NASCAR Sprint Cup Series: Tony Stewart vence em Miami, e é o Campeão de 2011

Tony Stewart (Chevrolet) venceu neste domingo (20/11), a Ford 400, no Homestead-Miami Speedway, 36ª e última etapa da NASCAR Sprint Cup Series, e 10ª e decisiva prova do Chase. Foi a 5ª vitória de Stewart no ano, todas no Chase, e 44ª na categoria. Carl Edwards (Ford) e Martin Truex Jr. (Toyota) completaram os três primeiros.

Stewart começou a prova na 15ª posição e três pontos atrás de Edwards, o pole-position, na tabela de pontos. Com a vitória e o segundo lugar de Edwards, os dois terminaram a temporada, empatados com 2403 pontos. Stewart faturou o seu terceiro título na categoria (2002, 2005 e 2011) por ter vencido cinco provas, contra apenas uma de Edwards. Desde 1992 (com Alan Kulwicki) um piloto não vencia um campeonato, sendo dono da equipe.

Na largada, o pole Edwards manteve a ponta, seguido por Truex Jr. A primeira bandeira amarela aconteceu logo na 13ª volta, por causa de uma leve chuva na curva dois. A maioria dos pilotos entrou nos boxes pela primeira vez, para a troca de pneus. Na relargada na 22ª volta, Edwards manteve a primeira posição. Stewart, que teve que fazer outra parada nos pits, devido a um dano em seu carro, era o 40º colocado.

Na 34º volta, detritos na curva quatro, devido a uma rodada de Dave Blaney (Chevrolet) acionaram a segunda amarela. Os pilotos foram novamente para os boxes, desta vez também reabastecendo. Stewart voltou aos boxes, com a equipe usando fita adesiva para fixar a parte do carro danificado, caindo novamente para as últimas posições.

Na relargada, na 37ª volta, Keselowski era o novo líder. Onze voltas depois Edwards recuperou a liderança. Depois de um longo período em bandeira verde, o motor de David Ragan (Ford) estourou na 83ª volta, provocando a 3ª amarela. Edwards manteve a ponta na relargada, na 87ª volta, seguido por Jeff Gordon. Stewart já era o 10º colocado.

A prova foi interrompida em bandeira vermelha, na 110º volta, devido à chuva. Caminhões com turbinas, para secar a pista, foram colocados em ação. Cerca de uma hora depois a bandeira verde foi agitada. Antes da prova recomeçar, os pilotos deram duas voltas em bandeira amarela, com os pits sendo abertos ao final da segunda volta. Stewart e Edwards trocaram os quatro pneus.

Kevin Harvick (Chevrolet) trocou apenas dois pneus, e era o líder na relargada, na 117ª volta, seguido por Jeff Gordon, Edwards e Stewart. Logo após a bandeira verde Gordon superou Harvick, com Stewart passando para 2º.

Na 123ª volta Stewart ultrapassou Gordon. Nas voltas seguintes o piloto da Stewart-Haas abriu mais de um segundo sobre Edwards, até a bandeira amarela ser agitada novamente, na 133ª volta, por detritos na pista.

Stewart e Edwards foram para os boxes, com ambos trocando os quatro pneus. Stewart perdeu tempo, com a equipe se atrapalhando nos pits, caindo para 9º.

Harvick, novamente trocando apenas dois pneus, era o líder na relargada, na 139ª volta. Duas voltas depois o pentacampeão Jimmie Johnson (Chevrolet), rodou, com a 6ª amarela sendo agitada.
Na relargada, na 147ª volta, Harvick era o líder, com Edwards em 3º e Stewart na 9ª posição. Rapidamente Stewart recuperou posições, e na 153ª, com uma ultrapassagem sobre Truex, era novamente líder. Edwards vinha em 3º. Uma volta depois Landon Cassill (Chevrolet) e Cole Whitt (Toyota) se enroscaram, com Trevor Bayne (Ford) não tendo para onde ir. Sétima amarela.

Com os pits abertos, os lideres foram mais uma vez para os boxes. Jeff Burton (Chevrolet) permaneceu na pista, e assumiu a liderança. Uma volta depois da relargada, na 162ª volta, Matt Kenseth (Ford) era o novo líder. 

Na 176ª volta Edwards passou Kenseth, pela liderança. Quatro voltas depois foi a vez de Stewart superar o campeão de 2003. Com os pilotos parando nos boxes com a bandeira verde, Edwards tinha 1s2 de vantagem sobre Stewart, na 194º volta.

Na 202ª volta Edwards entrou nos boxes, trocando os quatro pneus. Stewart assumiu a ponta, permanecendo na pista até a 212ª volta, quando foi para os boxes, colocar quatro pneus novos e reabastecer. Na volta seguinte a chuva voltou, com a bandeira amarela sendo agitada.

Edwards, em primeiro lugar, entrou novamente nos boxes, na 214º volta, trocando dois pneus. Os caminhões turbina voltaram à pista, com os pilotos passando, lentamente ao lado deles.

Kyle Busch (Toyota) era o líder na relargada, na 231ª volta. Duas voltas depois Stewart retornou a ponta, aos passar Brad Keselowski. Na seguinte Edwards também superou Keselowski. Para conquistar o seu primeiro título na categoria, Edwards tinha que passar Stewart. Contudo o piloto da Roush Fenway Racing tentou, mas não conseguiu se aproximar o suficiente para tentar a ultrapassagem.

Stewart manteve ponta até o final, recebendo a bandeirada com 1s306 de vantagem sobre Edwards. Truex Jr. foi o 3º.

Kenseth terminou em 4º, seguido por Jeff Gordon e Clint Bowyer (Chevrolet). Kasey Kahne (Toyota), Harvick, Denny Hamlin (Toyota) e Burton fecharam os dez primeiros.

A prova teve oito bandeiras, no total de 54 voltas. Foram 26 trocas de liderança entre 15 pilotos. Edwards liderou o maior número de voltas, 119, seguido por Stewart com 65.

Final:

1 – Tony Stewart (Chevrolet) – Stewart/Haas – 267 voltas
3 – Martin Truex Jr. (Toyota) – Waltrip – 267
4 – Matt Kenseth (Ford) – Roush – 267
5 – Jeff Gordon (Chevrolet) – Hendrick – 267
6 – Clint Bowyer (Chevrolet) – Childress – 267
7 – Kasey Kahne (Toyota) – Red Bull – 267
8 – Kevin Harvick (Chevrolet) – Childress – 267
9 – Denny Hamlin (Toyota) – Gibbs – 267
10 – Jeff Burton (Chevrolet) – Childress – 267
11 – Dale Earnhardt Jr. (Chevrolet) – Hendrick – 267
12 – Ryan Newman (Chevrolet) – Stewart/Haas – 267
13 – Regan Smith (Chevrolet) – Furniture Row – 267
14 – Jamie McMurray (Chevrolet) – Ganassi – 267
15 – A.J. Allmendinger (Ford) – Petty – 267
16 – Paul Menard (Chevrolet) – Childress – 267
17 – Brian Vickers (Toyota) – Red Bull – 267
18 – David Reutimann (Toyota) – Waltrip – 267
19 – Joey Logano (Toyota) – Gibbs – 267
20 – Brad Keselowski (Dodge) – Penske – 267
21 – Mike Bliss (Ford) – TRG – 267
22 – Travis Kvapil (Ford) – Front Row – 267
23 – Kyle Busch (Toyota) – Gibbs – 267
24 – Mark Martin (Chevrolet) – Hendrick – 267
25 – Trevor Bayne (Ford) – Wood – 267
26 – Casey Mears (Toyota) – Germain – 267
27 – Bobby Labonte (Toyota) – JTG – 267
28 – Dave Blaney (Chevrolet) – Baldwin – 265
29 – T.J. Bell (Ford) – FAS Lane – 265
30 – Geoffrey Bodine (Chevrolet) – Baldwin – 263
31 – Juan Montoya (Chevrolet) – Ganassi – 261
32 – Jimmie Johnson (Chevrolet) – Hendrick – 261
33 – David Gilliland (Ford) – Front Row – 245
34 – Kurt Busch (Dodge) – Penske – 220
35 – Greg Biffle (Ford) – Roush – 190
36 – Landon Cassill (Chevrolet) – Phoenix – 153
37 – Cole Whitt (Toyota) – Red Bull – 153
38 – David Ragan (Ford) – Roush – 81
39 – Marcos Ambrose (Ford) – Petty – 72
40 – Joe Nemechek (Toyota) – Nemco – 29
41 – J.J. Yeley (Ford) – Front Row – 25
42 – David Stremme (Chevrolet) – Inception – 14
43 – Michael McDowell (Toyota) – HP Racing – 13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *