Mercedes-Benz Grand Challenge: Márcio Campos chega em 6º e fatura o bicampeonato com seu pai João


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Fernando Jr venceu a corrida neste domingo (2), Neto De Nigris ficou em segundo e Arnaldo Diniz Filho em terceiro

 Em um fim de semana de sufoco para a dupla gaúcha João e Márcio Campos, os pilotos da Sicredi Racing conquistaram neste domingo (2), com um sexto lugar, o bicampeonato do Mercedes-Benz Grand Challenge. Na prova, Fernando Jr, da WCR, venceu, Neto De Nigris, pela De Nigris Europamotors, ficou em segundo e Arnaldo Diniz Filho, da Comark Racing, chegou na terceira colocação.

Bicampeonato de João e Márcio Campos

O fim de semana foi difícil para os bicampeões, quando João acabou batendo o carro na sexta-feira, o que acabou prejudicando o desenvolvimento para as duas corridas. Trabalhando muito para reparar tudo, a equipe Sicredi Racing superou esta dificuldade conquistando o resultado tão esperado. Sexto, Márcio Campos comemorou o resultado. “Na largada os pilotos foram para o tudo ou nada então eu fui com calma sem me expor”, diz o mais novo dos Campos.

“Estou bastante feliz com a conquista do bicampeonato, foi um ano onde dominamos as primeiras corridas e do meio pro final o grau de dificuldade veio aumentando. Tivemos problemas neste fim de semana, mas tudo deu certo. Vamos trabalhar para deixar o Mercedes C250 Turbo prontinho para São Paulo e comemorar o bicampeonato com mais vitórias”, encerra o piloto, que em seu terceiro ano de carreira conquistou o terceiro título.

Comemorando bastante, João Campos ressaltou o trabalho feito pelo seu time durante o ano. “Tivemos uma temporada muito dura, onde nos esforçamos bastante e por isso conquistamos este resultado, que não foi agora, mas sim em todas as etapas onde vencemos e somamos pontos. Tenho que agradecer muito a Sicredi pelo apoio, torcida, dedicação, já que sem eles não teríamos conquistado este resultado”, fala o piloto.

Que continua. “Estou me sentindo muito feliz, ser bicampeão ao lado do meu filho é bom demais. É maravilhoso, em todos os sentidos possíveis. A dificuldade foi grande depois do erro imbecil que tive, jamais poderia esperar que aquilo fosse acontecer e eu não poderia ter feito aqui. Mas, aconteceu. Viemos com os pés no chão e conquistamos o nosso objetivo, está muito bom. Meu sétimo título em oito anos, parabéns à todos”, encerra João Campos.

A corrida

Em uma grande disputa em Cascavel, Fernando Jr, Neto De Nigris e Arnaldo Diniz brigaram durante toda a corrida pela vitória, com um ritmo impressionante, deixando os outros pilotos para trás. A vitória foi mesmo de Fernando Jr, a segunda na categoria, José Amorim chegou em quarto, Rubens Tilkian em quinto e Márcio Campos na sexta colocação.

Vencedor, Fernando parabenizou os campeões. “Tive uma corrida realmente difícil, onde fui pressionado o tempo todo. Optei por largar com pneus de ontem, mas o carro começou a escapar e tive que trabalhar bastante. A equipe fez um grande trabalho e consegui vencer, parabéns aos nossos bicampeões, mas agora vamos para São Paulo conquistar o vice”, encerra Fernando.

Segundo colocado, Neto De Nigris falou. “Não tinha como passar o Fernando, que é mais experiente do que eu. Foi uma prova apertada, quase acabei acertando o carro dele uma hora, tivemos uma briga apertada e no limite da legalidade que foi bem divertida. Estou feliz com o resultado, mas sem dúvida queria a vitória”, destaca Neto.

Para Arnaldo Diniz, os resultados do fim de semana foram bons, mas não da temporada. “Consegui dois bons lugares aqui em Cascavel, mas realmente não consegui brigar pela vitória. O Fernando e o Neto estava muito rápidos e mereceram, pena que não pudemos disputar o título pelo começo ruim do ano”, completa Arnaldo.

2ª Corrida – Mercedes Benz GC

1º) 98 – Fernando Junior (MB, RS), 24 voltas em 30:06.135 (média de 146,28 km/h)
2º) 11 – Neto De Nigris (MB , SP), a 0.502
3º) 77 – Arnaldo Diniz (MB , SP), a 0.809
4º) 88 – José F.Amorim Jr. (MB , SP), a 14.101
5º) 35 – Rubens Tilkian (MB , SP), a 32.105
6º) 31 – Marcio Campos (MB , RS), a 46.641
7º) 21 – Peter Gottschalk (MB , SP), a 50.288
8º) 36 – Humberto Santos (MB , SP), a 50.967
9º) 111 – Peter Gottschalk Jr (MB , SP), a 1:08.744
10º) 25 – Renato Camargo (MB , SP), a 1 volta
11º) 60 – Cesare Marrucci (MB , SP), a 1 volta
12º) 73 – Michele Jesus (MB , SP), a 7 voltas
13º) 99 – Edson Junior (MB , RS), a 19 voltas

Melhor Volta: Neto De Nigris, 1:13.932 (148,90 km/h)

fonte: CRONOMAP Timing
www.cronomap.com.br

Classificação Mercedes-Benz Grand Challenge
1º) Márcio Campos/João Campos, 224 pontos;
2º) Neto de Nigris, 186;
3º) Fernando Júnior, 182;
4º) Cesare Marrucci, 147;
5º) Rubens Tilkian, 129;
6º) Arnaldo Diniz Filho, 74;
6º) Leo de Nigris, 89;
8º) Michelle de Jesus, 86;
9º) José Fernando Amorim Júnior, 85;
10º) Edson Júnior, 82;
11º) Sérgio Martinez, 78;
12º) Beto Santos, 66;
13º) Renato Camargo, 61;
14º) Beto Rossi, 49;
15º) Peter GottschalkJunior, 45;
16º) Carlos Kray, 44;
16º) Peter Michel Gottschalk, 44;
18º) Alexandre Papazissis, 42;
19º) Sérgio Chamon, 40;
20º) Rafael Zapelini/Luis Carlos Zapelini, 36;
21º) Marcos Paioli, 29;
22º) Roberto Santos, 22;
23º) Rodrigo Miguel, 17;
24º) Betão Fonseca, 15;
25º) Roberto Maggi, 6;
26º) Jorge Temake/Paulo Yamamoto, 2

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *