Mini Challenge: veterano Rolf Gemperli conquista a vitória na segunda bateria em Jacarepaguá

Em prova disputada, a experiência e a estratégia fizeram a diferença. Próxima etapa será nos dias 6 e 7 de agosto em Interlagos, no mesmo final de semana da Corrida do Milhão BMC

A quinta etapa do Mini Challenge, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Jacarepaguá, começou com a inédita vitória de Rogério Nassralla e prosseguiu neste domingo com o triunfo de Rolf Gemperli na segunda prova do fim de semana, com 26min39s800 para as 17 voltas. A ‘velha guarda’ dominou a pista de Jacarepaguá. Foi a primeira vez no ano que Gemperli subiu ao lugar mais alto do pódio. Em segundo, chegou Rodrigo Hanashiro, seguido por Patrick Gonçalves, Franco Giaffone e Felipe Tozzo. A próxima etapa será nos dias 6 e 7 de agosto em Interlagos.

A segunda bateria da categoria mais charmosa do país contou com disputas acirradas por posições. E a experiência ditou o ritmo neste domingo. Rolf Gemperli, que sofreu um acidente na rodada de sábado, fez excelente prova. O veterano soube agir com calma e teve boa estratégia para atacar no momento certo e conquistar a liderança da prova. Foi sua primeira vitória no ano.

“Ontem me envolvi em um acidente e achei que nem poderia largar hoje, mas felizmente não sofri nenhum arranhão, dormi bem e vim disposto. Hoje abusei da minha experiência e da cautela para arriscar na hora certa. Além disso, contei com o bom auxílio e preparo de Cássio Homem de Mello, meu novo ‘coach’. Ele soube me orientar muito bem pelo rádio”, contou.

Rolf também falou que o carro estava bem acertado. “O equipamento estava muito bom e monitorei bem os concorrentes, economizando pneus para ter melhor rendimento do meio para o fim da corrida. Agora é comemorar”, finalizou.

O segundo colocado Rodrigo Hanashiro ficou feliz por voltar a pontuar. “Ontem foi uma corrida muito boa, talvez uma das melhores até aqui. Até tinha chance de brigar pelo primeiro lugar, mas não consegui. Hoje tinha uma situação de pneu um pouco inferior, e por isso preferi fazer uma prova mais racional. Me livrei das confusões e consegui manter a posição. Foi bom voltar a pontuar, é importante para o campeonato”, disse Hanashiro.

Patrick chegou em terceiro, depois de liderar boa parte da prova, e contou que o resultado foi bom. “Pontuar aqui e chegar entre os três primeiros foi fundamental para o campeonato. E, apesar de perder a posição depois de ser tocado, consegui ainda brigar por um lugar no pódio. O ano passado também cheguei em terceiro aqui e segui bem rumo ao título. Talvez seja um bom sinal”, recordou o baiano.

Resultado da segunda bateria (prova de domingo)

1) Rolf Gemperli – 17 voltas, em 26min39s800
2) Rodrigo Hanashiro – a 1s409
3) Patrick Gonçalves – a 6s722
4) Franco Giaffone – a 19s144
5) Felipe Tozzo – a 21s578
6) Bruno Henriques – a 21s808
7) Aleandro Fortunato – a 28s735
8) Kreis Junior – a 30s637
9) Raphael Abbate – a 31s097
10) Rogerio Nassralla – a 42s210
11) Pedro Ernesto Barreto – a 46s520
12) Matheus Castro – a 48s957
13) Sergio Burguer – a 52s814
14) Adriano Amaral – a 56s962
15) Celso Viana – a 1 volta
16) Vicente Orige Silva – a 3 voltas
Não completou (75% = 13 voltas)
Leonardo Fortunato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *