Kart: Pedro Rodrigues troca chassi e busca vitória no Paulista

O paranaense Pedro Rodrigues (SR Rodrigues / Kart Mini), tricampeão Brasileiro de Kart, disputa, no próximo sábado (16), mais uma etapa – a nona – do Paulista de Kart, campeonato que lidera na categoria Júnior.


E além da natural motivação que terá para isolar-se na liderança, já que está empatado em pontos com Ruiz Filho, Rodrigues terá outro forte motivo para buscar mais uma vitória neste que é o campeonato estadual mais importante do kartismo brasileiro.

 


A partir desta prova, Pedro Rodrigues passa a ser piloto de fábrica da Kart Mini, recebendo todo o apoio oficial da marca. “É uma grande honra para mim, pois significa reconhecimento e confiança no meu trabalho”, festejou Pedro Rodrigues, que em julho conquistou seu terceiro título de Campeão Brasileiro.


 


Pedro Rodrigues permanece na equipe Quake 2, a que mais conquistou títulos no último Campeonato Brasileiro, e já nos primeiros treinos que realizou no Kartódromo Aldeia da Serra, sede da prova, pôde verificar que estará competitivo e em condições de brigar pela vitória. “Treinamos bem nestes dois últimos dias e pude comprovar que este novo chassi Mini é de ponta. Se tudo der certo, tenho todas as chances de sair de Aldeia da Serra com a vitória”, avaliou Rodrigues, que até então utilizava chassis Birel.


 


E outra vitória – ele venceu a etapa anterior – é realmente o principal objetivo do piloto de Foz do Iguaçu. Com 75 pontos, ele divide a liderança com Alexandre Ruiz Filho, e vencer pode ser sinônimo de estar na primeira posição de forma isolada. “A pole e a melhor volta da prova dão três pontos extras, o que significa dizer que 18 pontos estarão em jogo. Até mesmo um piloto que chegar em segundo lugar pode fazer mais pontos do que o que vencer, basta fazer a pole e a melhor volta”, explica o piloto SR Rodrigues / Kart Mini.


 


A nona etapa do Paulista é também a segunda do terceiro turno, que é composto por quatro corridas. Destas quatro, apenas um resultado pode ser descartado pelos pilotos, o que significa dizer que este turno já se torna decisivo. “Envolver-se em acidentes ou abandonar uma prova é algo que não pode acontecer neste turno para quem quer brigar pelo título. Todo cuidado é pouco, mas não se pode deixar de pensar em vencer. Na Júnior é muito difícil de se apontar um favorito, porque o nível dos pilotos é excelente e certamente seis ou sete podem chegar na frente”, declara Pedro Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *