Mercedes-Benz Grand Challenge: Neto De Nigris vence em Interlagos e confirma vice-campeonato


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Rubens Tilkian chegou em segundo e Fernando Jr. em terceiro

A segunda temporada da história do Mercedes-Benz Grand Challenge acabou neste domingo (16), no Autódromo de Interlagos, São Paulo, com a vitória do paulista Neto De Nigris, pela equipe De Nigris Europamotors, garantindo assim o segundo lugar no campeonato, vencido por João e Márcio Campos, da Sicredi Racing, durante a sétima etapa em Cascavel, no Paraná. Em segundo na corrida no circuito paulistano, Rubens Tilkian, da Comark Racing e, em terceiro na prova e na briga do título, Fernando Jr, da WCR.

“Estou super contente de conseguir este segundo lugar no campeonato”, diz Neto De Nigris. “Fernando e eu estávamos bem apertados em pontos, ontem fui uma etapa bastante complicada para mim já que não pude disputar o treino classificatório o que me fez largar do fim do grid. Na corrida deste domingo foi tudo maravilhoso, pista seca, carro perfeito, então foi só uma questão de acelerar tudo e vencer”, completa o piloto.

“Uma pena que não consegui fazer uma primeira metade boa no campeonato, o que prejudicou o resultado final, mas estou feliz. É super especial vencer em casa, o Rubens me pressionou muito, mas agora vamos pensar no ano que vem. Fui terceiro em 2011, segundo em 2012 e quero o título do Mercedes-Benz Grand Challenge em 2013”, encerra Neto De Nigris.

Segundo colocado na corrida final do ano, Rubens Tilkian sai satisfeito após uma boa temporada. “Estou muito feliz, não tenho do que reclamar. É sempre bom vencer, mas esse segundo lugar está bom também. Foi um grande fim de semana em Interlagos e por isso termino o ano satisfeito de estar entre os três primeiros. Faço um balanço positivo de tudo e agora vou começar a trabalhar para viabilizar 2013, assim vou correr para buscar o título”, revela Tilkian, da Comark Racing.

Após uma corrida disputada em São Paulo, Fernando Jr, da WCR, chegou em terceiro o que garantiu a mesma posição na classificação geral do campeonato. “Eu acho que foi uma temporada boa. Todo mundo que está disputando obviamente quer ganhar, mas alguns problemas durante o ano, culpa minha, um pouco de falta de experiência, ainda tive que me adaptar ao carro, mas enfim corrida é corrida”, fala Fernando.

“O Neto está de parabéns pelo vice-campeonato que foi merecido, andou bem pra caramba. E vamos agora para o ano que vem onde vou tentar fazer um bom campeonato desde o começo sem errar que assim vou conseguir brigar pelo título da categoria”, encerra o gaúcho Fernando Jr. Com os resultados finais do ano João e Márcio Campos conquistaram o bicampeonato, Neto De Nigris ficou em segundo e Fernando Jr em terceiro.

2ª Corrida – Mercedes Benz GC

1º) 11 – Neto De Nigris (MB, SP), 15 voltas em 30:21.274 (média de 128,05 km/h)
2º) 35 – Rubens Tilkian (MB , SP), a 0.972
3º) 98 – Fernando Junior (MB , RS), a 6.888
4º) 77 – Arnaldo Diniz (MB , SP), a 9.187
5º) 99 – Edson Junior (MB , RS), a 10.608
6º) 21 – Peter Gottschalk (MB , SP), a 32.366
7º) 12 – Leo De Nigris (MB , SP), a 35.122
8º) 25 – Renato Camargo (MB , SP), a 44.146
9º) 73 – Sergio Martinez (MB , SP), a 50.963
10º) 22 – Rafael Zappellini (MB , SP), a 1:13.651
11º) 55 – Robero Santos (MB , SP), a 1 volta
12º) 60 – Cesare Marrucci (MB , SP), a 1 volta
13º) 31 – Marcio Campos (MB , RS), a 2 voltas
14º) 88 – José F.Amorim Jr. (MB , SP), a 2 voltas
15º) 36 – Alexandre Papazissis (MB , SP), a 2 voltas
16º) 7 – Beto Rossi (MB , SP), a 3 voltas
17º) 47 – Marcos Paioli (MB , SP), a 14 voltas

Melhor Volta: Fernando Junior, 1:57.025 (132,86 km/h)

Classificação Mercedes-Benz Grand Challenge
1º) Márcio Campos/João Campos, 231 pontos;
2º) Neto de Nigris, 207;
3º) Fernando Júnior, 204;
4º) Cesare Marrucci, 158;
5º) Rubens Tilkian, 157;
6º) Edson Júnior, 110;
7º) Leo de Nigris, 107;
8º) Arnaldo Diniz Filho, 102;
9º) Michelle de Jesus, 101;
10º) Sérgio Martinez, 93;
11º) José Fernando Amorim Júnior, 90;
12º) Alexandre Papazissis, 78;
13º) Renato Camargo, 75;
14º) Beto Santos, 71;
15º) Peter Michel Gottschalk, 54;
15º) Beto Rossi, 54;
17º) Peter GottschalkJunior, 45;
18º) Marcos Paioli, 44;
18º) Carlos Kray, 44;
20º) Rafael Zapelini/Luis Carlos Zapelini, 43;
21º) Sérgio Chamon, 40;
22º) Roberto Santos, 29;
23º) Rodrigo Miguel, 17;
24º) Betão Fonseca, 15;
25º) Roberto Maggi, 6;
26º) Jorge Temake/Paulo Yamamoto, 2

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *