Motovelocidade: Scudeler vence mais uma e dispara na liderança

Paulista do Team Scud Petrobras amplia sua vantagem para 38 pontos na corrida em Interlagos, diante do maior público do ano.


Em um evento marcado pela surpreendente participação do público, que lotou as arquibancadas da reta dos boxes do Autódromo Municipal José Carlos Pace, em São Paulo, Gilson Scudeler conquistou neste domingo (27) sua terceira vitória na categoria Superbikes do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O piloto paulista do Team Scud Petrobras liderou de ponta a ponta a quinta etapa e abriu vantagem ainda maior na liderança da temporada.

Scudeler, tetracampeão da categoria Supersport, manteve em Interlagos sua invencibilidade nos treinos classificatórios da Superbikes. Largando da pole-position pela quinta vez, valeu-se do bom acerto da Honda CBR 1000 RR número 1, decorada nas cores da BR Petrobras, GP Lubrax, Honda, Öhlins, Akrapovic, Shark, Arlen Ness, Black Vision, Samacar, Pro Heads, Luna, Calfin e Alpinestars, para chegar à terceira vitória em cinco corridas.

“Essa nova moto da Honda é fantástica, tem funcionado bem em todos os tipos de pista e isso tem sido fundamental para a nossa campanha no Brasileiro”, atribui Scudeler. “Consegui um bom ritmo na corrida e não tive problemas para me manter em primeiro. As arquibancadas estavam cheias, isso aumenta a inspiração de qualquer piloto. Foi uma tarde especial para nossa equipe”, definiu o paulista, que abriu 38 pontos de vantagem na liderança da Superbikes.

A ampliação dessa vantagem foi favorecida, em partes, pela ausência do vice-líder Pierre Chofard, companheiro de Scudeler no Team Scud Petrobras. Ele teve sua participação vetada por médicos depois do acidente que sofreu no treino livre da última quarta-feira (23), em que sofreu três fraturas na clavícula. Ainda assim, manteve a segunda colocação na tabela de pontos, apenas três à frente de Pablo Henrique Martins, segundo colocado na corrida.

O Team Scud Petrobras também subiu ao pódio da categoria Supersport. Bruno Corano e Danilo Andric Silva, os pilotos da equipe, foram terceiro e quarto, respectivamente, na vitória de Murilo Colatrelli. Philippe Thiriet, segundo, isolou-se na liderança do campeonato com 85 pontos. Colatrelli tem 83 e Corano, 81.

Após 20 voltas, a classificação final da quinta etapa do Brasileiro de Motovelocidade nas categorias Supersport e Superbikes foi a seguinte:

1º) Gilson Scudeler (SP/Superbikes), 34min53s870
2º) Pablo Henrique Martins (SP/Superbikes), a 18s952
3º) Leandro Panades (SP/Superbikes), a 32s122
4º) Luiz Carlos Cerciari (SP/Superbikes), a 55s116
5º) Murilo Colatrelli (SP/Supersport), a 1min04s763
6º) Philippe Thiriet (MG/Supersport), a 1min17s888
7º) Bruno Corano (SP/Supersport), a 1 volta
8º) Danilo Andric Silva (SP/Supersport), a 1 volta
9º) Daniel Gurgel de Mendonça (SP/Superbikes), a 1 volta
10º) Elson Tenebra Otero (SP/Superbikes), a 1 volta
11º) Osmar Gonçalves (SP/Superbikes), a 1 volta
12º) Alexandre Kracik (SP/Superbikes), a 1 volta
13º) Sarin Carlesso (SP/Superbikes), a 1 volta
14º) Romes César Silva (SP/Supersport), a 1 volta
15º) Rodrigo di Bisceglie (SP/Supersport), a 1 volta
16º) Antonio Bortolucci (SP/Supersport), a 1 volta
17º) Elton Rodrigues (SP/Superbikes), a 2 voltas
18º) Renato Sant’Anna (SP/Supersport), a 2 voltas

NÃO COMPLETARAM

Marcos Vilhena de Toledo (SP/Supersport), a 3 voltas
Ricardo Simohara (SP/Supersport), a 7 voltas
Alexandre Mayworm (SP/Supersport), a 12 voltas
Ricardo Mauro Gornati (SP/Superbikes), a 18 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *