Kart: Pietro Fantin tem saldo positivo em sua estréia internacional

O último final de semana foi de muita alegria para grande parte dos brasileiros, já que no Brasil se realizavam os festejos de um grande evento popular, o carnaval. Longe daqui, mais precisamente na Itália, outro brasileiro vivia um clima diferente, de muita competição e, principalmente, de grande aprendizado.

Pietro Fantin (Silea Participações) fazia em Lonato, no Kartódromo South Garda, sua estréia em competições internacionais, participando do principal torneio de pré-temporada do kartismo europeu, a Winter Cup. O principal objetivo do único brasileiro na categoria KF2 era aprender o máximo possível os segredos do mais forte kartismo do mundo. “Em termos de resultados, não foi o melhor que eu poderia ter obtido”, admite o piloto, campeão Sul-Brasileiro e da Copa Brasil em 2008. “Voltei para o Brasil com muito aprendizado e acho que não me saí mal. Fiz o 33º tempo na tomada entre 121 pilotos e depois acabei envolvido em acidentes que me atrapalharam. A pilotagem por lá é outra e acontecem muitos acidentes”, emenda.

Nas duas provas classificatórias de que tomou parte, Pietro Fantin acabou sendo envolvido em acidentes. Na primeira delas, com um grid de 34 karts e largando em 8º, um piloto rodou à sua frente logo na primeira curva e o choque foi inevitável. O piloto Silea Participações teve que abandonar a prova com o pedal do acelerador quebrado. Na segunda prova, novo choque, desta vez com um piloto suíço, o impediu de obter boa colocação e Pietro Fantin acabou ficando na repescagem. Nesta prova Pietro acabou abandonando com a quebra da corrente quando já estava em 9º, depois de ter largado em 18º.

A principal preocupação do brasileiro não era exatamente bons resultados e tudo o que ele aprendeu o deixou ainda mais otimista para sua próxima participação em provas européias, o Trofeo Andrea Margutti, em março, também na Itália. “Já aprendi como os europeus correm e estou mais preparado para a próxima. Mas, o objetivo continuará sendo o mesmo: aprender, aprender e aprender. Tenho apenas dois anos de kart, já obtive excelentes resultados, mas quero mais”, finalizou o piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *