Kart: Max Wilson honrado de ter corrido no Desafio das Estrelas

Com o apoio da Henkel/Loctite/Super Bonder o piloto paulista foi o sétimo colocado no torneio.

O piloto Max Wilson, que volta ao automobilismo brasileiro em 2009 depois de sete temporadas competindo na Austrália, participou no último fim de semana (29 e 30 de novembro) da 4ª edição do Desafio das Estrelas, prova organizada por Felipe Massa, em Florianópolis, Santa Catarina. Com o apoio da Henkel/Loctite/Super Bonder, Wilson sentiu-se um privilegiado em fazer parte da festa. “Foi um evento muito legal. A atmosfera da pista foi fantástica. Estar com velhos amigos como o Rubinho (Rubens Barrichello), o Tony Kanaan e o Felipe Giaffone é muito bom. Principalmente porque é raro estarmos juntos em virtude dos compromissos de cada um. Gostei muito do evento”, disse Wilson, ex-piloto de testes da equipe Williams de Fórmula 1 e estrela da V8 Supercars Australiana – que no próximo ano fará sua estréia na Stock Car Brasil.

Dentro da pista Max Wilosn foi um dos destaques. Kartista renomado na década de 90, ele já havia sido o mais rápido em um dos grupos de treino livre e ficou com o nono tempo no grid de largada . “A tomada de tempos começou com garoa e a pista bastante úmida. Como fui um dos primeiros a sair para a volta rápida, acabei pegando o asfalto um pouco pior, enquanto quem saiu depois andou no seco”, explicou Wilson.

Na primeira bateria ele estava entre os primeiros colocados quando na terceira volta foi tocado por Antonio Pizzonia, piloto da Superleague Fórmula. Mesmo caindo para o final do pelotão, o piloto da Henkel/Loctite/Super Bonder recuperou terreno e completou a prova em 10º. Na segunda bateria, Wilson estava em quinto lugar e permitiu a ultrapassagem de Rubens Barrichello terminando a prova uma posição atrás para beneficiar o piloto da Fórmula 1, que lutava pelo título do Desafio. “Na primeira bateria levei uma batida do Pizzonia. Coisa de corrida. Depois, na segunda prova, eu já com dores nas costelas e abri passagem para o Rubinho porque ele disputava o título. Foi a posição que ele precisava para ganhar o Desafio”, comentou Wilson que terminou a competição na sétima colocação, à frente do heptacampeão mundial de Fórmula 1, Michael Schumacher.

O Desafio das Estrelas foi a segunda competição que Max Wilson participou com o apoio da Henkel/Loctite/Super Bonder. No inicio do mês de novembro, ele fez parte do time que conquistou o segundo lugar na 500 Milhas da Granja Viana.

Resultados do Desafio das Estrelas:

Tomada de tempos
1) Lucas Di Grassi, 42s592
2) Vitantonio Liuzzi, 42s707
3) Rubens Barrichello, 42s809
4) Michael Schumacher, 43s222
5) Thiago Camilo, 43s342
6) Antonio Pizzonia, 45s090
7) Allam Khodair, 45s162
8) Ricardo Zonta, 45s535
9) Max Wilson, 46s290
10) Marcos Gomes, 46s942

Completaram o grid:
11) Luciano Burti
12) Felipe Massa
13) Felipe Giaffone
14) Xandinho Negrão
15) João Paulo Oliveira
16) Popó Bueno
17) Vitor Meira
18) Alexandre Barros
19) Luca Badoer
20) Tony Kanaan
21) Tarso Marques
22) Ricardo Mauricio
23) Mario Moraes
24) Roberto Pupo Moreno
25) Jeff Gordon
26) Luis Tedesco

1ª bateria
1) Rubens Barrichello, 34 voltas em 24min25s119 (média de 83,70 km/h)
2) Lucas Di Grassi, a 1s211
3) Thiago Camilo, a 5s722
4) Michael Schumacher, a 15s332
5) Felipe Massa, a 20s996
6) Allam Khodair, a 23s177
7) Felipe Giaffone, a 23s522
8) Xandinho Negrão, a 28s826
9) Ricardo Zonta, a 40s205
10) Max Wilson, a 51s060
11) Tony Kanaan, a 1 volta
12) Luciano Burti, a 1 volta
13) Alexandre Barros, a 1 volta
14) Pupo Moreno, a 1 volta
15) João P Oliveira, a 2 voltas
16) Popó Bueno, a 2 voltas
17) Luis Tedesco, a 3 voltas
18) Marcos Gomes, a 7 voltas
19) Vitor Meira, a 8 voltas
20) Luca Badoer, a 8 voltas
21) Vitantonio Liuzzi, a 10 voltas
22) Jeff Gordon, a 10 voltas
23) Antonio Pizzonia, a 12 voltas
24) Tarso Marques, a 13 voltas
25) Ricardo Mauricio, a 17 voltas
26) Mario Moraes, a 33 voltas

2ª bateria
1) Felipe Massa, 37 voltas em 26min10s694 (média de 84,97 km/h)
2) Felipe Giaffone, a 0s179
3) Lucas Di Grassi, a 1s041
4) Xandinho Negrão, a 2s219
5) Rubens Barrichello, a 5s262
6) Max Wilson, a 11s056
7) Antonio Pizzonia, a 12s487
8) João Paulo Oliveira, a 29s114
9) Tarso Marques, a 35s596
10) Popó Bueno, a 37s251
11) Mario Moraes, a 1 volta
12) Vitor Meira, a 1 volta
13) Roberto Pupo Moreno, a 1 volta
14) Thiago Camilo, a 2 voltas
15) Ricardo Zonta, a 2 voltas
16) Marcos Gomes, a 3 voltas
17) Luis Tedesco, a 4 voltas
18) Luciano Burti, a 4 voltas
19) Tony Kanaan, a 9 voltas
20) Alexandre Barros, a 13 voltas
21) Allam Khodair, a 18 voltas
22) Jeff Gordon, a 20 voltas
23) Michael Schumacher, a 26 voltas
24) Ricardo Mauricio, a 29 voltas
25) Luca Badoer, a 31 voltas

Resultado final:
1) Rubens Barrichello, 36 pontos;
2) Lucas Di Grassi, 35;
3) Felipe Massa, 31;
4) Felipe Giaffone, 26;
5) Xandinho Negrão, 21
6) Thiago Camilo, 18;
7) Max Wilson, 16;
8) Michael Schumacher, 13;
9) Allam Khodair, 10;
10) Antonio Pizzonia e João Paulo Oliveira, 9;
12) Ricardo Zonta, 8;
13) Tarso Marques, 7;
14) Popó Bueno, 6;
15) Tony Kanaan, Mario Moraes e Roberto Pupo Moreno, 6;
18) Luciano Burti e Vitor Meira, 4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *