NASCAR Monster Energy Cup Series: Austin Dillon vence a Coca-Cola 600

Austin Dillon (Chevrolet) venceu na noite de domingo (28/05) a Coca-Cola 600, no Charlotte Motor Speedway, 12ª etapa da NASCAR Monster Energy Cup Series. Foi a primeira vitória do piloto da Richard Childress Racing na categoria. Kyle Busch (Toyota) e Martin Truex Jr. (Toyota) completaram os três primeiros.

Na 20ª volta Chase Elliot (Hendrick Motorsports) passou por cima de detritos vindos do carro de Jeffrey Earnhardt (CircleSport), que estourou o motor. Um dos pedaços entrou no nariz do carro de Elliot, provocando um vazamento de óleo no Chevrolet.  Brad Keselowski (Team Penske) escorregou no óleo e acertou a traseira do carro de Elliot. Com os carros muito danificados, os dois pilotos abandonaram.

A bandeira amarela foi agitada (na 25ª volta estava programada uma amarela de competição). A relargada aconteceu na 28ª volta.

O restante do primeiro estágio, de cem voltas, foi em bandeira verde. Kyle Busch (Joe Gibbs Racing) passou Truex Jr. na 90ª volta. Para vencer o estágio e garantir os dez pontos de bônus para os Playoffs.

Truex Jr. liderava quando Matt DiBenedetto (GoFas Racing) acertou o muro na 142ª volta. Acionando a terceira amarela. Pouco depois a bandeira vermelha, de paralisação, foi agitada, devido a uma tempestade que atingiu o circuito. Depois de 1h40m a prova recomeçou. Truex Jr. venceu o segundo estágio.

Truex Jr. dominava o estágio três, quando o então líder do campeonato Kyle Larson (Chip Ganassi Racing) teve um pneu estourado, e acertou o muro na 292ª volta. Os carros foram para mais um pit stop, com Truex Jr. perdendo três posições no pit road. Denny Hamlin (Joe Gibbs Racing) venceu o estágio.

Na 334ª volta Truex Jr. superou Kyle Busch, e reassumiu a ponta. Na 368ª, de 400 voltas, os líderes foram para os pits, para a última rodada de reabastecimento e troca de pneus.

Oito pilotos ficaram na pista, com Jimmie Johnson (Hendrick Motorsports) assumindo a liderança. Mas faltando três voltas para o final o heptacampeão da categoria ficou sem combustível.

Dillon assumiu a ponta pela primeira vez. Para levar o mítico carro #3 de seu avo Richard Childress a vitória, depois de 17 anos.

A última vitória do #3 havia sido em 15 de outubro de 2000, com Dale Earnhardt. Após a morte de Earnhardt na Daytona 500 de 2001, Childress retirou o número. Que retornou apenas em 2014, quando Dillon passou a competir em toda a temporada da NASCAR Monster Energy Cup Series.

Kyle Busch foi o segundo, seguido por Truex Jr. (que liderou 233, das 400 voltas).

Matt Kenseth (Joe Gibbs Racing) terminou em quarto, seguido por Hamlin. Kurt Busch (Stewart/ Haas Racing), Erik Jones (Furniture Row), o pole-position Kevin Harvick (Stewart/Haas Racing), Ryan Newman (Richard Childress Racing) e Dalee Earnhardt Jr. (Hendrick Motorsports) fecharam os dez primeiros.

Truex Jr. assumiu a liderança do campeonato com 491 pontos, cinco a mais do que Larson.

A próxima etapa acontece no Dover International Speedway, no dia 04 de junho. 

Final:

1 – Austin Dillon (Chevy) – Childress – 400 voltas
2 – Kyle Busch (Toyota) – Gibbs – 400
3 – Martin Truex Jr. (Toyota) – Furniture Row – 400
4 – Matt Kenseth (Toyota) – Gibbs – 400
5 – Denny Hamlin (Toyota) – Gibbs – 400
6 – Kurt Busch (Ford) – Stewart/Haas – 400
7 – Erik Jones (Toyota) – Furniture Row – 400
8 – Kevin Harvick (Ford) – Stewart/Haas – 400
9 – Ryan Newman (Chevy) – Childress – 400
10 – Dale Earnhardt Jr. (Chevy) – Hendrick – 400
11 – Daniel Suarez (Toyota) – Gibbs – 400
12 – Jamie McMurray (Chevy) – Ganassi – 400
13 – Paul Menard (Chevy) – Childress – 400
14 – Clint Bowyer (Ford) – Stewart/Haas – 400
15 – Ricky Stenhouse Jr. (Ford) – Roush – 400
16 – Trevor Bayne (Ford) – Roush – 400
17 – Jimmie Johnson (Chevy) – Hendrick – 400
18 – AJ Allmendinger (Chevy) – JTG – 399
19 – Michael McDowell (Chevy) – Leavine – 399
20 – Chris Buescher (Chevy) – JTG – 399
21 – Joey Logano (Ford) – Penske – 399
22 – Regan Smith (Ford) – Petty – 399
23 – David Ragan (Ford) – Front Row – 397
24 – Ryan Blaney (Ford) – Wood – 396
25 – Danica Patrick (Ford) – Stewart/Haas – 396
26 – JJ Yeley (Chevy) – Premium – 395
27 – Gray Gaulding (Toyota) – BK – 393
28 – Landon Cassill (Ford) – Front Row – 393
29 – Timmy Hill (Chevy) – Premium – 384
30 – Reed Sorenson (Chevrolet) – Premium – 375
31 – Derrike Cope (Chevy) – Premium – 327
32 – Corey LaJoie (Toyota) – BK Racing – 315
33 – Kyle Larson (Chevy) – Ganassi – 292
34 – Cole Whitt (Ford) – Front Row – 290
35 – Kasey Kahne (Chevy) – Hendrick – 244
36 – Ty Dillon (Chevy) – Childress – 242
37 – Matt DiBenedetto (Ford) – GoFas – 139
38 – Chase Elliott (Chevy) – Hendrick – 19
39 – Brad Keselowski (Ford) – Penske – 19
40 – Jeffrey Earnhardt (Chevy) – CircleSport – 18

Campeonato:

1. Truex 491 pontos; 2. Larson 486; 3. Keselowski 409; 4. Harvick 388; 5. Kyle Busch 386.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *