Outras: 2ª. etapa do Paulista de Velocidade na Terra será previa do Brasileiro

A temporada 2007 do Campeonato Paulista de Velocidade na Terra terá continuidade no próximo final de semana (dias 10 e 11), com a realização da segunda etapa do campeonato Paulista de Velocidade na Terra, que acontece no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo – ECPA. As provas devem reunir pilotos de diversos estados, na abertura do certame, representantes de quatro estados estiveram na disputa.

Além das provas nas categorias Turismo A e B, Fórmula Tubular e Super Fórmula Tubular, que disputam regularmente o campeonato, também haverá duas provas extra-oficiais de Mini-Fórmula Tubular, as gaiolas com motor de motocicleta. “Acho que vai ser uma bela atração para o público, que tem muitas lembras de provas dessa categoria, que era chamada de Kartcross”, afirma o piloto Dito Giannetti.


 


Vice-líder do certame na Super Fórmula Tubular, Dito ficou em segundo lugar na etapa de abertura do campeonato, terminando as duas baterias colado no primeiro colocado. “Foi uma prova emocionante, pois corri praticamente sem freios. Consertamos o problema e acho que agora chegou a hora de vencer”, avaliou. “Meu objetivo maior é disputar o título e para isso precisamos ir colecionando bons resultados”, completou o veterano piloto.


 


Já o líder do certame Ricardo Fragnani só pensa em manter a dianteira da tabela de classificação. “Vamos para a segunda etapa com o intuito de continuar na liderança. O campeonato está apenas começando, mas é sempre importante se manter na ponta”.


 


Depois dos imprevistos registrados na etapa de abertura do Campeonato Paulista de Super Fórmula Tubular, quando chegou a liderar as prova mas acabou sofrendo quebras em seu carro, o piloto mato-grossense Raijan Mascarello tenta dar a volta por cima na competição. “Vamos fazer um mapeamento completo na gaiola para evitar que problemas como os que aconteceram na estréia do certame voltem a acorrer”.


 


Mas isso não desanimou o piloto. “Tivemos um bom início de temporada, mesmo com o carro antigo. Nossa gaiola foi muito bem e minha auto-estima está em alta. Só lamento a falta de sorte. Mas, vamos dar a volta por cima”, disse Raijan. Já no dia 1º de abril, ele inicia a luta pelo título no Campeonato Brasileiro, que terá um total de quatro etapas.


 


O certame paulista de velocidade na terra mostrou que atingiu nível nacional ao apresentar pilotos de cinco diferentes estados do Brasil (Rio de Janeiro, Mato-Grosso eMato-Grosso do Sul) na primeira etapa da temporada. “Eu considero o paulista a mais forte competição do país, se o piloto almeja alçar vôos mais altos na categoria, precisa disputar com os mais fortes”, afirmou Carlos Castro, piloto de Campo grande/MS.


 


Para esta segunda etapa, são esperados mais dois pilotos do Rio de Janeiro e Mato-Grosso e um terceiro da Bahia, que estarão usando a prova do estadual paulista para treinar para a primeira etapa do Campeonato Brasileiro, que acontece no dia 25, em Tapes/RS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *