Mercedes-Benz Challenge: Mohr e Felício cravam a pole sob chuva

– Na categoria CLA AMG Cup, o catarinense Cristian Mohr conquistou a primeira pole de sua carreira no evento.

– O experiente Rodney Felício foi o mais veloz na C 250 Cup e larga em primeiro neste domingo

– Líderes das duas categorias não largam nas primeiras filas

O frio e a chuva que pegaram de surpresa os pilotos do Mercedes-Benz Challenge durante a etapa deste fim de semana, em Campo Grande (MS), deram o tom das disputas deste sábado (12) no Autódromo Orlando Moura. A chuva se apresentou durante vários períodos do dia e a temperatura despencou à tarde, chegando à casa dos 10oC. A instabilidade climática – fator que mais tem chamado a atenção de pilotos e equipes na sexta rodada do ano -, ajudou a decidir a pole position. Depois de um início de atividades de pista com o asfalto seco, a chuva voltou a cair durante o treino de classificação e mudou o panorama da briga pela pole. O gaúcho Luiz Ribeiro ficou com a pole position durante boa parte da sessão, mas em pouco tempo ela passou pelas mãos de Fernando Fortes e de Cristian Mohr – que ficou com a posição de honra no grid. Foi a primeira pole da carreira do piloto catarinense no evento.

“Meu primeiro grande desafio no fim de semana foi a adaptação à pista, já que a única corrida que disputei em Campo Grande foi há doze anos. Felizmente, conseguimos um bom acerto para pista molhada logo de cara, tanto que no primeiro treino livre, que foi disputado nestas condições, fiquei em segundo”, detalhou Mohr, que conquistou sua primeira pole no evento. “Na tomada de tempos de hoje foi preciso arriscar muito, porque toda a pista estava complicada em razão da água e da sujeira que os outros carros que saíram do traçado carregaram para o asfalto. Comemorei essa pole também porque as ultrapassagens na corrida de amanhã não devem ser fáceis em razão das condições do traçado”, comentou o pole, quarto colocado na tabela, com 47 pontos.

A temperatura ambiente bastante fria contrastou com a intensidade das disputas pela pole position, em especial nos instantes finais do treino, quando Claudio Dahruj superou Fernando Fortes e garantiu vaga na primeira fila. “Foi um treino difícil, mas meu carro estava muito bom. Fazia muito tempo que eu não andava nessa pista, então considero que foi um bom treino de classificação. Mas só largar bem não adianta, e agora vamos ver se mantemos esse rendimento na corrida”, disse Dahruj.

As condições de pouca aderência agradaram a Fernando Fortes: “A pista neste sábado estava mais escorregadia do que esteve ontem. Treinamos em condição de chuva, e foi muito prazeroso pilotar porque, com o asfalto sem aderência, o trabalho do piloto conta muito. Por isso, acho que estamos todos de parabéns. Andar rápido hoje exigiu sangue frio para arriscar, mesmo sabendo que o prejuízo de uma eventual batida pudesse ser grande”, acrescentou o terceiro colocado no grid da CLA AMG Cup.

Na briga entre os dois primeiros colocados na pontuação, Adriano Rabelo levou pequena vantagem sobre Fernando Jr. O cearense vai largar em sétimo, apenas uma posição à frente do piloto do Rio Grande do Sul, que lidera o campeonato com 80 pontos. Rabelo soma 67.

Piloto experiente -Pela C 250 Cup, os líderes da tabela também não foram bem. A dupla gaúcha Luis Sena Jr/Cleiton Campos sairá apenas na quinta posição. A pole foi registrada pelo paulista Rodney Felício, que rotineiramente compete na categoria CLA AMG Cup. Nesta etapa, ele está substituindo a dupla formada pelos irmãos Theo e Thiago De Nigris na C 250 e cravou a segunda pole de sua carreira no evento. De volta à categoria, Felício reforçou sua intimidade com carros de tração traseira e cravou a pole position.

“Havia um pouco de tráfego, então em alguns momentos foi difícil encaixar uma volta boa. A chuva parou pouco antes do nosso treino, e a pista foi melhorando a cada volta. Isso exigiu um pouco de estratégia, de modo que tivemos um final de sábado bastante difícil. Mas isso é bom porque só valoriza o trabalho dos pilotos da categoria, que está bastante competitiva”, declarou Felício.

O segundo colocado Claudio Simão ficou muito satisfeito com o resultado: “Este foi meu melhor treino de classificação, especialmente porque foi minha primeira experiência com este carro na chuva. Além disso, eu não conhecia o circuito. Neste sábado, o traçado esteve especialmente difícil por causa da sujeira deixada pelos carros das categorias que foram para a pista antes da nossa. O pódio é consequência de um bom trabalho feito amanhã, por isso hoje quero comemorar apenas este bom resultado, e deixar para pensar na corrida apenas amanhã”, disse Claudio Simão.

A sexta etapa do Mercedes-Benz Challenge terá largada neste domingo às 10h10, para uma prova de 45 minutos de duração. Confira o grid:

CLA AMG Cup

1) Cristian Mohr, 1min43s115, média de 122,6 km/h

2) Claudio Dahruj, a 0s613

3) Fernando Fortes, a 0s943

4) Luiz Carlos Ribeiro, a 1s011

5) Marcelo Han, a 1s015

6) Arnaldo Diniz Filho, a 1s125

7) Adriano Rabelo, a 1s126

8) Roger Sandoval, a 1s201

9) Fernando Júnior, a 1s281

10) Peter Ferter, a 1s351

11) Betão Fonseca, a 1s403

12) Neto De Nigris, a 1s506

13) Lorenzo e Paulo Varassin, a 1s903

14) Cesare Marrucci, a 2s152

15) Cesar Fonseca, a 2s213

16) Pierre Ventura, a 2s879

17) Paulo Toraro, a 3s145

18) Fernando Poeta, a 4s336

19) Carlos Kray, a 7s652

20) Danilo Pinto, a 12s054

C 250 Cup

1) Theo e Thiago De Nigris, 1min49s267

2) Claudio Simão, a 0s595

3) Marcos Paioli/Peter Gottschalk Jr, a 0s948

4) Peter Michael Gottschalk, a 1s529

5) Luis Sena Jr/Cleiton Campos, a 1s642

6) Betinho Sartório, a 2s309

7) Christian Germano, a 3s124

8) Márcio Basso/Bruno Mesquita, a 3s324

9) Roberto Santos, a 4s008

10) Beto Rossi, a 4s120

11) Flavio Andrade, a 8s101

12) Max Mohr, sem tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *