Kart: Uma polemica bandeira preta no caminho de Marcio Pasaneli

Tendo como palco o Kartódromo Ayrton Senna – Interlagos, o Campeonato Paulista de Kart realizou neste sábado (19/08) sua 7ª e na categoria Novatos o amazonense Marcio Pasaneli (JVN Motorsport/ Proview/ Banco da Amazonia/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas) perdeu a liderança isolada do campeonato, em razão de uma polemica desclassificação.

Mais veloz em todos os treinos livres realizados ao longo da semana, Pasaneli conformou na manhã de sábado seu favoritismo estabelecendo a melhor marca da pratica e conquistando o direito de largar na pole position.

Na corrida, Marcio Pasaneli (JVN Motorsport/ Proview/ Banco da Amazonia/ S. Pasaneli/ Governo do Estado do Amazonas) começou bem, assumindo de pronto a liderança da corrida. Com algumas voltas realizadas, o kart de Pasaneli passou a enfrentar problemas de carburação e, enquanto buscava a melhor regulagem, foi ultrapassado pelo vice-líder da corrida e pelo 3º colocado. Na 16ª passagem o competidor que seguia a sua frente freou bruscamente antes do ponto correto, fazendo com que Pasaneli desviasse rapidamente sua trajetória, para evitar um acidente que poderia ser de grandes proporções. Apesar da presteza da manobra o contato entre os micromonopostos foi inevitável e o kart de Pasaneli ‘voou’, com sua lateral esquerda “empenada” pelo choque.

O piloto manauara ainda conseguiu continuar na corrida, mesmo com o kart avariado, mas ao passar pela Torre de Cronometragem recebeu a sinalização de desclassificação, com a apresentação da bandeira preta. Com a punição, Pasaneli perdeu a liderança do certame para o piloto paulista Vinicius Sammarone e, na conformidade do regulamento, não poderá utilizar o resultado dessa rodada com descarte obrigatório, deixando difícil sua situação no campeonato para a disputa do titulo máximo.

“Foi uma pena os Comissários não terem percebido o que realmente aconteceu. Eu não bati em ninguém, apenas tentei desviar de um concorrente que havia feito uma manobra ‘estranha’ e acabei sendo prejudicado. Espero que tenha sido apenas uma ‘barbeiragem’ desse piloto e não uma tentativa deliberada de me tirar da corrida, mas peço que pense muito no que fez, pois poderíamos ter nos machucado seriamente”, declarou desolado o piloto amazonense.

Libelo de um pai

“Infelizmente fomos vítimas de um adrede preparado. Nos treinos de sexta-feira o piloto do kart 48 ostensivamente batia na traseira do kart de Marcio, que chegou a praticamente parar na reta gesticulando para o piloto ultrapassá-lo. Em vez de fazer a ultrapassagem, o piloto parou atrás de Marcio, deixando claro que sua intenção era apenas ficar atingindo seu kart e atrapalhando o trabalho. Mais adiante, Marcio ‘incomodado’ com a situação que persistia levantou o braço indicando que ia ingressar no boxes, o que foi seguido pelo kart 48, mas, ao invés de ingressar nos boxes, Marcio re-acelerou e contornou a Curva da Balança. Curiosamente o outro kart também desviou rapidamente e seguiu atrás de Marcio”, relatou Sergio Pasaneli, pai do piloto, com relação a fatos ocorridos no treino livre de sexta-feira (18/08).

“Na corrida Marcio passou a enfrentar alguns problemas de carburação e perdeu a liderança para Vinicius Sammarone e também para Lucas Forresti, o piloto do kart 48. Ao invés de abrir vantagem – o que seria natural pelos problemas de Marcio naquele momento – ele reduziu a velocidade ficando logo à frente do kart de Marcio. No final da reta dos boxes o piloto do 48 olhou para trás para ter certeza da posição na pista de Marcio, entrou na sua trajetória e freou bruscamente, muito antes do ponto habitual de frenagem. Marcio desviou, mas os karts se tocaram. A lateral esquerda do kart de Marcio com a traseira do kart 48. Foi claramente proposital e visava tirar Marcio da corrida. Como os Comissários e Diretor de Prova não sabiam dos fatos precedentes, optaram por punir Marcio com a desclassificação e lhe apresentaram a bandeira preta. O adrede preparado foi conseguido. O prejuízo desportivo foi inestimável, já que Marcio perdeu a liderança do campeonato e não poderá descartar essa prova, mas o que me preocupa é que a atitude irresponsável desse piloto poderia ter causado um acidente de graves proporções”, continuou Sergio Pasaneli.

“Esta semana vou procurar o Prof. Rubens Carpinelli – Presidente da FASP – e pedir providencias contra esse tipo de atitude. Acredito que esse seja um dos motivos de o kart estar tão fraco, pois preparadores ‘espertos’ usam todo tipo de subterfúgios para conseguirem seus intentos. Os resultados devem ser decididos na pista. Que vença – sempre – o melhor. É para isso que trazemos nossos filhos de longe, para aprenderem o esporte e com o esporte. Esse tipo de lição é um ‘desserviço’ para a formação desses garotos, que acabam campeões através de trapaças e quando chegam ‘lá fora’ acabam se dando mal, porque lá se observa tudo e esse tipo de coisa acaba não acontecendo. O Brasil precisa formar verdadeiros campeões, dignos de representar nossa bandeira em qualquer pista do mundo”, complementou o empresário amazonense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *