NASCAR: Piloto da NASCAR que atropelou colega não será acusado nos EUA

Em agosto deste ano, um acidente chocou o mundo do automobilismo. Tony Stewart, tricampeão da NASCAR, de 43 anos, atropelou e matou o jovem Kevin Ward Jr. durante uma prova da Super Sprint Car Series. O acidente aconteceu após Ward deixar seu carro para reclamar de uma fechada de Stewart. Nesta quarta-feira, foi confirmado que o piloto não sofrerá acusações pelo ocorrido.

Era esperado que Stewart fosse acusado de homicídio culposo (sem intenção de matar) mas o júri do condado de Ontario, em Nova York, decidiu não acusá-lo pela morte de Ward, por não existir evidências de intenção criminal. Ainda assim, existe a possibilidade de uma ação civil contra Stewart, por negligência.

A imprensa americana também confirmou nesta quarta-feira que o exame toxicológico de Ward testou positivo para maconha, na noite em que ele foi atropelado por Stewart.

Fonte: LANCENET!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *