F1: Após pressão de Mosley, equipes acatam as mudanças na Fórmula 1

Após o principal mandatário da Fórmula 1, Max Mosley, pressionar as equipes para aceitarem as mudanças impostas pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), a FOTA (Associação das Equipes da Fórmula 1) entrou em um consenso. Nesta quinta-feira, após uma reunião no aeroporto de Heathrow, em Londres, as escuderias da categoria máxima do automobilismo aceitaram o pedido da Federação.

Entre as principais alterações estão: os limites para testes aerodinâmicos serão limitados, os motores e caixas de câmbio serão barateados e os custos gerais das equipes totalmente reduzidos. As mudanças agradam ao presidente da FIA, Max Mosley, que enviou uma carta para a organização das escuderias com as novas regras.

“As equipes concordaram em desenvolver e congelar transmissões de baixo custo de 2010 a 2012. O custo total dessas transmissões serão de 1,5 milhão de euros por temporada, e elas terão que durar cerca de seis corridas”, afirma o comunicado da FOTA.

Na questão dos motores, as equipes também mostraram suas medidas. “A FOTA também reafirma seu compromisso com o fornecimento de motores pos 5 milhões de euros a partir de 2010 para equipes independentes”, corroborou a organização das escuderias.

O comunicado exaltou a união das equipes, que se juntaram nesse período de crise para solucionar o problema. A organização prometeu trabalhar em outras áreas da categoria, em que são possíveis reduções de custos.

A única equipe ausente na reunião foi a Force Índia, que é comandada pelo milionário indiano Vijay Mallya.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *