Outras: Paraná ganha 4 novos autódromos de terra em 2006

O balanço de 2006 é positivo para o automobilismo paranaense, que ganhou quatro novos autódromos de terra e melhorou a qualidade dos eventos.


Quatro novos autódromos de terra é o principal saldo do balanço do automobilismo paranaense na temporada de 2006 feito por Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Estes autódromos estão nas cidades de Marechal Cândido Rondon, Mercedes e Novo Sarandi, na região Oeste do Estado, e em Araucária, na região Sul.


Segundo Rubens Gatti, o ano foi positivo para o automobilismo paranaense, que manteve o mesmo número de pilotos do ano anterior, em torno de 1.350 pilotos, mas ainda falta o fechamento total dos números. “Deve ficar em torno de 20 pilotos a mais ou a menos. Mas mantivemos a condição de segunda maior força do automobilismo brasileiro”, enfatiza Rubens Gatti.



Sobre os eventos estaduais, Gatti salienta que a qualidade melhorou muito. “Em todas as categorias, tivemos melhoras na qualidade, seja no automobilismo de terra, velocidade no asfalto, arrancada, kart (regionais e o paranaense em uma única etapa) e as provas de arrancada na terra cresceram muito na região metropolitana de Curitiba”, destaca Rubens Gatti.



Outro ponto que Rubens Gatti destaca e o desempenho dos pilotos paranaenses em provas nacionais e internacionais. Nossos pilotos brigaram por títulos em muitas categorias, com destaque para a Fórmula Truck, Stock Car, Mitsubishi Cup e categorias mundiais de turismo. O curitibano Farfus Júnior brigou até a última etapa pelo título do Mundial do WTCC e conquistou o terceiro lugar, ao passo que o cascavelense Jaime Melo Júnior sagrou-se campeão mundial de Turismo do FIA GT 2. Foi um bom ano para o automobilismo do Paraná”, finaliza Rubens Gatti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *