MotoGP: Chefão da MotoGP nega preocupação com saída da Kawasaki

Embora esteja prestes a se tornar oficial, a informação de que a Kawasaki deixará a MotoGP antes do início da temporada 2009 não preocupa o detentor dos direitos comerciais da categoria, Carmelo Ezpeleta. De acordo com o dirigente, o esporte permanecerá forte com ou sem a montadora japonesa.

Em notícia publicada primeiramente pelo diário italiano Tutto Sport e atualmente bancada também pela revista britânica Autosport, a Kawasaki será em breve mais uma empresa do Japão que encerrará suas atividades esportivas, seguindo o caminho já cumprido por Honda na Fórmula 1 e por Subaru e Suzuki no Campeonato Mundial de Rali (WRC).

No entanto, as grandes chances de o grid da MotoGP ser diminuído para apenas 17 motocicletas neste ano estão longe de dar dor de cabeça a Ezpeleta. “Primeiro de tudo, temos de lidar com a situação da Kawasaki. Eles têm contrato com a Dorna (empresa que controla comercialmente a categoria) e está compromissada a participar do campeonato pelo menos até 2011”, disse ele à publicação italiana Motosprint.

“Logicamente, a partir do momento em que a Kawasaki me informar sobre o assunto, terei várias conversas com eles: trarei o acordo que assinamos, tentarei demovê-los da ideia (de deixar a categoria) e então pedirei que eles adiem o abandono”, continuou Ezpeleta. “Não estou preocupado, porque sei como lidar com o baque. Se em 2009 e 2010 conseguirmos manter o espetáculo oferecido pela MotoGP até agora, então sairemos fortes disso”.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *