NASCAR Sprint Cup Series: Trevor Bayne surpreende e vence as 500 Milhas de Daytona

Trevor Bayne (Ford) venceu neste domingo (20/02), a 53ª edição das 500 Milhas de Daytona, no Daytona International Speedway, etapa de abertura da NASCAR Sprint Cup Series. Foi apenas a segunda prova de Bayne na principal divisão da NASCAR. Carl Edwards (Ford) e David Gilliland (Ford) completaram os três primeiros.

Na 197ª volta um múltiplo acidente levou a prova para o tempo extra. Na relargada o líder David Ragan (Ford) escolheu a linha de cima, mas recebeu a bandeira verde quando estava na fila debaixo. Ragan acabou punido com um drive-through, com Bayne assumindo a liderança.

Com a prova reiniciada para as voltas finais, Dale Earnhardt Jr. (Chevrolet) e Ryan Newman (Chevrolet) foram para muro, provocando uma nova bandeira amarela.

Com apenas 20 anos (completados no sábado) e apenas uma prova de experiência na NASCAR, Bayne venceu com apenas 0s118 de vantagem sobre Edwards, que ainda tentou a ultrapassagem na volta final, sem sucesso. Bayne, que liderou apenas cinco voltas, se tornou o mais jovem vencedor da Daytona 500. Foi a primeira vitória da Wood Brothers Racing em dez anos (com Elliott Sadler em Bristol 2001), e 98ª na Sprint Cup. A Ford venceu pela 600ª vez na categoria, e 12ª na Daytona 500.

Gilliland, 0s172 atrás, foi o 3º. Bobby Labonte (Toyota) terminou em 4º, seguido por Kurt Busch (Dodge) e Juan Pablo Montoya (Chevrolet). Regan Smith  (Chevrolet) foi o 7º com Kyle Busch  (Toyota) em 8º, Paul Menard  (Chevrolet) na 9ª posição e Mark Martin  (Chevrolet) fechando os dez primeiros.

Newman foi quem mais liderou voltas, 37, ganhando dois pontos extras. Ele terminou apenas na 22ª posição, ao se envolver no acidente da 197ª volta.

O pentacampeão Jimmie Johnson (Chevrolet) foi o 27º colocado, seguido pelo parceiro de equipe Jeff Gordon. Outros favoritos também não tiveram um bom desempenho. Tony Stewart (Chevrolet) foi o 13º; Denny Hamlin (Toyota) 21º, Dale Earnhardt Jr.  (Chevrolet) 24º e Matt Kenseth (Ford) 34º.

Kevin Harvick (Chevrolet) teve o motor estourado na 22ª volta, e Jeff Burton (Chevrolet) viu o seu motor virar fumaça na 93ª volta.

O principal acidente da prova aconteceu na 29ª volta e começou com um toque de Michael Waltrip (Toyota) em David Reutimann (que pilota um carro de propriedade de Waltrip) na curva três. A confusão envolveu dezessete carros, incluindo três carros da Hendrick Motorsports, de Johnson; Gordon e Martin; Kenseth; Greg Biffle (Ford); Kurt Busch e Brian Keselowski (Dodge).

A prova, que teve oito voltas a mais além das 200 programadas, durou 4h03m32s, com 16 bandeiras amarelas (60 voltas no total), 22 lideres diferentes (cada um ganhou um ponto extra) com 74 trocas de liderança, um recorde na história da prova.

Como Bayne não disputa toda a temporada Edwards lidera o campeonato (que tem um novo sistema de pontuação) com 42 pontos, um a mais do que Gilliland e Labonte.

A próxima etapa acontece em Phoenix no dia 27 de fevereiro.

Final:

1 – Trevor Bayne (Ford) – Wood – 208 voltas em  4h03m32s000
2 – Carl Edwards (Ford) – Roush – 208
3 – David Gilliland (Ford) – Front Row – 208
4 – Bobby Labonte (Toyota) – JTG – 208
5 – Kurt Busch (Dodge) – Penske – 208
6 – Juan Montoya (Chevrolet) – Ganassi – 208
7 – Regan Smith (Chevrolet) – Furniture Row – 208
8 – Kyle Busch (Toyota) – Gibbs – 208
9 – Paul Menard (Chevrolet) – Childress – 208
10 – Mark Martin (Chevrolet) – Hendrick – 208
11 – A.J. Allmendinger (Ford) – Petty – 208
12 – Bill Elliott (Chevrolet) – Phoenix – 208
13 – Tony Stewart (Chevrolet) – Stewart/Haas – 208
14 – David Ragan (Ford) – Roush – 208
15 – Terry Labonte (Ford) – FAS – 208
16 – Robby Gordon (Dodge) – Gordon – 208
17 – Clint Bowyer (Chevrolet) – Childress – 208
18 – Jamie McMurray (Chevrolet) – Ganassi – 208
19 – Martin Truex Jr. (Toyota) – Waltrip – 208
20 – Steve Wallace (Toyota) – Wallace – 208
21 – Denny Hamlin (Toyota) – Gibbs – 208
22 – Ryan Newman (Chevrolet) – Stewart/Haas – 206
23 – Joey Logano (Toyota) – Gibbs – 206
24 – Dale Earnhardt Jr. (Chevrolet) – Hendrick – 202
25 – Kasey Kahne (Toyota) – Red Bull – 199
26 – Dave Blaney (Chevrolet) – Baldwin – 198
27 – Jimmie Johnson (Chevrolet) – Hendrick – 189
28 – Jeff Gordon (Chevrolet) – Hendrick – 173
29 – Brad Keselowski (Dodge) – Penske – 166
30 – David Reutimann (Toyota) – Waltrip – 164
31 – Brian Vickers (Toyota) – Red Bull – 160
32 – Travis Kvapil (Ford) – Front Row – 153
33 – Andy Lally (Chevrolet) – TRG – 149
34 – Matt Kenseth (Ford) – Roush – 133
35 – Greg Biffle (Ford) – Roush – 126
36 – Jeff Burton (Chevrolet) – Childress – 92
37 – Marcos Ambrose (Ford) – Petty – 82
38 – Robert Richardson Jr. (Ford) – Front Row – 45
39 – Joe Nemechek (Toyota) – Nemco – 29
40 – Michael Waltrip (Toyota) – Waltrip – 28
41 – Brian Keselowski (Dodge) – Keselowski – 28
42 – Kevin Harvick (Chevrolet) – Childress – 22
43 – J.J. Yeley (Chevrolet) – Whitney – 10

Campeonato:

1. Edwards 42 pontos; 2. Gilliland 41; 3. Bobby Labonte 41; 4. Kurt Busch 40; 5. Montoya 39.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *