Motovelocidade: Etapa do RS leva 18 mil ao autódromo

Picanha e costelão no espeto, chimarrão na mão, temperatura agradável, toneladas de alimentos doados e 18.000 pessoas lotando toda a área do autódromo internacional de Santa Cruz do Sul, interior gaúcho.


A festa era para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, disputada neste domingo. Pilotos de cinco categorias entraram na pista e aceleram forte na 125cc, 250cc, 500cc, Supersport (600) e Superbike (1000).

Na 125, que abriu as corridas, Murilo Ribeiro foi o vencedor. Logo em seguida vieram as 250 e Fábio Peasson garantiu o primeiro lugar depois de um duelo com William Pontes, o segundo. Na 500, disputa emocionante entre Alecsandre Brieda, bicampeão da categoria, e o garoto Gilson Pessoa. Ambos se revezaram na primeira posição durante toda a bateria, mas no final contou mais a experiência de que tem dois títulos nacionais.

A Supersport e a Superbike entraram por último na pista e, embora a primeira tenha 600 cilindradas, contra 1000 da outra, ambas correm juntas. Na Supersport, Murilo Colatreli foi o vencedor e Philippe Thiriet terminou em segundo. Gilson Scudeler acabou campeão da Superbike e Paulo Martins terminou na seqüência.

500cc
Na 500, um duelo de arrepiar tirou o fôlego das 18.000 pessoas que lotaram o autódromo. Numa disputa da liderança no final da reta entre Brieda e Pessoa, o líder do campeonato se atrapalhou na freada, se desequilibrou e por pouco não cai. Enquanto tentava se recuperar, ele foi ultrapassado pelo adversário.

Brieda não desanimou e, com a autoridade de bicampeão, saiu em busca da primeira colocação, colou em Pessoa e, faltando oito voltas para o final, assumiu a dianteira novamente. Os dois continuaram se revezando na primeira colocação até o final, quando Brieda cruzou a linha de chegada em primeiro. “Um retardatário me atrapalhou, mas isso faz parte da corrida”, disse Pessoa, que nesta hora se distanciou de Brieda faltando poucas voltas, terminando em segundo.

250cc
Na 250 cilindradas, Marciano Santin queimou a largada e foi penalizado com um “stop and go” e por pouco também não levou junto para a penalização Fabio Peasson e William Pontes, já que ambos ameaçaram sair quando viram o adversário partindo. Mas os dois acabaram voltando para o local correto no grid e se livraram da punição. “Eu fiquei parado porque pensei que teria outra largada e por isso acabei saindo atrás de todo mundo. Me livrei do stop and go sem querer”, afirmou Peasson.

O stop and go atrapalhou os planos do gaúcho Santin, que correu em casa. Pelo regulamento, ele precisa ficar cinco segundos com a moto parada, mas o tempo perdido é ainda maior, já que é necessário retornar aos boxes, passando por uma área de desaceleração e depois novamente de retomada. “Até voltar à pista são quase 20 segundos”, afirmou Marcus Oliveira, diretor de prova.

125cc
Na categoria 125, Murilo Ribeiro terminou na primeira colocação e garantiu a liderança da categoria depois de duas etapas, já que ele venceu também na abertura da temporada, em Interlagos. Eric Granado acabou na segunda colocação, seguido de Otavio Lucchini.

Resultados das corridas

125cc
1. Murilo Ribeiro (Honda)
2. Eric Granado (Honda)
3. Otavio Lucchini (Honda)
4. Antonio Casalinho (Honda)
5. Jefferson do Carmo (Honda)

250cc
1. Fabio Peasson (Honda)
2. William Pontes (Honda)
3. Marciano Santin (Honda)
4. Ana lima (Honda)
5. Maico de Lima (Honda)

500cc
1. Alecsandre Brieda (Honda)
2. Gilson Pessoa (Honda)
3. Carlos Alberto Cruz (Honda)
4. Sérgio Laurent (Honda)
5. Eduardo Costa (Honda)

Supersport
1. Murilo Colatreli (Kawasaki)
2. Philippe Braga Thiriet
3. Danilo Andric (Honda)
4. Bruno Corano (Honda)
5. Marcos Vilhena (Honda)

Superbike
1. Gilson Scudeler (Honda)
2. Pablo Martins (Suzuki)
3. Pierre Chofard (Honda)
4. Leandro Panades (Suzuki)
5. Alexandre Kracik (Kawasaki)


Classificação do campeonato

125cc
1. Murilo Ribeiro – 50
2. Eric Granado – 40
3. Otavio Lucchini – 32
4. Antonio Casalinho – 24
5. Douglas Figueiredo – 22

250cc
1. Fabio Peasson – 45
2. Ana Lima – 38
3. William Pontes – 36
4. Maico da Silva – 20
5. Marcelo Cristal – 20

500cc
1. Alecsandre Brieda – 50
2. Gilson Pessoa – 40
3. Carlos Alberto de Campos – 29
4. Sérgio Laurentys – 29
5. Eduardo Costa Neto – 16

Supersport
1. Murilo Colatreli – 22
2. Philippe Braga Thiriet – 20
3. Danilo Andric – 16
4. Bruno Corano – 15
5. Marcos Vilhena -10

Superbike
1. Gilson Scudeler – 45
2. Pablo Martins – 45
3. Pierre Chofard – 32
4. Leandro Panades – 24
5. Alexandre Kracik – 11

A próxima etapa do Brasileiro de Motovelocidade acontece nos dias 24 e 25 de junho em Mato Grosso do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *