NASCAR: Piloto norte-americano processa Red Bull por quebra de contrato

De rápida e inexpressiva passagem pela Fórmula 1, o piloto Scott Speed decidiu processar a empresa Red Bull por ter rescindido unilateralmente o seu contrato com o norte-americano no último mês de novembro. Ele acionou uma corte da Carolina do Norte, pedindo uma quantia de 6,5 milhões de dólares à sua ex-equipe pela quebra do acordo assinado há algumas temporadas.

O piloto originário da Califórnia correu em 2010 na primeira divisão da Nascar, categoria norte-americana de carros de turismo, alternando com presenças na Fórmula 1 com a Toro Rosso desde a metade da temporada 2007.

Ele foi, no entanto, sido surpreendido com a rescisão do contrato com a empresa austríaca de corridas. O gerente geral da equipe, Jay Frye, teria dito que existiam algumas cláusulas de contrato referentes ao desempenho do atleta a fim de manter o seu acordo em vigor – o que não teria sido cumprida pelo corredor.

Correndo na sua segunda temporada pela Nascar em 2010, Speed conseguiu terminar o ano em 35º lugar, depois de ficar entre os 12 primeiros durante a primeira metade da disputa. Sem o acerto com a Red Bull, espera-se que ele continue na Nascar em 2011.

Fonte Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *