-lo, talvez trazendo mais gente de fora e correndo sempre num local tão legal quanto Florianópolis”, prosseguiu Massa, que entregou a Gustavo Kuerten a moto que ganhou como prêmio pela pole no sábado. Os recursos provenientes da venda da moto serão repassados à fundação mantida pelo tenista.


Dos convidados estrangeiros, o italiano Vitantonio Liuzzi foi o destaque. Apesar de ter chegado da Espanha apenas no sábado e perder os treinos livres, mostrou a habilidade que o levou ao título mundial de kart de 2001. Na segunda corrida, chegou a protagonizar um belo duelo com Massa, antes de ceder a posição definitivamente. Terminou em 8º, com 11 pontos. Os demais ficaram devendo: Tiago Monteiro foi o 15º, Robert Doornbos acabou em 18º e Jean Alesi, que parecia a passeio durante todo o fim de semana, não passou de 20º.


A classificação final do Desafio Internacional das Estrelas:


1. Felipe Massa, 38 pontos
2. Nelsinho Piquet, 37
3. Lucas di Grassi, 31
4. Antonio Pizzonia, 30
5. Enrique Bernoldi, 22
6. Tony Kanaan, 19
7. Vitor Meira, 12
8. Vitantonio Liuzzi, 11
9. João Paulo Oliveira, 10
10. Luciano Burti, 9
11. Rubens Barrichello, 8
12. Hoover Orsi e Felipe Giaffone, 7
14. Cacá Bueno, 6
15. Tiago Monteiro e Popó Bueno, 5
17. Ricardo Zonta, 4
18. Xandinho Negrão e Robert Doornbos, 3
20. Jean Alesi e Alexandre Barros, 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *