Kart: Sucesso total na última etapa do Super Centro Oeste

Em um domingo de muito calor e tempo encoberto no Planalto Central 70 pilotos estiveram no Kartódromo Ayrton Senna, no Guará – DF, para a disputa da última etapa da II Taça Super Centro-Oeste de Kart. O evento, que também classificou os pilotos como última etapa dos Campeonatos Goiano e Brasiliense, encerrou uma temporada de extremo sucesso que elevou a competição da região central do país como o segundo Campeonato Regional do país.

Classificaram-se na competição deste ano 120 pilotos distribuídos entre 12 categorias. Apesar de não ter tido o maior número absoluto de competidores a classe que mais chamou a atenção foi a Mirim. Porta de entrada do kartismo a categoria recebe pilotos de seis a oito anos e, após começar o Campeonato com quatro pilotos, finalizou a competição com nove garotos no grid da 10ª e 11ª etapas, corridas realizadas neste domingo.

Rafael Cançado, diretor da RBC Preparações, responsável pela promoção do Campeonato e preparação dos motores de todas as categorias, destacou a importância do Super Centro-Oeste. “Em todos os lugares aonde vamos fala-se muito em crise e que o kartismo está acabando. Com nossas competições estamos conseguindo mostrar que é possível realizar competições com preço justo e altíssima competitividade. É isso que pilotos e equipes esperam e, por este motivo, as provas chamam cada vez mais a atenção de dirigentes, fabricantes, imprensa e todo o meio que circunda este esporte. Se hoje atingimos com o Centro-Oeste o status de segunda competição do país isto somente foi possível pela confiança e credibilidade que os pilotos depositaram na RBC”, agradeceu o empresário.

As primeiras competições da final foram da categoria Mirim. Após largar da pole na primeira prova Fernando Mattos perdeu a liderança na primeira curva para Daniel Badra, mas, manteve-se na briga seguido por Jorge Neto. Os três se revezaram na primeira posição, mas, Badra acabou vencendo com Neto em segundo e Mattos em terceiro. Na segunda prova os três mais uma vez se revezaram na disputa pela ponta, mas, desta vez, trouxeram Pedro Piquet para disputa. Após alguns toques e vários ultrapassagens Neto venceu a prova com Piquet em segundo e Mattos novamente em terceiro. Com o resultado Piquet comemorou o título dos três Campeonatos.

Na Cadete as disputas também foram bastante intensas. Após fazer a pole Gabriel Ferreira venceu com folga a primeira bateria. Porém, do segundo posto para trás, as brigas foram bastante intensas e as posições de chegada somente foram definidas, realmente, na bandeirada. Yuri Cesário chegou em segundo e Pedro Fortes, em terceiro. Na segunda prova quem levou a melhor foi Pedro Fortes, seguido por Yuri e Gabriel Brant. Somados os resultados Yuri comemorou o título, também dos três Campeonatos.

As provas seguintes foram das categorias Júnior Menor e Júnior. Apesar de contar com vantagem na classificação Matheus Vieira foi desclassificado da primeira prova e viu seu título ir embora. As duas baterias foram dominadas por Ítalo Leão que, determinado, não deu chances para os adversários e conquistou o título dos três Campeonatos. Na primeira prova João Câmara terminou em segundo e Diogo Ribas, em terceiro. Na segunda bateria Câmara novamente ficou em segundo e Vieira, em terceiro. Pela Júnior, Gabriel Navarrete confirmou o favoritismo e venceu as duas etapas conquistando, assim, o título das três competições. Danilo Estrela e João Vitor Gontijo terminaram respectivamente em segundo e terceiro nas duas provas.

As categorias Sênior “A” e “B” fizeram duas provas bastante disputadas. Na “B”, mesmo tendo chegado em segundo nas duas baterias, Marco Aurélio Alves comemorou o título dos três Campeonatos. Na primeira prova a vitória ficou com Fábio Oliveira e Rafael Maldi, foi o terceiro. Na segunda bateria, por sua vez, Maldi venceu com Flávio Motta, em terceiro. Na “A”, mesmo sob pressão momentânea de Cleyton Cesário, Rodrigo Piquet venceu com facilidade as duas baterias e também comemorou o título unificado das três competições. Cleyton foi o segundo nas duas provas. Renato Mendes ficou em terceiro na primeira bateria enquanto que Anderson Faita terminou em terceiro na segunda.

Reunindo as categorias Graduados “A”, “B” e Novatos as provas deste grupo foram bastante movimentadas. Pela Novatos Lucas Foresti comemorou muito os títulos dos três Campeonatos após vencer as duas baterias e ter acompanhado durante todas as atividades o ritmo dos graduados. Na primeira prova Fred Cunha chegou em segundo e Luciana Alves, em terceiro. Na segunda bateria, por sua vez, Luciana chegou em segundo e Matheus Laba pela terceira posição. Pela Graduados “B” Felipe Nasr venceu a primeira prova, abandonou a segunda e comemorou o triplo título. Na segunda posição da primeira prova ficou Yann Cunha seguido por Júnior Sabino. Na segunda bateria Júnior Sabino venceu a prova com Yann novamente em segundo e Igor Veras pela terceira posição. Na Graduados “A” a vitória ficou com Felipe Guimarães nas duas provas, mas, ele ficou apenas com o título do Campeonato Goiano. O Super Centro-Oeste e o Brasiliense tiveram Caio Zanani como Campeão.

Muito disputadas também foram as baterias das classes Master e Sprinter 400. Com os mesmos motores que seguem nesta segunda-feira para as 500 Milhas da Granja Viana os pilotos destacaram a perfeita equalização dos propulsores nesta etapa. A categoria Sprinter teve a prova com a maior torcida do dia. Após largar da segunda posição a piloto Paula Pereira pulou na frente e segurou a pressão de Rodrigo D’orey por todas as voltas para receber a bandeirada de sua primeira vitória do ano. D’orey terminou em segundo e Thiago Azallini, em terceiro. Na segunda prova a vitória ficou com Pedro Emílio Barbosa, estreando na categoria, seguido por D’orey e Rogério Mesquita. Na soma dos resultados D’orey comemorou então os três títulos. Na Master, após duas provas extremante disputadas, os títulos ficaram com Murilo Mori, que venceu a primeira bateria seguido por Sérgio Slaviero e Pablo Alves. A segunda prova foi vencida por Francisco Viana seguido por Slaviero e Mori, em terceiro.

Por fim, a RD-135 encerrou as atividades da temporada 2007 do Super Centro-Oeste. Após largar da pole-position André Vieira seguiu na liderança por algumas voltas, mas, não resisitiu a pressão de Célio Leal e Marco Aurélio Alves, terminando a prova na terceira posição. Alves venceu com Leal, em segundo. Na segunda bateria a vitória ficou com Márcio Montenegro, que havia largado da quinta posição, seguido por Leal e Carlos Alexandre. Com este terceiro lugar Alexandre pôde comemorar o título do Super Centro-Oeste. Marco Aurélio Alves ficou com os títulos Goiano e Brasiliense.

Encerradas as atividades todos se confraternizaram e comemoraram bastante o sucesso da segunda temporada do Super Centro-Oeste. A organização agradeceu ao apoio da CBA, que mandou comissários e o caminhão para todas as etapas, e aos pilotos e equipes pelas grandes disputas do ano.

Foto: Flávio Quick

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *