MotoGP cancela duas primeiras provas por conta do coronavírus

A força cada vez maior do coronavírus na Itália fez com que a MotoGP cancelasse as duas primeiras provas da temporada 2020. Dessa forma, o GP do Qatar, que estava marcado para 8 de março, e o GP da Tailândia, programado para 22 de março, não serão mais disputados nas datas previstas. Segundo os organizadores da categoria, a prova tailandesa ainda tem a possibilidade de ser encaixada mais à frente, apesar de não ser provável que isso aconteça.

Mesmo com o surto da doença na China e em outros países asiáticos, como Japão e Coreia do Sul, a decisão da MotoGP só foi tomada após o coronavírus ganhar força na Itália. O motivo é simples: as autoridades qatarianas impuseram uma regra de que qualquer passageiro proveniente do território italiano terá que ficar em quarentena por um período de 14 dias. Como seis pilotos e três equipes da categoria mais importante do motociclismo mundial são italianos, a prova ficou inviável.

“A Itália desempenha um papel claramente vital no campeonato de MotoGP tanto na pista quanto fora dela. Portanto, foi tomada a decisão de cancelar a prova no Qatar em 2020”, afirmou a MotoGP, em um comunicado oficial.

Em relação ao GP da Tailândia, os organizadores ainda tentarão realizar a prova em algum momento, apesar de ser difícil encaixar uma data. O esforço será por conta do sucesso da corrida no país, que estreou no calendário em 2018 e, tanto em 2018 como em 2019, foi a mais assistida pelos fãs entre todas as corridas nas duas temporadas.

Vale ressaltar que as provas qatarianas da Moto2 e da Moto3, categorias de acesso à MotoGP, serão realizadas. Isso porque os pilotos e as equipes já estão no país árabe há algumas semanas realizando os testes de pré-temporada. A programação inicial será mantida apenas por conta desse fato.

A MotoGP é a terceira das principais categorias do esporte a motor no mundo a mexer no calendário por conta do coronavírus. Anteriormente, a Fórmula 1 já havia anunciado o adiamento do GP da China, que seria disputado em 19 de abril, enquanto a Fórmula E cancelou o e-Prix da China, que estava marcado para 21 de março. A Fórmula 1 ainda estuda a possibilidade de adiar também o GP do Vietnã, estreante no calendário e que está previsto por enquanto para 5 de abril.

Fonte: Máquina do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *