Kart: Pedro Bianchini na final do Capacete de Ouro

O ano de 2006 tem sido o mais importante da carreira do paranaense Pedro Bianchini. O piloto, que acaba de completar 15 anos, coleciona vários títulos e alguns recordes importantes. Há dois meses, renovou por mais 10 anos seu contrato com a Red Bull. Com apenas sete anos de carreira, conquistou o Pan-americano de Kart 2006 de forma invicta – o único brasileiro a conseguir esse feito. Outro recorde de Pedro, alcançado em setembro de 2006, foi a conquista da Seletiva da Fórmula BMW, em Valência, na Espanha. Concorrendo com outros 60 pilotos, ficou em primeiro lugar, sendo o piloto mais jovem e o único brasileiro a vencer a disputa.


Além disso, ele tem no currículo três Copas Brasil de Kart (2000, 2001 e 2004), um Campeonato Brasileiro (2001), três Paulistas (2000, 2001, 2003), além de ser o único piloto a conquistar quatro vezes o Campeonato Sul-Brasileiro (2001, 2003, 2004 e 2005). Como se não bastasse, Pedro possui em seu currículo mais outros cinco títulos regionais de kart no Paraná e Santa Catarina, totalizando 17 conquistas.



Agora, o piloto vive a expectativa de ganhar seu segundo Capacete de Ouro, no concurso promovido pela Revista Racing. Bianchini, que já recebeu o prêmio em 2001, como “piloto revelação”, terminou a primeira fase da disputa na liderança da categoria Kart. “Seria muito bom vencer novamente, antes de iniciar o maior desafio da minha vida, que é correr fora do Brasil”, destaca. A divulgação do vencedor será no próximo dia 20, no Teatro Alfa, em São Paulo.



Bianchini, que retorna da Europa na próxima semana, iniciou uma nova fase na carreira em 2006. A convite da Red Bull, seu patrocinador há seis anos, ele esteve na Alemanha no ano passado e participou de cinco provas de kart. Venceu duas e estabeleceu o novo recorde da pista de Kerpen.



Há cinco meses, ele voltou para a Europa para um desafio ainda maior: testar o Fórmula BMW da equipe Red Bull. Foi o primeiro passo para Bianchini deixar o kart e ingressar no automobilismo internacional. Em 2007, ele disputará o campeonato alemão da categoria, passando por outras categorias posteriormente, como Fórmula Renault Européia, Fórmula 3, GP2 e Fórmula 1 (conforme consta no novo contrato).



Com uma pilotagem arrojada, Bianchini, nascido em 4 de novembro de 1991, se destaca desde os 8 anos, quando ganhou um kart de presente do pai. No primeiro ano nas pistas ele ganhou nada menos que cinco títulos: os campeonatos paulista, paranaense, catarinense, curitibano e ainda a Copa Brasil, todos na categoria cadete.



No ano seguinte (2001), Bianchini disputou 32 corridas, venceu 30 e fez 28 poles. A partir daí, o paranaense passou a colecionar inúmeros títulos e prêmios. Como todo piloto, sonha em chegar a Fórmula 1 e tem dois ídolos: Ayrton Senna e Michael Schumacher. “Gosto do Senna pelas histórias que ouço e pelos filmes que vejo, já que não pude ver as corridas dele ao vivo. E me espelho no alemão por ele ser determinado, rápido e técnico, três qualidades imprescindíveis no automobilismo”, destaca.



Em 2006, além de vencer o Pan-americano e a Seletiva da BMW, ele também já garantiu vaga na Seletiva Petrobras de Kart e pretende disputar algumas provas no Brasil, como as 500 Milhas da Granja Viana, antes de ir definitivamente para a Europa. Atualmente, lidera o Paulista de Kart, mesmo sem ter disputado todas as corridas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *