Old Stock Race: Helal, Viehmann e Zapelini vencem em Interlagos

A corrida 1 foi marcada por um acidente logo no início da prova envolvendo Grego Lemonias e Daniel Alberici, causando a entrada do safety car depois de uma excelente largada de Felipe Matos saindo da terceira posição e pulando para a liderança. Na relargada, Thiago Lourenço, Felipe Matos e Rodrigo Helal protagonizaram um excelente pega durante algumas voltas. Molly Robinson também chegou para a disputa na terceira volta e chegou a ameaçar a liderança de Felipe Matos no meio da prova.

No final da prova os comissários acrescentaram 20 segundos no tempo total de Felipe Matos e Evandro Camargo por terem ultrapassado a área de pista no S do Senna na largada. Thiago Lourenço também foi penalizado em 20 segundos por queima de relargada e Rodrigo Helal foi declarado vencedor, levando um cheque de três mil reais para casa, oferecimento do Grupo Loyal, que distribuiu 16 mil reais entre os cinco primeiros de cada uma das categorias na primeira prova.

O resultado da primeira prova da Old Stock Race ficou assim:

 

1. 113 Rodrigo Helal em 26min01s195

 

2. 10 Luiz Zapelini a 7s606

 

3. 11 Molly Robinson a 16s249

 

4. 93 Felipe Matos a 17s759

 

5. 52 Thiago Lourenço a 24s597

 

6. 22 Pedro Gomes a 25s125

 

7. 51 Pimenta a 31s003

 

8. 7 Amaury Biem a 38s911

 

9. 1 Evandro Camargo a 1min03s255

 

10. 3 Antônio Carlos a 1min07s383

 

11. 64 Marcos Philippi (M) a 2 voltas

 

12. 9 Marco Maragno a 5 voltas

 

13. 18 Georges Lemonias a 12 voltas

 

14. 79 Daniel Alberici a 12 voltas

 
 
 

Enquanto isso, na Opala 250, Carlos Freire e Konrad Viehmann deram show com as Caravans na disputa pela liderança desde o início da prova. Ao final, Konrad se estabeleceu a frente e manteve a posição até o final da prova.

 
 
 

Confira o resultado da primeira prova da Opala 250:

 

1. 73 Konrad Viehmann

 

2. 281 Carlos Freire

 

3. 60 Anderson Marossi

 

4. 43 Rodrigo Silva

 

5. 106 Cristiano Gomes

 

6. 65 Marcio Nasser

 

A corrida 2 foi sem acidentes e correu limpa, com boas disputadas nas duas categorias. Logo na largada, Rodrigo Helal não deu chance para os outros concorrentes e manteve a primeira posição. Felipe Matos passou para segundo e manteve a perseguição ao líder. No pelotão, Molly Robinson, Zapelini, Amaury Biem, Pimenta e Marcelo Ferraz andavam trocando posições o tempo todo. Zapelini levou a melhor e pulou para terceiro, colando nos líderes.

Ao final de 12 voltas o resultado da prova ficou assim:

 

1. 113 Rodrigo Helal em 22min10s471

 

2. 93 Felipe Matos a 2s416

 

3. 10 Luiz Zapelini a 11s011

 

4. 51 Pimenta a 32s542

 

5. 22 Pedro Gomes a 35s819

 

6. 7 Amaury Biem a 37s518

 

7. 11 Molly Robinson a 37s550

 

8. 52 Marcelo Ferraz a 39s045

 

9. 1 Evandro Camargo a 44s324

 

Pela Old Man, categoria para pilotos acima de 55 anos, Luiz Carlos Zapelini foi o vencedor num dia especial, exatamente no dia que seu pai, que também foi corredor completaria 81 anos. “Meu pai corria de DKV pela fábrica com o número 10 e por coincidência, desde que eu participo de corridas, nunca venci uma prova no dia do seu aniversário e hoje conquistei uma vitória na Old Man e dedico a ele, obrigado pai!” disse emocionado.

Na 250, Anderson Marossi deu show com seu Opala, mas não conseguiu ficar muito tempo à frente das Caravans de Konrad Viehmann e Carlos Freire. Na reta final de prova, Freire perdeu rendimento e posições para Rodrigo Silva e Marossi.

Confira o resultado da segunda prova da Opala 250:

 

1. 73 Konrad Viehmann

 

2. 43 Rodrigo Silva

 

3. 60 Anderson Marossi

 

4. 281 Carlos Freire

 

5. 106 Cristiano Gomes

 

6. 65 Marcio Nasser

A próxima etapa da Old Stock Race e Opala 250 está marcada para outubro novamente no Autódromo do Velocitta nos dias 8, 9 e 10 de Outubro.

 
 
 

Fotos: Humberto Silva – Grupo Runway/OSR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *