Kart: Sábado vitorioso para a Sabiá Racing na Copa São Paulo Granja Viana

O último sábado foi um dia de três importantes vitórias e ótimos resultados para a Sabiá Racing, que competiu na 5ª etapa da Copa São Paulo Granja Viana, um dos mais importantes campeonatos do kartismo no Brasil. E também o que reúne o maior número de pilotos.

O time comandado pelo experiente preparador Cláudio Dantas, o Sabiá, começou o dia comemorando a vitória de Felipe Ferrareto em uma das categorias mais equilibradas, a Júnior. Ferrareto foi o autor da pole e venceu de ponta a ponta, fato que aconteceu pela primeira vez na categoria este ano, já que em todas as provas anteriores houve sempre rodízio dos pilotos na liderança.

João Horto terminou em um bom 3º lugar na Shifter, depois de largar na 2ª posição. Logo na largada o paranaense assumiu a ponta, mas errou e foi ultrapassado por Danilo Dirani. Na tentativa de recuperar a ponta, Horto escapou e perdeu outra posição, finalizando em 3º. “Foi uma boa prova do Horto. Temos ‘poucas horas’ de Shifter, mas já estamos obtendo bom acerto do chassi e nosso piloto mostra crescente adaptação à categoria”, elogia Sabiá.

Na Executive outra vitória da Sabiá Racing, com José França, que largava em segundo e assumiu a ponta rapidamente. França chegou a perder a ponta durante uma volta, mas a recuperou para garantir a vitória. Fernando Croce, que largava em 4º com cinco quilos extras, tomou um toque na largada – “coisa de corrida” – perdeu posições e recuperou algumas, terminando em 3º. “Deu tudo certo com o França e ele teve ótima atuação. O Croce poderia ter feito a dobradinha da equipe, mas o toque na largada atrapalhou. Mesmo assim ele se recuperou muito bem”, avalia o preparador.

A Stock 125 mostrou situações extremas para a Sabiá Racing, tanto na tomada de tempos, quanto na corrida. Vitor Teiji, que estreava na categoria, foi o dono da pole e da corrida, vencendo-a de ponta a ponta. Matheus Protti teve problemas técnicos na tomada de tempos e largou em último. Ele chegou a fazer uma corrida de recuperação, mas abandonou mais tarde, com uma ruptura da mangueira de combustível.

“Foi um sábado quase perfeito. Competimos com vários pilotos e esperar que todos vencessem seria demais. Vencemos três corridas e terminamos bem em outras. Poderíamos ter feito duas dobradinhas e quase chegamos lá na Executive. Na Stock problemas impediram o Protti de fazer a dobradinha com o Teiji, que estreou muito bem. Vamos em busca das vagas nos play-offs”, diz o chefe da equipe. “Mas o time trabalhou muito bem novamente, entregamos karts competitivos a nossos pilotos e agora queremos alguns títulos no Brasileiro”, encerrou o preparador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *