Kart: RBC Preparações comemora excelentes resultados na 1ª fase do Brasileiro

Na última semana, entre os dias oito e 12 de julho a cidade de Eusébio, no Ceará, recebeu o circo da primeira fase do Campeonato Brasileiro de Kart. Pilotos, equipes e empresas do setor deslocaram-se para a grande Fortaleza em busca do principal título do kartismo nacional.

Após vários anos de experiência no fornecimento de motores em sistema de aluguel e sorteio nas competições regionais, a RBC Preparações de Motores encarou neste evento a responsabilidade da manutenção e equalização dos propulsores para as duas mais movimentadas categorias do Certame, a Cadete e a Mirim.

Ciente da responsabilidade envolvida e da representatividade do título a empresa sediada em Belo Horizonte deslocou para a prova mais de 100 motores para estas duas categorias, além de oito profissionais que tiveram como tarefa cuidar para que estes propulsores tivessem o rendimento o mais próximo possível.

Empenhados em sua tarefa os profissionais da RBC não mediram esforços para atender a todas as equipes que solicitaram atendimento e, colocaram à disposição a carreta oficina da empresa com todo o seu ferramental e dinamômetro que, durante os cinco dias do evento, funcionou como verdadeira base de atividades.

Assim, após cinco sessões de treinos livres os garotos com idades entre seis e dez anos partiram para a disputa da tomada de tempos. Na categoria Cadete 36 pilotos terminaram a sessão separados por menos de um segundo sendo que, na Mirim, a competitividade também foi muito grande.

Durante as baterias o que se viu foram disputas eletrizantes em todas as ocasiões. Tanto nas quatro baterias da Mirim como nas classificatórias, pré-final e final da Cadete sempre os grupos de disputa reuniam cerca de dez pilotos que se ultrapassavam e recuperavam posições a cada curva.

Ao final, muita festa e comemoração dos campeões e a sensação de dever cumprido por parte da RBC e de seus profissionais.

“Estamos sinceramente realizados pelo trabalho que desenvolvemos nesta primeira fase do Brasileiro. Foram vários meses de dedicação dentro da empresa na preparação todo o equipamento para esta prova. A nossa principal realização foi ver a planilha de tempos do treino livre de quarta-feira à tarde e verificar que 42 pilotos da cadete estiveram separados por apenas um segundo. Isto para nós representou a certeza do dever cumprido e o apoio direto para o crescimento da modalidade no Brasil”, comemorou Rafael Cançado, diretor da RBC.

“Apesar do enorme contingente de motores que levamos para a pista as reclamações foram bastante reduzidas. Por se tratarem de máquinas nunca estaremos livres de problemas mecânicos, mas, que foram sanados no menor prazo possível por nossa equipe. Como esta foi a primeira vez que um Brasileiro contou com motores sorteados alguns procedimentos precisarão ser revistos já para o GP Brasil, mas, no geral, só temos que comemorar junto aos pilotos e a CBA o sucesso da competição”, concluiu o empresário.

Sucesso também entre os motores preparados

Além da participação nas categorias Mirim e Cadete a RBC forneceu motores para outros 12 pilotos das categorias que competiram com propulsores preparados. Assim como nas temporadas anteriores a empresa manteve a tradição e seus pilotos faturaram mais dois títulos para sua galeria.

Na categoria Júnior Menor os pilotos Victor Franzoni, Matheus Rotta, Cayan Chyanca e os irmãos Yago e Yuri Cesário estiveram motorizados pela RBC. Nesta classe o domínio da empresa mineira foi absoluto e, além do título que foi conquistado após a pole e a vitória nas quatro baterias com Franzoni, Rotta ficou com o Vice-Campeonato e Yuri registrou a volta mais rápida nas quatro corridas.

Pela categoria Júnior o piloto mineiro Guilherme Silva esteve disputando o título até a última bateria e finalizou o Campeonato na terceira posição. Bruno Bonifácio terminou em sexto, Matheus Porto em 15º e Arthur Guilherme, na 16ª posição.

A RBC conquistou mais um título nesta fase do Brasileiro, na categoria Novatos. Apesar da grande competitividade desta classe o carioca Luir Miranda conseguiu superar seus adversários e conquistou o inédito título em sua carreira. Também com motor da RBC o baiano Victor Luz fez um Campeonato de recuperação após ter a sua tomada de tempos prejudicada em virtude da presença de uma bucha de fita isolante obstruindo o carburador. O piloto somou importantes pontos nas quatro baterias e conseguiu finalizar na terceira posição.

Finalmente, na categoria Sudam, dois pilotos estiveram com motores RBC. Dennis Dirani, que não conseguiu o rendimento esperado na competição e terminou o Campeonato na nona posição e João Horto, que mesmo com um equipamento rápido, não teve muita sorte nas baterias e pela soma dos pontos terminou no 11º lugar.

“Nosso departamento de motores de alto desempenho é bem distinto dentro da empresa e desenvolvemos, constantemente, soluções para cada categoria. Agradecemos aos pilotos que acreditaram em nosso trabalho e buscaram o “coração” de seu equipamento conosco. Finalmente, parabenizamos o Victor Franzoni e o Luir Miranda pela conquista dos títulos das categorias Júnior Menor e Novatos”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *