Outras: Arrancadão de Tratores ganha popularidade em 2006

Com a realização de três GPs, distribuídos pelos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, a temporada 2006 foi excelente para o Arrancadão de Tratores. A categoria dos tratores mais rápidos do Brasil ganhou popularidade e teve um aumento de público em Não-Me-Toque (RS) na ordem de 40% e em Maripá (PR) o público aumentou em 30%. Na guerra de motores, a MWM levou a melhor com vitórias em Não-Me-Toque e Maripá, enquanto que a Ford ganhou em Fraiburbo (SC).



O Arrancadão de Tratores tem a organização da HSJ Desenvolvimentos, patrocínio da Vipal e da Firestone, e apoio das federações de automobilismo de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná.



A temporada foi aberta em Fraiburgo, Santa Catarina, quando pilotando um trator equipado com motor Ford, Alexandre “Bad Boy” Scwheinberger, de Marechal Cândido Rondon, sagrou-se vencedor do GP Vipal realizado nos dias 9 e 10 de setembro. Ivan Schanoski (Maripá) classificou-se em segundo lugar; Armando Boldrin Júnior (Toledo) em terceiro; e Dorval Conci Júnior (Maripá) em quarto.



O GP Firestone, disputado em Não-Me-Toque (RS), nos dias 7 e 8 de outubro, teve como campeão Ivan Schanoski, de Maripá. Ele pilotou o trator da equipe Azulão, equipado com motor MWM. Armando Boldrin Júnior (Toledo) garantiu o título de vice-campeão, enquanto que Paulo Radetzki (Maripá) e Valdecir Rohloff (Toledo) se classificaram em terceiro e quarto lugar respectivamente.



A temporada terminou no dias 11 e 12 de novembro, em Maripá, na região Oeste do Paraná, quando foi disputado do GP Vipal. A vitória ficou com Paulo Radetzki, da equipe Brutus, que contou com a força do motor MWM. Ivan Schanoski (Maripá) sagrou-se vice-campeão; Dorval Conci Júnior (Maripá) se classificou em terceiro ao passo que Valdecir Rohloff (Toledo) obteve o quarto lugar.



Segundo Heinz Schreiber Júnior, diretor da HSJ Desenvolvimentos, a temporada foi excelente. “Abrimos o ano em Fraiburgo, uma praça nova para as competições de tratores. Em Não-Me-Toque tivemos a grata satisfação de constatarmos que a cidade abraçou o evento e tivemos um aumento de público de 40%. Em Maripá, berço da categoria, tivemos 30% a mais de público do que em 2005 e foi uma grande festa. Estamos contente com a evolução técnica e desportiva e ganhamos o status internacional com a participação de pilotos do Paraguai”, acentua Heinz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *