Old Stock Race: Rafael Lopes vence e amplia a distância na tabela

Os opalas mais rápidos de todos os tempos novamente invadiram Interlagos neste final de semana em busca de pontos importantíssimos na disputa do campeonato 2018 da categoria.

A pole foi definida no sábado e Pimenta, piloto do opala numeral 51 precisou de uma volta apenas para cravar 1m59s367 e mais uma vez, largar na frente este ano.

O domingo amanheceu com muitas nuvens e pista úmida, devido à chuva que insistiu em cair durante praticamente todo o sábado em Interlagos e nas arquibancadas, desde o nascer do dia, opaleiros e amantes do automobilismo foram tomando espaço trazendo suas famílias e amigos, unidos em torno de um só objetivo: presenciar mais um show em pista e aproveitar o mais um dia no espaço destinado a receber os milhares de apaixonados pela Old Stock Race. O estacionamento ficou tomado por opalas e caravans de todos os modelos, cores e anos de fabricação vindos de vários lugares do Brasil com caravanas, clubes e associações, provando mais uma vez que o clássico fabricado pela Chevrolet está mais vivo do que nunca.

Nesta etapa, a organização preparou novidades para o público e trouxe duas atrações musicais, a banda Rock ao Cubo que tocou clássicos do rock no período da manhã e após as 13h00 uma roda de samba fez todo mundo sambar e aguardar a segunda prova do dia. Ainda falando em novidades, foi a primeira vez que o público pode acompanhar a narração das provas num sistema de som montado exclusivamente nas arquibancadas e com a locução vinda direta da web rádio Rádio Autódromo, que ja transmite todas as provas no seu site e aplicativos.

As provas

Na primeira prova, logo na largada Pimenta rodou no S do Senna e Rodrigo Helal que vinha por fora também saiu da pista indo para a área de escape conseguindo voltar. Pimenta se recuperou muito rápido e retornou à pista mas perdeu algumas posições. Na reta oposta, Helal teve um toque com o opala numeral 11 e bateu na parte de dentro da pista, quem também abandonou logo no inicio da primeira prova foi Marcelo Zebra, estreante na categoria com o opala numeral 22 que rodou no laranjinha e não consegui se recuperar por problemas no carro. Ometto que largou na segunda fila, assumiu a ponta e trouxe com ele Tiago Gonçalves #11 e Rodrigo Giordano #38. A bandeira amarela foi acionada para a retirada do carro de Helal e após duas voltas, na relargada, o opala numeral 666 de André Barachi bateu e ficou fora da prova, provocando outra bandeira amarela.

Nova relargada e quem assume a ponta é Rodrigo Giordano ultrapassando Ometto e Rafael Lopes vem pra cima dos dois, primeiro ultrapassa o opala 75 e sai a caça de Giordano, travando uma das melhores batalhas da prova, passando juntos na reta dos boxes e disputando a liderança, na freada do S do Senna Rafael conseguiu se posicionar melhor armando o bote para a sair na reta oposta já em primeiro, indo ate o final da prova e vencendo mais uma.

Outra estreia da categoria foi a piloto Vanessa Vorcaro, com opala #128 que não teve um bom final de semana, com tempos bem acima dos demais e se envolveu em um acidente com João Ometto Neto no final da primeira prova danificando muito os dois opalas.

No final, Rafael Lopes cruzou com facilidade a faixa de chegada em primeiro, Rodrigo Giordano #38 em segundo, Pimenta, após boa recuperação em terceiro, completando o pódio, Marcos Philippi ficou em quarto, Grego Lemonias foi o quinto após largar em 19º.

No intervalo entre uma prova e outra, os pilotos subiram ate as arquibancadas para interagir, tirar fotos e cumprimentar o público, numa demonstração que a Old Stock Race é a categoria mais querida do Brasil.
No período da tarde, os opalas alinharam novamente para a segunda prova do dia e com o grid formado pelo resultado da prova anterior, com Rafael Lopes na ponta e agora “de cara para o vento” como se diz, fez uma boa largada, despachando Vinicius Pimentel que assumiu o volante do opala 38 das mãos de Rodrigo Giordano. Pimenta também aproveitou o bom rendimento e nas pontas dos dedos ganhou duas posições, indo em busca do líder, travando novamente uma batalha épica entre a experiência de Pimenta e o fôlego de Rafael, que tem pouco mais de 3 anos de automobilismo mas ja mostra que tem muito potencial. e uma equipe muito bem acertada.

Na ponta, Rafael e Pimenta tentavam curva a curva ver quem seria o vencedor, ora pimenta forçando uma ultrapassagem, ora esperando um erro de Lopes e na nona volta, Pimenta conseguiu pular na frente, mas sem abrir distancia e agora Rafael é que tinha a missão de perseguir o líder. da décima volta ate o final a ponta esteve indefinida, com Pimenta e Lopes o tempo todo colados e tirando o fôlego do público quando passavam pelas arquibancadas. Na penúltima volta, Rafael armou o boe e ultrapassou Pimenta no S do Senna, que ainda tentou resistir mas o motor do opala 54 falou mais alto abrindo a última volta, ainda com o opala 51 colado em sua traseira. Na última passagem pela curva da junção, Rafael tinha um retardatário à sua frente e seria a ultima chance de Pimenta, mas Lopes se de melhor e subiu para a receber a bandeirada em primeiro lugar fechando o final de semana com duas vitórias e pontos importantes para se isolar na liderança do campeonato.

Em terceiro ficou Ricardo Alvarez do opala numeral 3 que durante todo o final de semana se mostrou bem constante, fazendo inclusive o melhor tempo em um dos treinos livres da sexta feira. Completando o pódio, Grego Lemonias em quarto e Rodrigo Helal em quinto, após um trabalho impressionante de sua equipe em recuperar o carro a tempo para a segunda prova.

Ao final da prova os opalas foram submetidos à vistoria técnica de rotina e alguns itens foram levados para análise e o resultado oficial da etapa ficou “sub júdice” e será conhecido após a conclusão do processo, que deve ser concluído ainda nesta terça feira.

Curta as redes sociais, acesse o canal do Youtube e assista todas as provas da temporada 2018.

Os opalas da Old Stock Race são equipados com Pneus Pirelli, Discos de Freio Fremax, Comandos de Válvulas Kuir, Pistões AFP e Embreagens Ceramic Power.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *