Mercedes-Benz Challenge: Diniz/Coelho conquista a vitória na abertura da temporada

Dupla assumiu a liderança restando duas voltas para o final e venceu a primeira corrida do ano

A abertura da temporada 2014 do Mercedes-Benz Challenge foi vencida pela dupla Arnaldo Diniz Filho/Edson Coelho, que assumiu a ponta restando duas voltas para o final. Fernando Amorim e Renan Guerra completaram em segundo e Rodrigo Hanashiro terminou em terceiro. Essa foi a primeira corrida na história do Mercedes CLA 45. Na série C 250 Cup, a vitória ficou com Peter Michel Gottschalk. Kaká Magno terminou em segundo e Luiz Sena Jr. em terceiro.

“Adotamos a estratégia de eu entrar primeiro e deu certo. Em alguns trechos estava muito difícil de segurar o carro. Tivemos muitas disputas, com toques laterais e até traseiros. Mas felizmente consegui segurar e deu tudo certo”, comentou Arnaldo Diniz Filho.

A chuva durante todo o final de semana prejudicou o acerto das equipes e levou a direção de prova a dar a largada com o safety car na pista. “Foi difícil demais de encontrar o acerto ideal nessas condições, mas a equipe trabalhou muito bem. O carro era muito rápido e acho que todo mundo fez sua parte. O Arnaldo fez um trabalho excelente. Ele pegou um pelotão com muitas disputas e conseguiu se sair bem. Quando peguei o carro já tinha a pista um pouco mais limpa e consegui ter um bom resultado”, acrescentou Edson Coelho.

“Uma das maiores preocupações minhas era com os retardatários. Em uma dessas disputas tive que sair da pista para não bater. Mas senti que meu carro era mais rápido e ao mesmo tempo tinha que me preocupar com os ataques do Hanashiro, que vinha atrás de mim. Consegui partir para cima do Amorim, fazer a aproximação e consegui ultrapassar na reta oposta. O Amorim defendeu a posição de uma forma muito limpa, mas felizmente consegui ultrapassar”, acrescentou Edinho.

Veja como terminou a corrida:
1. Arnaldo Diniz Filho/Edson Coelho Jr – 21 voltas em 48min14s866
2. Fernando Amorim/Renan Guerra – a 5.561
3. Rodrigo Hanashiro – a 6.003
4. Fernando Fortes – a 14.338
5. Pierre Ventura – a 21.489
6. Marcelo Hahn – a 25.175
7. Claudio Dahruj – a 26.031
8. Eduar Merhy Neto/José Mario Castilho – a 28.063
9. Lorenzo Varassin/Paulo Varassin – a 29.977
10. Fernando Poeta/Luis Carlos Ribeiro – a 36.258
11. Neto De Nigris – a 37.257
12. Rodrigo de Souza/Daniel Paludo – a 1:03.686
13. Danilo Pinto – a 1:24.681
14. Alexandre Molles Silva – a 1:25.591
15. Carlos Kray – a 1:27.112
16. Linneu Linardi/Gaetano Di Mauro – a 1:30.996
17. Adriano Rabelo – a 1:32.812
18. Fernando Junior/Rubens Tilkian – a 1:43.996
19. José Vitte – a 1:44.240
20. Peter Michel Gottschalk – a 1:57.353
21. Kaka Magno – a 2:09.279
22. Luiz Sena Jr – a 1 volta
23. Leo De Nigris – a 1 volta
24. Marcos Paioli/Petter Gottschalk – a 1 volta
25. Marcos Ramos – a 1 volta
26. Paulo Totaro/Ralf Pufle – a 1 volta
27. Cesar Urnhani – a 1 volta
28. Cesare Marrucci – a 1 volta
29. Betinho Sartório – a 1 volta
30. Rodney Felicio – a 1 volta
31. Renato Camargo – a 1 volta
32. Cristhian Mohr – a 2 voltas
33. Beto Rossi – a 2 voltas
34. Alexandre Papazzinsis/Humberto Santos – a 2 voltas
35. Roberto Santos/Claudio Gontijo – a 2 voltas
36. Peter Feter – a 4 voltas
37. Bruno Alvarenga/Rodrigo Ferré – a 4 voltas
Não completaram 75% da prova
38. Tales Lombardi/Gustavo Marques – a 7 voltas
39. Carlos Alberto Fonseca – a 14 voltas
40. Victor Amorim – Excluído
*Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *