Kart: Open Master São Paulo começou em alto estilo

Começou bem a disputa de um dos campeonatos mais esperados pelos kartistas paulistas e brasileiros nos últimos anos, o Open Master São Paulo de Kart. A prova de abertura foi realizada no último sábado (24), no belíssimo Kartódromo Toca da Coruja, em Bauru, interior de São Paulo, e agradou em cheio os principais artistas do espetáculo, os pilotos.

 


76 pilotos de diversas cidades de São Paulo e dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Minas Gerais, Distrito Federal, Tocantins, Pernambuco e Rio Grande do Norte dividiram as curvas e retas da Toca da Coruja nas categorias Cadete, Júnior Menor, Júnior, Novatos, Graduados A e B, Sênior A e B e Super Sênior, proporcionando um belo espetáculo.


O show começou pela Cadete, categoria que utilizou motores sorteados, fornecidos pela ZF Racing. Dez pilotos foram à pista e a emoção ficou por conta de quatro pequeninos e bravos concorrentes. Durante todas as voltas, Maurício Gallinari Jr., Léo Gimenes, Maurinho Custódio e Lucas Castelani disputaram bravamente a liderança, com várias trocas de posições e de líder, mostrando que a Cadete é sinônimo de show nos kartódromos brasileiros. Na bandeirada final, a vitória ficou Gallinari, seguido por Gimenes e Custódio, lado a lado, e Castelani.


A Júnior Menor mostrou a bela e segura atuação de Luca Travaglini, Campeão Sul-Americano da Pré-Júnior em 2006. Travaglini marcou o terceiro tempo na tomada, dominada pelo brasiliense Ítalo Leão, mas na largada já assumiu a ponta, que manteve até o final. A disputa pelo segundo lugar ficou, inicialmente, para Victor Franzoni e Sabrina Kuronuma, enquanto que Guilherme Silva caiu para as últimas posições, devido a um incidente na largada. Guilherme Silva, em bela prova de recuperação, veio ultrapassando um a um seus concorrentes, enquanto que Kuronuma e Franzoni iam perdendo rendimento. Johilton Filho, que largara em sexto, também veio ganhando terreno e na bandeirada, Travaglini comemorou a vitória, seguido por Guilherme Silva e Johilton Filho.


 


A Júnior mostrou que Felipe Fraga, mesmo em seu primeiro ano na categoria, quer brigar pelos títulos mais importantes do kartismo brasileiro. Repetindo sua atuação do Sul-Brasileiro, Fraga fez a pole e venceu a prova de ponta a ponta, não dando a mínima chance a seus adversários. A prova da Júnior foi bastante tranqüila, com poucas disputas diretas, e o maior destaque ficou para a briga pela quarta colocação, entre Matheus Protti e Fábio Gamberini. Fraga venceu, trazendo em segundo lugar Tiago de Ávila, seguido por Marcelo Anselmi, Protti e Gamberini.


 


A Novatos, que teve 11 pilotos na pista e a pole do brasiliense Lucas Foresti, também mostrou uma prova muito emocionante. Nas voltas iniciais, as disputas diretas foram fortes e cinco pilotos disputavam a ponta. Paulo Grassi, Lucas Foresti, Gustavo Retz, Victor Caliman e Rafael Becker eram os protagonistas de uma bela briga. Grassi acabou ficando pelo caminho após uma batida com um adversário, deixando o caminho livre para outra disputa pela ponta, desta vez entre Becker e Retz, enquanto que Foresti e Vinícius Escarlate, que largara em 7º, brigavam pelo 3º. Retz rodou e Escarlate, que ultrapassara Foresti, assumiu o 2º lugar, para, poucas voltas depois, superar Becker e partir para a vitória. Na bandeirada final, a comemoração de Escarlate, seguido por Foresti e Becker.


 


Uma prova única marcou a participação das categorias Graduados A e B, que em toda a programação do Open Master São Paulo treinaram e competiram agrupadas. Em todos os treinos e na tomada de tempos foram os pilotos da Graduados B que dominaram e na prova não foi diferente. Alexandre Ruiz Filho, da Graduados B, foi o autor da pole e dono do novo recorde da pista de Bauru. Ele não deu chance a seus adversários e venceu a prova de ponta a ponta, enquanto que a briga ficava pelas demais posições. Por algumas voltas, Dennis Dirani e Fabiano Machado duelaram pela liderança na Graduados A e quem levou a melhor no final foi Machado. Na B, Luiz Felipe Nasr foi o segundo colocado, tendo atrás de si um dos grandes destaques da prova, Victor Carbone, que largou em 13º, chegou em 5º na geral e em 3º em sua categoria.


 


A Sênior B e Super Sênior também competiram de forma conjunta e quem estava na Toca da Coruja quase viu uma dobradinha de pai e filho. Fernando Gomes Croce liderava a prova até sua 14ª volta, quando teve seu motor travado e acabou por abandonar. Seu pai, Fernando Croce, era até aquele momento o segundo colocado na geral, mas líder da Super Sênior. Croce pai, que chegou ao kartódromo apenas no sábado para a tomada de tempos, manteve a liderança até o final, com Sérgio Martinez em segundo e Paulo Coelho em terceiro. Na Sênior B, depois do abandono de Fernando Gomes Croce, quem comemorou a vitória foi Waldir Belizário Jr., seguido muito de perto por Fábio Machado, que recebeu a bandeirada a apenas 2 décimos do vencedor.


 


E a Sênior A, que fechou a programação da 1ª etapa, seguiu a “regra” e teve uma disputa intensa pela primeira posição, ainda que apenas até a metade da prova. O piloto da “casa”, Glauco Alex confirmou a pole e manteve a liderança na liderança, enquanto que Marcelo Oliveira superava André Nicastro, que assim caía para terceiro. Algumas voltas depois Nicastro recuperou a posição sobre Oliveira e partiu para tomar a liderança de Alex. Após superar Glauco Alex, Nicastro partiu tranqüilo para a vitória, seguido por Alex e Oliveira.


 


Ao final da cerimônia de pódio, Renato Russo e Eduardo “Kaixa” Moreira comemoravam o sucesso da prova de abertura. “Acho que foi um início excelente. Falhas existiram, é claro, por ser esta a primeira prova que organizamos, mas serão sanadas para a próxima. Mas, na essência, sabemos que acertamos, principalmente conversando com pilotos e pais, que estavam muito satisfeitos com a proposta que receberam e que foi cumprida hoje aqui em Bauru. Estamos apenas subindo o primeiro degrau de uma íngreme escada, mas o caminho é este”, dizia Renato Russo, acompanhado em coro por Moreira.


 


Confira os resultados:


CADETE
1 Maurício Gallinari Jr. (SP) – 18 voltas
2 Léo Gimenes (SP) – a 0.071
3 Lucas Castelani (SP) – a 0.071
4 Maurinho Custódio (SP) – a 0.786
5 Gaetano Di Mauro (SP) – a 5.323
6 Erik Gasparini (SP) – a 5.357
7 Fernando França (SP) – a 5.430
8 Matheus Chequer (SP) – a 10.281
9 Cayan Chianca (PE) – a 10.376
10 Leonardo Lamelas (SP) – a 28.210


Pole: Maurício Gallinari Jr. – 54.304


Melhor volta: Gaetano Di Mauro – 54.280


 


JÚNIOR MENOR
1 Luca Travaglini (SP) – 24 voltas
2 Guilherme Silva (MG) – a 3.598
3 Johilton Filho (RN) – a 4.025
4 Ítalo Leão (DF) – a 12.863
5 Sabrina Kuronuma (PR) – a 13.702
6 Victor Franzoni (SP) – a 13.954
7 Adler Brietzke (SP) – a 20.032
8 Diogo Ribas (DF) – a 24.709
9 Matheus Vieira (SP) – a 35.687
10 Matheus Rotta (SP) – a 24 voltas


Pole: Ítalo Leão (DF) – 45.744


Melhor volta: Johilton Filho – 45.165


 


JÚNIOR
1 Felipe Fraga (TO) – 24 voltas
2 Tiago de Ávila (PR) – a 3.363
3 Marcelo Anselmi (PR) – a 8.220
4 Matheus Protti (SP) – a 20.384
5 Fábio Gamberini (SP) – a 22.473
6 João Abreu (SP) – a 41.961
7 Ricardo Sargo (SP) – a 1 volta
8 Eduardo Banzoli Filho (SP) – a 12 voltas


Pole: Felipe Fraga – 44.438


Melhor volta: Tiago de Ávila – 44.274


 


NOVATOS
1 Vinícius Escarlate (SP) – 25 voltas
2 Lucas Foresti (DF) – a 2.893
3 Rafael Becker (SC) – a 5.560
4 Victor Caliman (SP) – a 6.965
5 João Jardim (SP) – a 7.133
6 Gustavo Retz (SP) – a 33.795
7 Bruno de Moraes (SP) – a 38.556
8 Diego Bonato (SP) – a 1 volta
9 William Ferens (PR) – a 13.857
10 Bruno Garcia (SP) – a 7 voltas
11 Paulo Grassi (SP) – a 21 voltas


Pole: Lucas Foresti – 44.520


Melhor volta: Vinícius Escarlate – 44.544


 


GRADUADOS A
1 Fabiano Machado (SP) – 25 voltas
2 Dennis Dirani (SP) – a 1.167
3 Vitor Teiji (PR) – a 3.423
4 Rodrigo Kubiczewski (RS) – a 18.412


Pole: Vitor Teiji – 42.988


Melhor volta: Vitor Teiji – 42.922


 


GRADUADOS B
1 Alexandre Ruiz Filho (SP) – 25 voltas
2 Luiz Felipe Nasr (DF) – a 4.195
3 Victor Carbone (SP) – a 5.714
4 João Horto (SP) – a 11.882
5 Alain Sisdeli (SP) – a 14.761
6 Bruno Mendicino (SP) – a 20.745
7 Pedro Rodrigues (PR) – a 27.223
8 Renan Fernandes (SP) – a 3 voltas
9 Danilo Pereira (SP) – a 9 voltas
10 Renan Gama (SP) – a 15 voltas
11 Bruno Andrade (SP) – a 18 voltas
12 Vinícius Sammarone (SP) – a 24 voltas


Pole: Alexandre Ruiz Filho – 42.443


Melhor volta: Luiz Felipe Nasr  – 42.714


 


SÊNIOR B
1 Waldir Belizário Jr. (SP) – 25 voltas
2 Fábio Machado (SP) – a 0.201
3 Fernando G. Croce (SP) – a 11 voltas
4 Cleusner Coutinho (SP) – a 17 voltas
5 Michael Meneghel (SP) – a 21 voltas
6 Marcello Meneghel (SP) – a 23 voltas


Pole: Fernando G. Croce – 44.054


Melhor volta: Fábio Machado – 44.310


 


SUPER SÊNIOR
1 Fernando Croce (SP) – 25 voltas
2 Sérgio Martinez (SP) – a 14.994
3 Paulo Ceolho (MT) – a 16.859
4 José Girondi (SP) – a 5 voltas
5 Markenson Marques (PR) – a 8 voltas
6 Júlio Rocha (MT) – a 17 voltas


Pole: Paulo Coelho – 44.256


Melhor volta: Fernando Croce – 44.238


 


SÊNIOR A
1 André Nicastro (RJ) – 25 voltas
2 Glauco Alex (SP) – a 4.333
3 Marcelo Oliveira (RJ) – a 7.452
4 Wagner Ebrahim (PR) – a 27.769
5 Erich Kowalski (PR) – a 36.167
6 Fábio Gomide (SP) – a 7 voltas
7 Luis Felipe Gama (SP) – a 10 voltas
8 Marcos Peli (SP) – a 19 voltas
9 Daniel Croce (SP) – a 25 voltas


Pole: Glauco Alex – 43.268


Melhor volta: André Nicastro – 43.426

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *