MotoGP: Piloto da Kawasaki, Melandri já admite parar por um ano

De um dos principais pilotos da MotoGP a desempregado em menos de 12 meses. Essa é a situação que Marco Melandri está prestes a encarar devido ao fim do projeto esportivo da Kawasaki, com quem ele havia assinado contrato para a temporada 2009 da categoria. Questionado acerca da decisão da marca japonesa, o italiano já admite a possibilidade real de tirar um ano ‘de férias’.

Contratado pela Ducati, campeã da MotoGP em 2007, para competir no último Mundial, Melandri foi vendo sua cotação no mercado de pilotos ir caindo aos poucos. Depois de não conseguir repetir na equipe de Bologna o bom desempenho apresentado a bordo da Honda, o vice- campeão da temporada de 2006 deve ficar um período afastado das pistas com a saída da Kawasaki.

“Isso não seria ótimo, mas parar um ano também não seria um problema enorme”, afirmou o italiano de 26 anos em entrevista à agência britânica Reuters. “Estou esperando e torço para que a data (da decisão final) não demore muito a chegar: é melhor saber logo se você vai correr do que ficar cheio de dúvidas”.

Após rescindir seu contrato com a Ducati por ter sido apenas o 17º colocado do Mundial de Pilotos passado, Melandri acertou sua transferência para ser parceiro de John Hopkins na Kawasaki, uma das piores equipes do grid. Entretanto, foi pego de surpresa, assim como o norte-americano, com a notícia oficializada pelos japoneses no último dia 9: eles anunciaram o fim de suas atividades na MotoGP devido à crise econômica mundial.

Para o engenheiro-chefe de testes da ING Renault, Christian Silk, o dia de trabalho foi frustrante. “O tempo tornou as coisas muito difíceis. Como o carro é novo, não quisemos colocá-lo em risco andando muito na pista molhada, então resolvemos limitar a quilometragem. A chuva também dificultou muito o aprendizado sobre o carro, mas todas as equipes tiveram o mesmo problema, então, nesse sentido, estamos todos na mesma posição”, destaca.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *