Mercedes-Benz Grand Challenge: Com os campeões definidos, briga é grande pelo vice


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Neto De Nigris e Fernando Jr disputam segundo lugar na temporada; João e Márcio Campos conquistaram o título em Cascavel

A segunda temporada do Mercedes-Benz Grand Challenge já teve seus campeões definidos. João e Márcio Campos, da Sicredi Racing, fecharam a fatura durante a etapa de Cascavel, no início do mês, por isso Interlagos, São Paulo, nos dias 14, 15 e 16, encerra a competição com uma briga bastante acirrada. Neto De Nigris, da equipe De Nigris Europamotors, e Fernando Jr, da WCR, duelam pelo vice-campeonato com apenas quatro pontos de diferença à favor de Neto, sendo que 40 estarão em disputa nas duas provas finais do ano. No sábado (15), às 12h43, e no domingo (16), ao meio-dia, PortalGT.com.br e UOL.com.br transmitem as corridas, sendo que a RedeTV leva as emoções na pista paulistana para todo o Brasil no domingo.

Segundo colocado com 186 pontos, Neto de Nigris, pela equipe De Nigris Europamotors, não perde tempo e afirma. “Quero o vice-campeonato”. “Primeiro de tudo gostaria de dar os parabéns aos campeões, João e Márcio Campos, pelo título. Vamos agora para a definição da temporada em busca do segundo lugar na tabela de pontos, algo que seria um grande resultado pensando em tudo que passamos durante o ano”, completa Neto.

“Estamos fazendo um grande trabalho e acredito que tanto eu quanto o Leo De Nigris e o Renato Camargo, que corremos juntos na mesma equipe, faremos uma etapa boa em São Paulo. Espero que eles possam me ajudar também, tirando alguns pontinhos do Fernando. De toda forma, sei que será uma disputa difícil, porque o ‘menino lá’ vem andando muito bem em toda a temporada”, encerra De Nigris.

Empolgado após ficar em segundo lugar no prêmio Capacete De Ouro na última segunda-feira, Fernando Jr, pela WCR, espera um fim de semana de sucesso para garantir o vice-campeonato na sua primeira temporada completa no Mercedes-Benz Grand Challenge. “Estou bastante feliz com esta premiação, que nada mais é do que o ‘Oscar’ do automobilismo brasileiro, dado após votação dos jornalistas especializados”, diz Fernando, se referindo ao prêmio dado pela Revista Racing.

“Recebê-lo em minha segunda temporada na categoria é um privilégio e recompensa por todo esforço que fizemos. Agora, estamos ainda mais animados para conseguir virar esta briga com o Neto De Nigris e garantir o segundo lugar no campeonato. São Paulo é uma pista boa pra nós, o carro está bem acertado e, honestamente, espero que chova para dar ainda mais emoção”, encerra Fernando Jr.

Capacete de Ouro

Vencedores na categoria Mercedes-Benz Grand Challenge na premiação, João e Márcio Campos, bicampeões na modalidade, comemoraram bastante a conquista. “Um prêmio como o Capacete de Ouro depois de um ano tão acirrado, que nem acabou ainda, traz um prazer enorme. É o reconhecimento de tanto trabalho que temos feito”, declara João Campos.

Seu filho e parceiro de pilotagem no Mercedes C250 Turbo da Sicredi Racing, Márcio Campos, vai além. “Nunca imaginei que fosse estar aqui, com o meu pai, recebendo o Capacete de Ouro. É ótimo! Ter a chance de fechar o ano com mais esta conquista, mas agora vamos nos preparar para encerrar a temporada com mais duas vitórias. Nosso time trabalhou muito para recuperar o carro depois de Cascavel, então espero ter mais um bom fim de semana”, encerra Márcio.

Cesare Marrucci, pela CenterBUS, ficou na terceira posição no prêmio. As duas corridas do Mercedes-Benz Grand Challenge em Interlagos, neste fim de semana, terão transmissão ao vivo pelos sites PortalGT.com.br e UOL.com.br, tanto no sábado (15) às 12h43 quanto no domingo (16) ao lado da RedeTV.

Classificação do Campeonato: Mercedes-Benz Grand Challenge
1º) Márcio Campos/João Campos, 224 pontos;
2º) Neto de Nigris, 186;
3º) Fernando Júnior, 182;
4º) Cesare Marrucci, 147;
5º) Rubens Tilkian, 129;
6º) Arnaldo Diniz Filho, 74;
6º) Leo de Nigris, 89;
8º) Michelle de Jesus, 86;
9º) José Fernando Amorim Júnior, 85;
10º) Edson Júnior, 82;
11º) Sérgio Martinez, 78;
12º) Beto Santos, 66;
13º) Renato Camargo, 61;
14º) Beto Rossi, 49;
15º) Peter GottschalkJunior, 45;
16º) Carlos Kray, 44;
16º) Peter Michel Gottschalk, 44;
18º) Alexandre Papazissis, 42;
19º) Sérgio Chamon, 40;
20º) Rafael Zapelini/Luis Carlos Zapelini, 36;
21º) Marcos Paioli, 29;
22º) Roberto Santos, 22;
23º) Rodrigo Miguel, 17;
24º) Betão Fonseca, 15;
25º) Roberto Maggi, 6;
26º) Jorge Temake/Paulo Yamamoto, 2

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *