Kart: Paulista Light tem 141 pilotos em etapa inesquecível

O Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri – SP, recebeu no último sábado, dia cinco de maio, a quarta etapa do Campeonato Paulista Light RBC. Ao todo 141 pilotos participaram das disputas divididos entre as oito categorias que compõe a competição.

Rafael Cançado, proprietário da RBC Preparações de Motores, empresa promotora do Campeonato, destacou a importância desta alta freqüência na prova. “Para nós, enquanto organizadores, também foi uma surpresa este número de participantes. Sabíamos que haveria um aumento na categoria Sprinter A, em virtude da Seletiva Petrobras, mas, o que avaliamos foi um aumento em praticamente todas as classes. Crescemos 23% em relação à etapa anterior, que já tinha sido o recorde do Light, e também vivenciamos algumas situações não previstas. Solucionamos todas da melhor forma possível e, assim, pudemos terminar a etapa comemorando junto aos participantes a bela competição que tivemos hoje. Realmente será um dia difícil de esquecer”, analisou, feliz, o empresário.

Com 25 karts alinhados a categoria Cadete veio à pista trazendo o segundo maior grid da etapa. Artur Fortunato saiu da pole, seguido por Pietro Rimbano e Lukas Moraes. Com poucas voltas de prova as disputas se definiram em dois grandes grupos sendo um formado pelo pelotão dos lideres e, o outro, pelos pilotos que disputavam as posições intermediárias. Lá na frente a disputa se polarizou ainda mais entre Pietro Rimbano e João Pedro Archer. Os dois pilotos trocaram de posição inúmeras vezes e era impossível apostar em quem seria o vencedor. As brigas pelas posições intermediárias também estavam muito agitadas e cerca de dez karts se embolavam em busca de um melhor resultado. Ao final das 18 voltas, com menos de meio segundo de vantagem o mineiro João Archer venceu a prova seguido por Rimbano. Maurício Júnior chegou em terceiro e Yago Cesário na quarta posição. Mereceu destaque a atuiação de Olin Galli que largou da última posição e em prova de recuperação chegou na quinta colocação.

Na categoria Júnior Menor a pole ficou com o também mineiro Jean Claude Paturle. Na largada, porém, Paturle caiu para a quinta posição. Neste momento Lu Kachan assumia a liderança seguido por Jean Aguiar, Guilherme Silva e Guilherme Salas. Os cinco pilotos brigaram intensamente pela posição até a décima volta, quando Aguiar assumiu a ponta. Daí para frente o líder e Jean Paturle se distanciaram dos outros três que permaneceram brigando entre si até a bandeirada final. Aguiar venceu com pouco mais de meio segundo de vantagem para Paturle, o segundo colocado. Guilherme Silva chegou em terceiro seguido por Kachan e Cacé Almeida, na quinta colocação.

A prova seguinte reuniu os experientes pilotos da Master “A”. Wagner Ebrahim, do Paraná, marcou a pole com o tempo de 42s101, seguido por Alexandre Miranda e Marcos Pereira. Nas primeiras voltas Ebrahim foi muito pressionado por Miranda, Pereira e Nilton Júnior, porém, com o passar das voltas, o paranaense conseguiu abrir um pouco em relação aos demais e passou a administrar esta diferença. As disputas pelas posições intermediárias também pegavam fogo entre Daniel Croce, Rogério Rezende e Ricardo Arantes. Ao final, Ebrahim venceu com diferença de 1s250 para Fábio Gomide, o segundo colocado. Gomide havia largado da sétima posição e veio escalando o pelotão em prova de recuperação. Miranda terminou em terceiro.

Competindo pela primeira vez no Paulista Light o piloto do Tocantins Felipe Fraga dominou a tomada de tempos da categoria Júnior e marcou a pole-position. Luiz Felipe Derani, recém chegado do Italian Open Masters, realizado no final de abril na cidade de Ugento – Itália, ficou com o segundo tempo e Victor Guerin com o terceiro. Na prova, Fraga, Derani, Fernando Filho e Eduardo Banzoli Filho se destacaram em relação ao restante do pelotão e fizeram uma prova à parte. Porém, na segunda metade da bateria Fraga já havia aberto quase dois segundos de vantagem para Derani, o segundo colocado, e assim administrou a corrida até a bandeirada da vitória. Derani confirmou a boa fase e chegou em segundo e Banzoli foi o terceiro.

A prova que reuniu as categorias Master “B” e Super Sênior trouxe 22 pilotos à pista e foi bastante disputada. Foram formados três grandes blocos onde a cada volta as posições eram alteradas inúmeras vezes. Pela “B”, Marcelo Okazaki e Wagner Koga se destacaram dos demais e começaram a abrir distância do pelotão. Enquanto isso, na Super Sênior, Luiz Nista, José França e Valdemiro Oliveira disputavam a liderança. Ao final das 25 voltas Okazaki confirmou a vitória na “B” seguido por Koga e Marcus Pinheiro. Já na Super Sênior a bandeirada final chegou primeiro para Valdemiro Oliveira seguido por Nista e França.

A penúltima corrida do dia reuniu os competidores da Sprinter “B”. O kart 292 de César Giovanini saiu da primeira posição seguido por Paulo Grassi, Bruno Andrade, Bruno Testa e Felipe Bechtold. Como sempre acontecem nas provas desta classe as disputas por posição foram repletas de toques, rodadas e muita emoção. Apesar disso nenhum piloto se machucou e apenas cinco deles não terminaram a prova. Quem chegou na frente foi Bruno Testa, mas, quem comemorou foi Felipe Bechtold, que recebeu a bandeirada em segundo. Testa foi desclassificado por falta de peso deixando assim a vitória nas mãos de Bechtold. Com esta mudança a segunda posição ficou com Raphael Abbate e a terceira com Grassi.

A prova mais esperada desta etapa com certeza foi a da Sprinter “A”. Com 30 pilotos no grid todos alimentavam a esperança de conseguir uma das duas vagas em disputa para a final da Seletiva de Kart Petrobras. Além dos competidores que disputam esta categoria regularmente no Campeonato, vários pilotos participaram exclusivamente em busca das vagas. Apenas do atual Sul-Americano de Fórmula 3 seis pilotos estiveram na pista: Clemente Júnior, Dennis Navarro, Douglas Hiar, Rafael Suzuki, Leonardo Cordeiro e Felipe Guimarães. Quem saiu na frente na disputa foi Hiar, que marcou a pole seguido por Suzuki e Navarro. Na prova a estrela de Hiar continuou brilhando e, andando de forma extremamente precisa, o piloto abria vantagem em relação aos demais a cada volta. Na segunda posição Alexandre Ruiz Filho também parecia já estar tranqüilo. Porém, do terceiro ao 15º posto, os karts formaram um único grupo onde, a cada curva uns ultrapassavam os outros deixando de pé o excelente público presente. Dos atuais kartistas mereceram destaque as atuações de Alexandre Ruiz Filho e Fabiano Machado. Ruiz confirmou a excelente fase e terminou na segunda posição ficando também com a segunda vaga da Seletiva. Machado, após largar das 27ª posição, fez uma brilhante prova de recuperação e conseguiu terminar em quinto. Suzuki terminou na terceira posição. Porém, unânime na prova foi Hiar. Tranqüilo na liderança o piloto não perdeu a primeira posição por um segundo sequer e recebeu a bandeirada da vitória com quase seis segundos de vantagem para Ruiz. Assim, o piloto garantiu também a sua vaga para a final da Seletiva.

O Paulista Light agora dá um tempo até o dia 16 de junho. Nesta data será realizada a quinta etapa da competição que será realizada em sistema de rodada dupla. Além disso, pelo regulamento do Light 2007, as provas do dia 16 servirão como a pré-final do Campeonato.

Foto: Flávio Quick

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *