MotoGP: Ducati considera desrespeitosa, mudança nas regras de teste


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

A Ducati fez questão de tornar pública sua indignação pela forma com que a nova regra para testes da MotoGP foi implementada. Para a próxima temporada, as equipes terão apenas três dias para testar as motos onde serão realizados circuitos, o que não agradou em nada a escuderia italiana.

O anúncio da alteração foi feito em outubro deste ano e valerá a partir de 2018. O fato de a implementação da regra ser feita de maneira tão rápida desagradou à Ducati, que classificou a atitude como “desrespeitosa”, por se chocar com o planejamento prévio das equipes.

“Em princípio, a Ducati concorda com a ideia. O que não concordamos foi com a decisão ser tomada um mês antes do começo da nova temporada”, comentou o diretor esportivo da construtora, Paolo Ciabatti.

“Pensamos que foi desrespeitoso com as empresas que já haviam planejado suas atividades de testes e também a alocação das motos entre as equipes de fábrica e as satélite”, acrescentou.

Paolo ainda afirmou que a Ducati teve que mudar seus planos de maneira tardia em decorrência da nova regra. Os pilotos principais Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo foram mandados para Jerez de la Frontera em novembro, diferentemente do planejamento inicial.

“Acho que as novas regras são absolutamente razoáveis. Concordo com o princípio da regra, mas não concordo como ela foi implementada”, explicou.

“O começo do programa era que Dovi e Jorge testariam a nova moto em Valência, no teste após a corrida”, continuou.

O calendário de 2018 da MotoGP terá sua primeira corrida realizada no dia 18 de março, com a prova noturna do Qatar. Ao todo 19 circuitos serão disputados no ano, sendo o último na cidade espanhola de Valência, no dia 18 de novembro.

Fonte: Gazeta Esportiva

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *