Motocross: Lucas Moraes cumpre objetivo no Brasileiro

Piloto da equipe Dunas MX é o quarto melhor do país na categoria MX2, uma das mais disputadas da competição.

A sensação é de dever cumprido para o piloto Lucas Moraes, da equipe Dunas MX. No início do ano, o objetivo dele era garantir uma vaga entre os cinco melhores do motocross. E, após a grande final do Campeonato Brasileiro da modalidade, realizada neste domingo em Curitiba (PR), ele conseguiu atingir um lugar neste seleto grupo. Confirmou a quarta colocação da categoria MX2, uma das mais disputadas da competição.

“Estou muito satisfeito com o desempenho, porque a categoria MX2 é bastante equilibrada. E, no ano que vem, pretendo vencer algumas etapas para ficar entre os três primeiros”, antecipou Lucas. Depois de confirmar o quinto lugar no Campeonato Paulista, também na MX2, o jovem piloto tem outro objetivo ainda para esta temporada: assegurar um lugar no pódio do Arena Cross, circuito nacional que também reúne a elite do motocross nacional. Ele ocupa a terceira colocação na classificação geral, atrás de Leandro Silva e Wellington Garcia. A etapa final está marcada para este sábado em Indaiatuba (SP).

No Brasileiro, o vencedor da categoria MX2 foi Leandro Silva, seguido por Marcello Ferreira de Lima, o Ratinho, e Wellington Garcia. O quinto lugar ficou com Rodrigo Selhorst. “Todos são adversários de nível excelente. Aprendi bastante, ganhei experiência e quero trazer mais alegrias para a equipe Dunas MX”, concluiu Lucas Moraes.

Passo a passo – A carreira de Lucas Moraes tem como principais características o planejamento e a persistência. Em 2003, ele teve de superar uma mudança brusca: ficou muito alto para a categoria 80cc e precisou subir para a 125cc. Com isso , perdeu uma escola de dois anos na categoria de base para começar do zero e enfrentar adversários muito mais experientes na 125cc.

O trabalho em parceria com o mecânico e treinador Leandro dos Santos teve início em 2004, já com objetivos em longo prazo. Foi estabelecido um cronograma de evolução na nova categoria: andar entre os 15 primeiros no Brasileiro de Motocross. A meta foi cumprida, e Lucas ficou em 14º lugar.

Em 2005, a categoria 125cc ganhou novo nome, MX2. E novamente Lucas garantiu lugar de destaque, mesmo após a cirurgia no pé que o deixou fora de uma das etapas. Seu objetivo era estar entre os 10, e ele foi o sexto colocado. A meta também foi cumprida na temporada 2006 e o próximo passo é dar seqüência a esta evolução no ano que vem, garantindo lugar entre os três melhores pilotos do Brasil na MX2.

A equipe Dunas MX é patrocinada por Dunas Race, Pirelli, Pro Tork, Yamaha e Motul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *