NASCAR Truck Series: No 60º aniversário de Nelson, “PIKET” volta à pista na cabeça de Nelsinho

Piloto corre as 200 milhas de Michigan na Nascar Truck Series com o sobrenome inventado pelo pai no início da carreira.

Neste final de semana, o Chevrolet Silverado #30 será pilotado por Nelson PIKET na Nascar Truck Series. A mudança na grafia do sobrenome consagrado é uma homenagem de Piquet Jr ao aniversário de 60 anos do primeiro tricampeão mundial de F1 da história do automobilismo brasileiro, data comemorada nesta sexta.

Além de competir com uma réplica do capacete usado por seu pai no início da carreira, Nelsinho vai exibir em seu truck um desenho do primeiro carro de fórmula pilotado por Nelson em uma temporada completa, o Super Vê de 1974.

“Sei muito bem que o melhor presente de 60 anos que posso dar para ele é a vitória. Mas acho importante contar para os fãs da Nascar a história do PIKET e ao mesmo tempo lembrar os torcedores brasileiros dos primeiros capítulos da trajetória dele nas pistas”, diz Piquet Jr, nono colocado no campeonato da Nascar Truck Series, com 345 pontos.

Quando Nelson resolveu competir de carro, precisou desafiar a oposição do pai, Estácio Gonçalves Souto Maior, que era médico e foi ministro da saúde nos anos 60. A saída foi competir com o sobrenome de solteiro de sua mãe, Clotilde Piquet. Mesmo assim, para não despertar atenção paterna, alterou a grafia do nome.

“É curioso eu colocar de volta o PIKET na pista, para homenagear meu pai justamente com um artifício que ele criou para sua carreira de piloto não chamar atenção do meu avô”, observa Nelsinho, destacando que uma das principais caracterísiticas do tricampeão é justamente a criatividade para encontrar soluções inéditas.

O piloto se empenhou pessoalmente na pesquisa dos registros fotográficos dos primeiros anos da carreira do pai e diz ter ficado muito satisfeito com o resultado final apresentado pelo designer Austin Polen, que neste ano assina as pinturas do capacete do primeiro brasileiro a vencer nas categorias nacionais da Nascar.

“A pintura em si é bem mais simples que outros capacetes que eles fizeram para mim em 2012. Mas o capricho fica claro em alguns detalhes. Por exemplo: no cuidado de simular uns arranhões em alguns pontos do casco. Espero que meu pai goste de ganhar essa peça de presente depois. E mais ainda, que o PIKET atraia para mim na Nascar o sucesso que ele teve no Super Vê.”

Esta será a terceira vez na carreira que Nelsinho compete no oval de 2 milhas de Michigan, uma das pistas mais rápidas da Nascar e que passou por repavimentação desde a última corrida das picapes lá, em 2011.

“É uma das minhas pistas favoritas. Em 2010 fiz um top-10 lá e no ano passado brigava pelo top-5 quando tive um acidente a meia volta do fim. A gente vem de um belo final de semana em Pocono, quando tivemos a pole e o truck mais rápido da pista. Vamos competir em Michigan com o mesmo equipamento e isso me deixa bastante otimista”, diz o brasileiro, que é líder dos rankings de pole positions e de corridas com mais posições conquistadas na divisão das picapes após as 11 primeiras provas do ano.

As 200 milhas de Michigan marcam o início da segunda metade da temporada 2012 da Truck Series. Estão inscritos para esta prova dois dos principais pilotos da Sprint Cup Series, a principal categoria do automobilismo americano. Kurt Busch, campeão de 2004, vai pilotar a picape #18, enquanto Brad Keselowski, quinto colocado e dono de três vitórias na elite da Nascar em 2012, compete com a caminhonete #29.

Nesta sexta, estão previstas três sessões de treinos livres. A tomada de tempo acontece na manhã de sábado. A largada está marcada para 13h (horário de Brasília). O canal Fox Sports tem os direitos de transmissão da Nascar para o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *